Ano começa com queda brusca em lançamento de produtos

Leia em 1min

Desde 2003 não havia um janeiro com intenção tão baixa da indústria em lançar produtos

 

 

 

O mês de janeiro deste ano refletiu o desestímulo da indústria brasileira em lançar novos itens devido à instabilidade de consumo e econômica do País. O Índice GS1 Brasil de Atividade Industrial registrou queda de 18,7% na comparação com dezembro de 2020, no dado livre de efeitos sazonais. Comparado a janeiro de 2020, o índice retraiu 10,3%. Já no acumulado de 12 meses o índice caiu 8,4%.

 

Para a CEO da GS1 Brasil, Virginia Vaamonde, “o ano começou com a intenção de lançamento de produtos em patamares abaixo do realizado em janeiro de 2020, além de não termos um janeiro com essa retração desde 2003, pela série histórica do índice”. “Esses números do início de 2021 indicam uma postura mais conservadora na confiança do empresário brasileiro”, completa Virginia.

 

O índice da GS1 Brasil é calculado de acordo com o registro de novos códigos de barras para produtos da indústria de transformação, como alimentos, bebidas, têxtil, joalheria, brinquedos, instrumentos musicais e outros.

 

Fonte: Revista SuperHiper


Veja também

Mercado Extra está mais forte em São Paulo

Rede investiu R$ 4,5 milhões para iniciar a operação de mais três unidades no estado &nb...

Veja mais
Indústria de limpeza projeta alta de 3% em 2021

Resultado deve ser favorecido por bom volume de lançamentos e também pelo impacto da pandemia  D...

Veja mais
Safra de grãos deve ser recorde em 2021, diz IBGE

O Brasil deve registrar, em 2021, safra recorde de cereais, leguminosas e oleaginosas, segundo estimativa de janeiro do ...

Veja mais
Setor de orgânicos cresce 30% no Brasil em 2020

Apesar de toda a crise econômica gerada pela pandemia de Covid-19, o setor de produtos orgânicos registrou u...

Veja mais
Comércio antecipa venda de ovos de Páscoa para não repetir 2020

2021 começou meio esquisito. A venda de ovos de Páscoa começou mais cedo neste ano. Na segunda quin...

Veja mais
Faturamento do atacado distribuidor cresce 4,29% no acumulado de 2020

De acordo com pesquisa realizada pela ABAD (Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores) com um ...

Veja mais
Preço da maçã, banana e melancia sobe forte em dezembro, aponta Conab

Os preços da maçã, banana e melancia subiram fortemente na maioria dos mercados em dezembro, mostra...

Veja mais
Mercado de beleza cresce no Brasil durante a pandemia

De acordo com o provedor de pesquisa de mercado Euromonitor International, o Brasil é o quarto maior mercado de b...

Veja mais
76% dos brasileiros começaram a consumir em comércios locais durante a quarentena

Uma pesquisa realizada pela Mastercard, no fim de 2020 para compreender melhor os hábitos de compras dos consumid...

Veja mais