PepsiCo utiliza embalagens de salgadinhos e garrafas PET em carroceria de caminhão

Leia em 3min

Protótipo desenvolvido aqui no Brasil integra meta global de reduzir as emissões de gases de efeito estufa em 40% até 2030

 

A PepsiCo, alinhada às suas metas globais de sustentabilidade, inova mais uma vez e lança um protótipo de carroceria de caminhão sustentável, feita com plástico reciclado, mais especificamente de BOPP e garrafas PET, materiais usados nas embalagens de salgadinhos e refrigerantes de suas marcas.

 

Esta é uma iniciativa pioneira no mercado e faz parte da transformação estratégica da companhia, o PepsiCo Positive, que visa gerar valor sustentável por meio de três pilares: Agricultura positiva, Cadeia de valor positiva e Escolhas positivas.

 

A agenda consolida as ações da empresa em toda a sua cadeia produtiva e coloca a sustentabilidade no centro dos negócios, o que inclui o desenvolvimento da economia circular e o reforço de sua frota sustentável, que hoje já é uma das maiores do setor de bens de consumo no Brasil e no mundo.

 

O protótipo foi desenvolvido utilizando como base embalagens recicladas de produtos da empresa na composição. Para a fabricação da carroceria, as embalagens de BOPP e PET passaram por processo químico que, misturados a outros componentes, reduzem a quantidade de fibra de vidro utilizada na fórmula original.

 

Este material passou por diversos testes a fim de assegurar sua segurança e durabilidade, entre eles o de envelhecimento artificial estimado em 10 anos, elasticidade e condução de calor, obtendo resultados positivos e demonstrando a possiblidade de utilizá-lo em larga escala em sua frota.

 

Para o projeto foram utilizados cerca de 3 quilos de embalagens plásticas de BOPP – o que representa cerca de 750 unidades de bolsas de salgadinhos, e 18 Kg de plástico PET – aproximadamente 368 garrafas. Novos experimentos estão sendo realizados para aumentar ainda mais a utilização destes recicláveis na composição da fibra, que pode consumir até 99% menos energia em kW/h na sua produção em comparação a carroceria convencional feita de alumínio.

 

“A preocupação com o Planeta está no centro dos esforços da PepsiCo e na área de transportes estamos cada vez mais atentos a essa necessidade de mudança para uma frota mais sustentável. Ações como essa reforçam o nosso compromisso com a sustentabilidade e, também, com a economia circular do plástico, material para o qual buscamos alternativas para que não se torne lixo e possa ser ressignificado. Apenas com o projeto de carroceria sustentável pretendemos reciclar aproximadamente 5 toneladas de plásticos em um ano.” afirma Anderson Pinheiro, Diretor de Transportes da PepsiCo Brasil.

 

PepsiCo expande frota de veículos elétricos e movidos a GNV

A PepsiCo também anuncia a compra de vinte caminhões elétricos e cinco movidos a GNV para reforçar sua frota sustentável. Dezenove veículos elétricos são da JAC Motors, modelo iEV 1200T, do qual a empresa já havia adquirido dez unidades em 2020 e um da Volkswagen, modelo e-Delivery11, primeiro caminhão elétrico 100% nacional. Os 5 veículos movidos a GNV (gás natural veicular), ou gás biometano, são da SCANIA e são do mesmo modelo que a companhia adquiriu 18 caminhões no ano passado. A empresa foi a primeira a usar caminhões movidos a gás natural e umas das pioneiras no uso de caminhões elétricos em sua frota, o que reforça o seu compromisso com a mitigação dos impactos causados pelas emissões de CO2 na atmosfera e com a sustentabilidade em toda sua cadeia de valor.

 

Todas essas ações vêm ao encontro de meta global da PepsiCo de reduzir as emissões de gases de efeito estufa em 40% em toda a sua cadeia produtiva até 2030.

 

Redação SuperHiper 


Veja também

Supermercados da França estão proibidos de vender 30 alimentos in natura envoltos com plástico

Multas podem chegar a 15 mil euros e proibição será estendida para a Espanha em 2023 2022 come...

Veja mais
Heineken vai usar energia renovável na produção brasileira

Companhia responsável pela geração de energia limpa evitará emissão anual de tonelada...

Veja mais
Forte demanda faz Ambev construir fábrica de vidros sustentáveis

Com investimentos da ordem de quase R$ 900 mi, unidade deve entrar em operação em 2025A Ambev anunciou nes...

Veja mais
Na jornada do ESG ,o “S” tem ficado de fora, avaliam estudiosos

Especialistas afirmam que ações sociais podem fortalecer a saúde financeira das empresas Muito...

Veja mais
Sustentabilidade domina maior parte das indústrias de bebida alcóolica

Avanço é mais sensível no manejo de resíduos sólidos, diz KPMG e Abrabe Cada vez...

Veja mais
Pelo 2º ano, B3 integra o GPA na carteira ISE de sustentabilidade

Companhia do setor de supermercados é a única a compor o índice; frigoríficos importantes fo...

Veja mais
PepsiCo traça nova meta para segurança alimentar mundial até 2030

Na América Latina, a Fundação PepsiCo investe mais de US$ 7,5 milhões em programas de acesso...

Veja mais
Unilever batalha contra a perda de alimentos

Projeto da companhia salvou cerca de 70 toneladas de alimentos em 5 meses de campanha O Brasil está entre os...

Veja mais
Brasileiro valoriza mais a sustentabilidade

Estudo da Kantar mostra que a pandemia fez a população latino-americana pensar e agir mais nesse sentido&n...

Veja mais