Heineken foca em cervejas premium e portfólio econômico retrai

Leia em 1min

Movimentação é reflexo da estratégia da companhia para turbinar o consumo das marcas de maior valor agregado

 

O volume de cerveja vendida pelo grupo holandês no país, seu maior mercado, encolheu mais de 10% no terceiro trimestre, informou a companhia. O desempenho foi causado por um tombo de mais de 40% nas vendas do seu portfólio “econômico” — que inclui marcas como Glacial, Bavaria e Schin.

De acordo com a Heineken, os números são resultados de sua estratégica para turbinar o consumo das marcas premium.

 

“Os portfólios premium e mainstream cresceram fortemente, superando o mercado, impulsionados pelo fôlego contínuo de Heineken, Eisenbahn, Devassa e Amstel e pelo lançamento da Tiger”, explicou a marca em seu balanço.

Mas, em nota a clientes, a analista do Credit Suisse Marcella Recchia prevê que essa dinâmica proporcione ganho de participação de mercado à rival Ambev.

 

Há dois meses, a Heineken assumiu a distribuição no Brasil das marcas Heineken e Amstel. Essas cervejas eram distribuídas pelo Sistema Coca-Cola, que, por acordo firmado no início do ano após acirrada disputa arbitral, continuará responsável pela distribuição, até 2026, de Kaiser, Bavaria, Sol, Eisenbahn e, agora, também da novata Tiger.

 

O grupo também está investindo R$ 865 milhões em sua fábrica de Ponta Grossa (PR), em projeto de expansão focado no segmento premium.

 

Fonte: O Globo


Veja também

Volume de cervejas da Ambev tem salto, e lucro cresce 57% no 3º trimestre

A cervejaria Ambev registrou lucro líquido de R$ 3,71 bilhões no terceiro trimestre de 2021, em alta de 57...

Veja mais
Consumidor elege novos sabores exóticos para o Guaraná Antarctica

Ação da companhia com um edição limitada está atrelada ao centenário da marca ...

Veja mais
Coca-Cola anuncia ao mercado seu novo posicionamento

Na pandemia, a marca se reformulou e agora, quer unir e inspirar pessoas com a plataforma global  “A magia ac...

Veja mais
Mercado de cervejas premium deve girar R$ 80 bi até 2025

Dados da Euromonitor mostram que o faturamento desse produto com alto valor agregado, praticamente dobrou no Brasil nos ...

Veja mais
Coopetição une empresas que formam a Associação Brasileira de Bebidas Destiladas

Combate ao comércio ilegal é uma das principais bandeiras do segmento formado por multinacionais Cinc...

Veja mais
Indústria melhora qualidade do café solúvel e vendas crescem

Novos investimentos nas fábricas se traduzem em números estimulantes no consumo interno O consumo de ...

Veja mais
Como o marketing ajudou a Skol a se tornar tão relevante no Brasil?

Diretora de marketing da Ambev detalha as iniciativas para criar tendências na sociedade com a influência da...

Veja mais
Vinhos leves são tendência de mercado

Consumo da bebida disparou no Brasil, principalmente nestes dois anos de pandemia A maior oferta de vinhos mais rob...

Veja mais
Ambev muda perfil e foca na diversidade de bebidas

Profissionais de inovação trabalham a fim de atender todos os clientes, dos mais jovens aos idosos que apr...

Veja mais