JBS vai investir U$ 1 bi em sustentabilidade

Leia em 1min 30s

CEO da companhia afirma que é possível produzir mais e reduzir o impacto ambiental ao mesmo tempo

 

O presidente global da JBS, Gilberto Tomazoni, saiu em defesa de uma proatividade do setor agropecuário do país na direção de uma produção de alimentos mais eficiente e, ao mesmo tempo, menos prejudicial ao meio ambiente.

 

“É possível produzir mais e ao mesmo tempo reduzir impacto ambiental. Agricultura é parte central da solução. Temos de promover uma transformação no setor agropecuário no uso da terra”, disse o executivo, durante abertura do 10º Congresso Sustentável de 2021 – Brasil 2050: negócios regenerativos, inclusivos e resilientes.

 

Segundo o executivo, o mundo está enfrentando dois desafios que acabam conversando entre si: a necessidade de trazer segurança alimentar ao mundo, cuja população está em crescimento, e de caminhar para uma economia de baixa emissão de carbono.

 

“Teremos 10 bilhões de pessoas no mundo em 2050. Será necessário 60% mais produção de proteína para alimentar essa população. E também temos o aquecimento global. Precisamos caminhar para uma economia de baixo carbono”, ponderou o executivo, defendendo que este debate não seria uma questão do futuro, mas do presente.

 

Uma das soluções apresentadas pelo executivo para o tema é a integração entre lavoura, pecuária e floresta que é praticada hoje em algumas propriedades. “Eles conseguem produzir 40% mais alimento”, disse. Tomazoni ponderou que essa solução precisa ganhar escala, sobretudo entre os pequenos produtores.

 

Do ponto de vista da JBS, o grupo tem aportado recursos para incentivar uma produção mais sustentável de alimentos. “A nossa escala nos leva a responsabilidade de induzir o setor com nossa cadeia de valor. Por isso nós fizemos compromisso em ser net zero (de emissão de carbono) em 2040”.

 

O grupo ainda vai investir US$ 1 bilhão na próxima década para aumentar a sustentabilidade das suas operações, assim como US$ 100 milhões em pesquisa e desenvolvimento para ajudar agricultores ao redor do mundo.

 

Fonte: Valor Econômico 


Veja também

Unilever vai premiar cliente que reciclar embalagem

O projeto de economia circular funciona por um sistema de acúmulo de pontos com trocas nos locais coleta Par...

Veja mais
PepsiCo lança plataforma de sustentabilidade para toda cadeia

A transformação estratégica de ponta a ponta Pep+ prevê três pilares para sua ado&ccedi...

Veja mais
Reckitt e WWF se unem com ações para sustentabilidade do planeta

Multinacional vai doar R$ 74 mi para preservar habitats de água doce na Amazônia e na Índia O G...

Veja mais
Pandemia acelera consumo de embalagem preferida dos brasileiros

O uso individual do produto disparou no primeiro semestre segundo entidade do setor A latinha de alumínio &e...

Veja mais
Ser sustentável é imprescindível

Estudo da EY-Parthenon detalha como anda o cliente neste segundo ano de pandemia Resultado de um estudo que come&cc...

Veja mais
Tetra Pak ativa economia circular com baixo carbono

Em cinco anos, empresa dobrou taxa de reciclagem de suas embalagens no Brasil e deve zerar as emissões de g&aacut...

Veja mais
Fungo, a fibra que faltava

Produtos plant based ganham um novo capítulo com alimentos não processados e mais sustentáveis ...

Veja mais
Supermercados lideram uso de energia limpa no varejo brasileiro

Sete a cada dez instalações fotovoltaicas ocorrem no setor que desembolsa anualmente R$ 3 bi O volume...

Veja mais
ESG direciona empreitada de gigante na produção de ovos

Ovos à base de plantas é a nova aposta do Grupo Mantiqueira O Grupo Mantiqueira, de avicultura, &eacu...

Veja mais