Maioria dos consumidores pesquisam na internet antes de comprar nos supermercados

Leia em 2min 40s

Pesquisa da SBVC mostra que 92% dos clientes fazem mercado de forma planejada

 

As compras de supermercado estão inseridas na realidade do brasileiro, facilitam sua rotina e trazem conveniência e qualidade. Cada vez mais o consumidor brasileiro está habituado com as compras online, mas a pergunta que fica é: será que o mercado brasileiro está preparado para essa evolução do consumidor? A empresa que estiver em todos os canais será mais relevante na jornada de compra do consumidor omnichannel e terá mais oportunidades de relacionamento e vendas.

 

De acordo com o estudo “Jornada de Compra do Consumidor Omnichannel”, desenvolvido pela Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC) em parceria com o Instituto Qualibest, 88% dos entrevistados costumam pesquisar antes de comprar algo no supermercado; Desses, 73% dos consumidores que pesquisam antes de comprar em supermercados, já utilizam a internet como meio principal: 41% das pesquisas são feitas em sites de busca, seguido por 17% em Marketplaces, 15% em Redes Sociais. E apenas 20% pesquisam indo direto às lojas físicas.

 

Em relação às compras de supermercado, 92% dos consumidores o fazem de forma planejada (compras de reposição). Ainda assim, 30% preferem ir à loja que precisam, mas em um local que tenha outras opções de lojas (shopping centers, ruas de comércio, galerias etc.), o que leva a uma possível compra por impulso. E quando a compra de supermercado é feita por impulso (8%), o principal gatilho são as promoções (57%). “Os números mostram que o consumidor, mesmo em compras planejadas, busca conveniência e pode estar aberto a compras por impulso”, afirma Eduardo Terra, presidente da SBVC.

 

“Saber reconhecer esses gatilhos de compra é importante para aumentar o tíquete médio e entregar uma experiência mais relevante para os clientes”, acrescenta.

 

Quando a compra de supermercado é online principal meio utilizado são aplicativos da própria loja/ marca (49%). Em seguida, aplicativos de entrega, que possuem igual relevância (48%). Em terceiro, Marketplaces (42%) também é uma das plataformas mais utilizadas pelos consumidores. O estudo ainda aponta que, embora a compra online de supermercado (16% compra semanalmente via smartphone) já faça parte da rotina dos consumidores, sua frequência ainda é bem menor do que nas lojas físicas (59% semanalmente) e apresenta características de compra diferentes. As três principais categorias de produtos adquiridas em lojas físicas são Frutas/Legumes/Verduras (77%), Proteína animal (76%) e Alimentos básicos (76%), enquanto na loja online são Alimentos básicos (58%), Produtos de limpeza (58%) e Itens de mercearia (52%).

 

Já a forma de pagamento é semelhante, tanto nas lojas físicas quanto no online: cartão de crédito (42% e 63%) é o meio mais utilizado. O Pix já aparece com relevância de 10% no online e 5% nas lojas físicas. “As compras online cumprem uma jornada de abastecimento de itens com um componente emocional menor. O consumidor continua preferindo ir à loja para comprar frutas, carnes e outros produtos em que a aparência é importante na decisão de compra”, analisa Terra.

 

Metodologia

 

O estudo entrevistou 441 consumidores em todo o país e teve como objetivo entender a jornada de compra do consumidor brasileiro em supermercados, através de uma leitura de compras tanto no varejo físico quanto no online. Abordando aspectos relacionados ao hábito de compra, pesquisa de produtos, intenção de compras, motivos e frequência de compra.

 

Redação SuperHiper 


Veja também

Black Friday: supermercados serão os protagonistas deste ano

Economistas são unânimes ao afirmar que o brasileiro vai focar no essencial, por isso a procura por promo&c...

Veja mais
Black Friday 2021 tem expectativa de ser a maior em vendas on-line nos últimos 10 anos

Uma pesquisa feita pela Offerwise constatou que 70% dos entrevistados pretendem realizar compras on-line na Black Friday...

Veja mais
E-commerce: uma oportunidade para marcas próprias de supermercados

Mais de 50% dos supermercadistas americanos reforçam seus investimentos online nessa linha de produtos Em me...

Veja mais
Inteligência artificial ajuda supermercado a conter desperdício de alimentos frescos

Com ajuda de algoritmos, startup otimiza compra de frutas, legumes e verduras    Quem se propuser a tenta...

Veja mais
E-commerce gasta mais com publicidade para a Black Friday do que para o Natal

 Relatório da Kantar IBOPE Media estudou o comportamento dos players de mercado na última ediç...

Veja mais
E-commerce brasileiro deve bater os 30% em 2021

Relatórios do Banco Goldman Sachs projetam alta de números similares, à médio prazo, no terr...

Veja mais
Será que a escassez de chips afeta os pagamentos nos supermercados?

A lâmina de semicondutores enfrenta uma crise global de produção e logística na China A ...

Veja mais
Vendas online seguem em alta em 2021

Dados da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico reforçam a expansão do segmento em um...

Veja mais
Maioria dos clientes desistem das compras do e-commerce por um único motivo

Para evitar a frustração, varejistas online têm adotado táticas para reter o consumidor e tor...

Veja mais