Unilever batalha contra a perda de alimentos

Leia em 4min 10s

Projeto da companhia salvou cerca de 70 toneladas de alimentos em 5 meses de campanha

 

O Brasil está entre os 10 países que mais desperdiçam comida no mundo. De acordo com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura, cerca de 30% da produção de alimentos no país é desperdiçada. Apenas em 2019, 931 milhões de toneladas de alimentos foram descartadas*. E o fato de o desperdício ocorrer ao longo de toda a cadeia – produção, transporte, manufatura, food service e consumidor final – dá a dimensão do desafio por trás dessa questão.

 

Não à toa, a Unilever incluiu o tema do desperdício alimentar em seu plano de sustentabilidade. No documento, a companhia chama a atenção para o fato de 1/3 dos alimentos produzidos no mundo ir para o lixo – o que significa desperdiçar recursos como água e solo – e se compromete a reduzir à metade o desperdício de alimentos em toda operação, das fábricas aos pontos de venda, até 2025.

 

Mas a companhia quer ir além das suas fronteiras e vem utilizando a escala de suas marcas para reduzir o desperdício e levar alimentos para pessoas em situação de vulnerabilidade social. Hellmann’s acredita que comida é muito boa para ser desperdiçada e vai liderar essa agenda por meio do projeto “Unidos pela Comida”, oferecendo o conforto que uma refeição deliciosa pode proporcionar a todos que precisam.

 

A iniciativa viabiliza que diversas marcas doem alimentos próximos ao vencimento que seriam descartados para que a INFINEAT, responsável pela logística do projeto, faça o transporte desses alimentos. Os produtos são levados para a Sefras, organização humanitária engajada no combate à fome, que é responsável por transformar esses alimentos em refeições deliciosas capazes de não só alimentar, mas acolher e reduzir o desperdício e em distribuí-las para pessoas em situação de vulnerabilidade.

 

O projeto iniciou no Dia das Mães, dia 09 de maio, e teve como objetivo salvar – durante aquele mês – 4 toneladas de alimentos do desperdício, contribuir com 12 mil refeições e juntar 10 parceiros. O resultado foi além das expectativas, e foi possível salvar 7,9 toneladas de alimentos, contribuindo, assim, com 13.600 refeições.

 

Além disso, até o final de outubro, a iniciativa permitiu que 68 toneladas de alimentos que seriam desperdiçadas contribuíssem com 122 mil refeições. Os resultados positivos do projeto abriram portas para novos planos, ainda maiores, com a ambição de expandir o modelo para outras regiões do país e chegar a um total de um milhão de refeições doadas, o que equivale a 500 toneladas de alimentos que não serão jogados fora, até maio de 2022.

 

“Em Hellmann’s acreditamos que comida é muito boa para ser desperdiçada. Por isso, queremos inspirar os consumidores a reaproveitarem os seus alimentos, ajudando nessa luta. Acreditamos que essa é uma questão central para a construção de um sistema alimentar mais justo e inclusivo e, por isso, queremos potencializar cada vez mais a iniciativa por meio da força das nossas marcas e ao mobilizar e engajar indústrias, varejistas parceiros e os nossos consumidores”, conclui Agatha Matias, Gerente de desenvolvimento de marcas.

 

Mas essa não foi a primeira vez que a Unilever movimentou suas marcas para levar alimento para pessoas em situação de vulnerabilidade social. Além das doações realizadas pela companhia em 2020, em combate às complicações sociais e de saúde pública causadas pela pandemia, em 2021 a Unilever iniciou a maior ação de combate à fome já realizada pela empresa no Brasil.

 

Foram mais de 400 toneladas de macarrão Knorr (800 mil pacotes) enviadas para os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Ceará e Pernambuco. No total, a quantidade é suficiente para o preparo de mais de 3,2 milhões de refeições.

 

“A atualização do plano de sustentabilidade da Unilever, lançado em 2020, tem uma frente específica para tratar de ‘nutrição positiva, saúde e bem-estar’ e uma das prioridades é justamente lidar com essa questão, que é um problema global e que tem uma série de consequências. Como uma das maiores empresas de alimentos do mundo, a Unilever tem um papel fundamental na transformação do sistema alimentar para que este seja mais justo e inclusivo”, afirma Thais Hagge, VP de Marketing para Foods.

 

Parcerias em prol do fim do desperdício

 

Para viabilizar o projeto, a Unilever Brasil contou com diversos parceiros. Liderado por Hellmann’s, o “Unidos pela Comida” conta com a participação do projeto INFINEAT, que surgiu justamente para coletar alimentos que seriam descartados e os levar para quem precisa; e da organização humanitária Sefras, que atuam no combate à fome.

 

Outras marcas da própria companhia também participam – como Arisco, Knorr, Cremogema e The Vegetarian Butcher -, assim como de outras empresas – como Bauducco, Bonduelle, Coop e Renata. Para a próxima fase, além da prospecção de cozinhas e de novas empresas que queiram contribuir doando alimentos, outras marcas da Unilever darão ainda mais força ao projeto. São elas: Maizena e Mãe Terra.

Fonte: SuperHiper


Veja também

Brasileiro valoriza mais a sustentabilidade

Estudo da Kantar mostra que a pandemia fez a população latino-americana pensar e agir mais nesse sentido&n...

Veja mais
Pandemia torna a sustentabilidade mais importante para 62% dos latino-americanos

Levantamento da Kantar mostra que mais da metade da população alterou seu comportamento de compras No...

Veja mais
Minuto Pão de Açúcar amplia pontos de coleta de vidro em São Paulo

O Grupo Pão de Açúcar (GPA) anuncia a expansão do projeto “Tem vidro usado p...

Veja mais
Líderes brasileiros mudam o pensamento sobre o ESG

Pesquisa da KPMG revela como estão as boas práticas diante os negócios Um estudo da KPMG apont...

Veja mais
Campanha do Grupo Pereira incentiva reciclagem de lixo eletrônico

Conheça a ação marcada para o próximo sábado e os incentivos desse importante projeto...

Veja mais
CNI: indústrias de pequeno porte vão investir mais em sustentabilidade

A maioria das indústrias de pequeno porte (55%) tem intenção de investir mais nos próximos d...

Veja mais
Bimbo Brasil adota aterro zero em duas fábricas

As plantas somam mais de mil toneladas de resíduos por mês e até o final de 2022, todas as unidades ...

Veja mais
J&J desenvolve absorvente sustentável com cobertura de bambu

Produto hipoalergênico e sem corantes chega aos supermercados, agredindo menos o planeta  Absorvent...

Veja mais
Sovena quer cortar parte do plástico na produção

Relatório de Sustentabilidade da companhia aponta metas rígidas de ESG a curto prazo O Grupo Sovena, ...

Veja mais