Coca-Cola e Corona lançam versão alcoólica de refrigerante

Leia em 2min

Seguindo tendência, novo Fresca Mixed, em lata, busca colocar a empresa na linha de frente deste segmento que só cresce 

 

 

A Coca-cola está de olho no crescente mercado de coquetéis em lata. Nesta semana, a companhia anunciou a criação do Fresca Mixed, que mistura um dos seus refrescos mais populares com destilados alcoólicos.

O Fresca Mixed será lançada em conjunto com a Constellation Brands. A empresa, responsável pela cerveja Corona e pela vodca Svedka, será responsável por produzir, promover e distribuir a nova bebida.

 

É a segunda bebida não-alcoólica de propriedade da Coca-cola a ser alcoolizada – a primeira foi o hard seltzer Topo Chico, em 2020. Antes, a companhia também já havia lançado o também alcoólico Lemon-Dou, no Japão.

 

Em sua versão tradicional, o refrigerante Fresca foi criado em 1966 nos EUA, sendo depois comercializado também em vários outros países, como México, Islândia, Bulgária, Argélia e em várias regiões da América Latina. Foi produzido em diversos sabores, como limão, hortelã, pêssego, cereja e citrus, entre outros, mas a versão mais popular é de toranja (“grapefruit”).

 

Como não tem açúcar ou calorias, a versão original do Fresca sempre foi muito utilizada pelos consumidores, segundo a própria Coca-cola, como mistura no prepare de coquetéis alcoólicos. Ainda de acordo com a Coca-cola e a Contellation Brands, o lançamento acontece em um momento em que o refrigerante passa por “aumento em sua popularidade”.

 

“A Coca-Cola Company e a Constellation Brands compartilham a paixão por construir algumas das marcas mais amadas do mundo e por construir as melhores experiências de bebidas”, disse Dan White, chefe de Novas Linhas de Produtos da Coca-Cola na América do Norte. “A abordagem focada no consumidor da Constellation, o espírito empreendedor, a rede de distribuição expansiva e a experiência em distribuição de destilados os tornam a escolha ideal para trazer o Fresca Mixed para o mercado”.

 

A venda de coquetéis em lata tem aumentado consideravelmente nos últimos anos, especialmente entre públicos mais jovens que buscam opções ao vinho e à cerveja. Em comunicado sobre o anúncio, a Constellation Brands afirma que o mercado de bebidas alternativas para adultos já movimenta mais de 8 bilhões de dólares ao ano, com perspectiva de crescimento contínuo nos próximos anos.

 

Inicialmente, o novo Fresca Mixed será comercializado apenas nos EUA. Ainda não há previsão divulgada sobre distribuição da bebida no mercado brasileiro.

 

Fonte: Exame


Veja também

Heineken coloca mulheres para dirigir caminhões e empilhadeiras

A mão-de-obra também será utilizada largamente em outros departamentos agora que a cervejaria holan...

Veja mais
Brasileiro vive a febre das bebidas funcionais

Procura disparou na pandemia e indústria moderniza os lançamentos que reforçam o sistema imunol&oac...

Veja mais
Scala se moderniza e amplia produção própria de leite

Plano de expansão sustentável da empresa envolve ainda área de treinamento do manejo bovino para pr...

Veja mais
Camil faz nova aquisição para ganhar força no mercado de cafés

Negócio saiu por R$ 62 milhões. A empresa ainda vai investir R$ 15 milhões para ampliar o parque pr...

Veja mais
Retomada dos eventos faz venda de vinhos disparar

Consumo da bebida supera inclusive dos espumantes que vinha em curva ascendente Apesar da proximidade das festas de...

Veja mais
Coca-Cola compra concorrente da Gatorade por US$ 5,6 bilhões

Conheça o negócio entre a Coca e a rival que é a segunda marca de bebidas esportivas mais consumida...

Veja mais
Ambev incrementa produção e vendas sobem no trimestre

Empresa relaciona três pilares para o volume recorde e o giro no chão de loja Estamos ganhando muito m...

Veja mais
Heineken foca em cervejas premium e portfólio econômico retrai

Movimentação é reflexo da estratégia da companhia para turbinar o consumo das marcas de maio...

Veja mais
Volume de cervejas da Ambev tem salto, e lucro cresce 57% no 3º trimestre

A cervejaria Ambev registrou lucro líquido de R$ 3,71 bilhões no terceiro trimestre de 2021, em alta de 57...

Veja mais