Chega ao mercado frango plant based carbono neutro da BRF

Leia em 3min 10s

Novidade foi anunciada durante a COP26 e integra portfólio da linha Sadia Veg&Tal

 

A BRF, uma das maiores companhias de alimentos do mundo, lança o primeiro frango plant based carbono neutro do Brasil, o Veg Frango 100% Vegetal, da linha Sadia Veg&Tal. As emissões são neutralizadas do grão à mesa por meio de conservação florestal.

 

Com o anúncio, realizado diretamente da Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP26), a Companhia cumpre um dos seus compromissos divulgados em 2020, que previa a disponibilização de linha carbono neutro até o final de 2021.

 

Também foi desenvolvido pela BRF e certificado pela SGS o “Selo Carbono Neutro”, que poderá ser usado em outros itens futuros. A ação reforça ainda a posição de inovação e vanguarda da BRF, que firmou em março deste ano parceria inédita com a Aleph Farms para produção de carne cultivada. Os dois projetos estão em sintonia com a meta da empresa de ser Net Zero até 2040.

 

Concebida desde o início para ter as emissões 100% neutralizadas, a linha teve a pegada de carbono considerada desde o cultivo dos grãos até o fim do ciclo de vida da embalagem do produto. Elaborado em parceria com a empresa Enciclo, o cálculo passou por auditoria da certificadora SGS e a compensação foi realizada através da compra de créditos de carbono em projeto de conservação florestal (REDD – Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação Florestal) nos estados do Amazonas e Acre, por meio da Agrocortex. A embalagem é reciclável, conforme o compromisso da empresa de ter 100% de suas embalagens recicláveis, reutilizáveis ou biodegradáveis até 2025.

 

“Estamos cientes da nossa responsabilidade com este primeiro e importante passo ao anunciar o lançamento do Veg Frango Sadia Veg&Tal Carbono Neutro que está em linha com nossa estratégia NET Zero e com a agenda de crescimento sustentável. Acreditamos que inovação e sustentabilidade têm grande sinergia para encontrar novas soluções aos desafios de mudanças climáticas. As ações para a descarbonização exigirão a mobilização de todos em uma extensa caminhada em prol do planeta”, afirma Grazielle Parenti, vice-presidente global de Relações Institucionais e Sustentabilidade da BRF, que representa a companhia na COP26, na Escócia.

 

Em junho deste ano, a Companhia assumiu o compromisso de ser Net Zero até 2040 tanto em suas operações como em sua cadeia. Até lá, deverá reduzir as emissões de gases de efeito estufa e neutralizar as residuais, reforçando seu comprometimento com a agenda sustentável em diversas frentes, como energia renovável, compra sustentável de grãos, agricultura de baixo carbono, eficiência operacional, além de produto carbono neutro.

 

“O lançamento da primeira linha de frango plant based carbono neutro do País reforça a liderança e pioneirismo da BRF quando falamos de inovação. Nosso foco, parte fundamental de nossa Visão 2030, é estarmos sempre um passo à frente no atendimento das demandas dos consumidores, desenvolvendo produtos ao mesmo tempo deliciosos e sustentáveis”, afirma Marcel Sacco, vice-presidente de Novos Negócios da BRF.

 

Disponíveis nos pontos de venda de todo o País até o fim de novembro, são três opções de Sadia Veg Frango: Cubo, Tiras e Desfiado. Um dos diferenciais do Veg Frango é que, além da adição de feijão carioca, ingrediente muito presente nos lares brasileiros, conta com a utilização de técnica inovadora que consiste na adição de calor e pressão sobre uma combinação de proteínas vegetais de feijão, ervilha e soja, conhecida como extrusão úmida.

 

Essa tecnologia produz fibras proteicas longas conferindo a percepção e aparência da proteína animal. Além da semelhança, os itens também têm a mesma quantidade de proteína de um peito de frango.

 

O lançamento faz parte do planejamento estratégico Visão 2030 da BRF, proposta da Companhia que inclui a meta de triplicar de tamanho nos próximos dez anos e superar os R$ 100 bilhões em receita anual – consolidando a BRF como empresa global de alimentos de alto valor agregado. 

 

Redação SuperHiper 

 


Veja também

Disparada no preço da carne e crise acentuam furto da proteína nas lojas

Rede paulista revela que indicador de perdas no açougue subiu 33% este ano ante 2020 Se tem um indicador que...

Veja mais
Seara reforça portfólio e prevê crescimento superior ao mercado na linha plant based

Os novos produtos da JBS foram definidos após pesquisa com mais de 3 mil consumidores   Em uma apo...

Veja mais
Governo propõe regras de qualidade para venda de carne moída

O Ministério da Agricultura irá submeter à consulta pública uma proposta de novo regulamento...

Veja mais
Brasil abate 13,04 milhões de cabeças de suínos no segundo trimestre

O Brasil abateu 13,04 milhões de cabeças de suínos no segundo trimestre do ano, um recorde na s&eac...

Veja mais
Setor de pescado ganha cada vez mais espaço

De acordo com a FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agri...

Veja mais
Consumo de peixes e frutos do mar cresce com embalagens menores

Em uma parceria com a ABRAS, a Semana do Pescado vai até o dia 15 de setembro, trabalhando a nova estratég...

Veja mais
Sadia valoriza simplicidade e leveza

Nova linha de pratos prontos da empresa com condimentos naturais prioriza o cliente ávido por saudabilidade e est...

Veja mais
BRF investe R$ 300 mi em indústria sustentável 4.0

Planta vai abastecer toda a região Sudeste com o produto mais vendido da marca Perdigão A BRF acaba d...

Veja mais
Proteína embalada à vácuo vende mais e evita o desperdício

Rede paulistana investe aposta neste sistema para abastecer seus 86 estabelecimentos A rede Hirota Food Supermercad...

Veja mais