Ministro nega autorização para advogado não vacinado contra Covid-19 entrar no TJSP

Leia em 1min

 

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Og Fernandes indeferiu habeas corpus por meio do qual um advogado que não se vacinou contra a Covid-19 buscava ter livre acesso aos fóruns do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP). A corte paulista editou portaria que condiciona o ingresso em seus prédios à apresentação de comprovante de que a pessoa tomou, pelo menos, uma dose da vacina contra a doença.

 

No habeas corpus, o advogado alegou que teria sido imunizado de forma natural após se recuperar da Covid-19, fato que o colocaria em patamar de igualdade com as pessoas vacinadas – ou até em posição superior, em termos de imunização.

 

Ele acusou de ilegalidade a portaria do TJSP que exigiu o comprovante de vacina e disse que a norma viola seus direitos de locomoção e de exercício profissional.

 

STJ não pode analisar validade de normas em abstrato

O ministro Og Fernandes explicou que, de acordo com a jurisprudência do STJ, o habeas corpus não constitui via própria para o controle abstrato da validade de leis e atos normativos em geral, previsão também fixada na Súmula 266 do Supremo Tribunal Federal.

 

Em consequência, reconhecendo o manifesto descabimento do pedido, o relator considerou inviável a análise do habeas corpus.

 

Esta notícia refere-se ao(s) processo(s):

 

HC 697066

 

Fonte: STJ – 01/10/2021

 

 


Veja também

Mapa submete à consulta pública proposta de regulamento para carne moída

 PORTARIA SDA Nº 405, DE 27 DE SETEMBRO DE 2021 Submete à Consulta Pública, a proposta de R...

Veja mais
PSDB questiona alterações no CPC que priorizam citação por meio eletrônico

 Para a sigla, as mudanças violam o devido processo legal e abrem margem para crimes eletrônicos. ...

Veja mais
Empresa não precisa pagar salários de funcionária que teve auxílio-doença negado

Por não constatar irregularidades na conduta do empregador, a 2ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 1...

Veja mais
DECISÃO: TRF1 decide que não há má-fé na aquisição de imóvel em cuja matrícula não consta averbação de penhora para garantir dívida

 Acompanhando o voto do relator, desembargador federal Souza Prudente, a 5ª Turma do Tribunal Regional Federal...

Veja mais
Operações do Pix à noite terão limite de R$ 1 mil a partir de hoje

 Medida vale entre as 20h e as 6h A partir de hoje (4), as transferências e pagamentos feitos ...

Veja mais
Carf debate em seminário temas do contencioso tributário fiscal

 Secretário executivo mostra que o Ministério da Economia vem reduzindo o estoque regulatório,...

Veja mais
Presidente do STF derruba decisão contrária ao passaporte de vacinação no Rio de Janeiro

 Para o ministro Luiz Fux, a Prefeitura do Rio de Janeiro, conforme os precedentes do STF, tem poder para estabelec...

Veja mais
STF prorroga resolução sobre medidas preventivas contra Covid-19

Diante da necessidade de manutenção das medidas e da eficácia de sua implementação, a...

Veja mais
Projeto cria programa de conciliação para controvérsias relativas a relações de consumo

Programa será implantado com as atuais estruturas dos órgãos envolvidos O Projeto de Lei 1149/...

Veja mais