Campanha do Grupo Pereira incentiva reciclagem de lixo eletrônico

Leia em 2min

Conheça a ação marcada para o próximo sábado e os incentivos desse importante projeto voltado à sustentabilidade

 

Uma parceria dos Supermercados Comper e do Fort Atacadista de Mato Grosso do Sul com a Ong Recic. LE está ajudando a dar destino correto ao lixo eletrônico na cidade de Campo Grande.

Iniciada em 2019, a campanha que estimula a população da cidade a doar produtos eletrônicos e eletrodomésticos que não funcionam mais já arrecadou 1,19 toneladas deste material somente neste ano.

 

Os produtos eletrônicos e eletrodomésticos entregues nas unidades do Comper e do Fort são enviados para a Recic. LE, ONG que faz a desmontagem dos equipamentos e a separação das peças que são devolvidas para as indústrias, para que elas reaproveitem e deem um destino correto ao que não poderá ser reutilizado.

 

Só no mês de setembro, foram recolhidos 419 quilos desse tipo de lixo, sendo 310 quilos entregues nas lojas Comper e 109 nas unidades Fort Atacadista. Em troca, os clientes receberam mudas de árvores nativas, como Ipê, Jacarandá, Palmeira e Pindó, entre outras.

 

O descarte incorreto de lixo eletrônico é um risco para o meio ambiente e para a saúde, uma vez que eles são responsáveis pela contaminação do solo e de rios com metais pesados, como chumbo e mercúrio.

 

O Brasil é o maior produtor de lixo eletrônico da América Latina e o sétimo maior do mundo, de acordo com o estudo Global E-Waste Monitor, mas somente 3% tem o destino adequado. Por ano, são produzidas 1,5 mil toneladas deste tipo de resíduo no País.

 

A próxima campanha de arrecadação se dará no dia 20/11, sábado, das 09h às 16h, nas lojas Comper Tamandaré (Av. Tamandaré, 635 – Vila Planalto) e no Fort Atacadista Parati (Rua da Divisão, 1208 – Jardim Parati), em sistema Drive Thru (o cliente não precisa sair do carro para fazer seus descartes). Nas duas lojas, a iniciativa de trocar lixo eletrônico por mudas de árvores será mantida.

 

O que é considerado lixo eletrônico:

 

• Grandes equipamentos: máquinas de lavar, fogões, geladeiras, freezers, ar-condicionado, micro-ondas, TVs, entre outros.

• Pequenos equipamentos e eletroportáteis: torradeiras, batedeiras, aspiradores de pó, ventiladores, mixers, secadores de cabelo, ferramentas elétricas, calculadoras, câmeras digitais, rádios, etc.

• Equipamentos de informática e telefonia: computadores, tablets, notebooks, celulares, impressoras, monitores, aparelhos de telefone fixo, controles remotos, teclados, mouses, entre outros.

 

Redação SuperHiper 


Veja também

CNI: indústrias de pequeno porte vão investir mais em sustentabilidade

A maioria das indústrias de pequeno porte (55%) tem intenção de investir mais nos próximos d...

Veja mais
Bimbo Brasil adota aterro zero em duas fábricas

As plantas somam mais de mil toneladas de resíduos por mês e até o final de 2022, todas as unidades ...

Veja mais
J&J desenvolve absorvente sustentável com cobertura de bambu

Produto hipoalergênico e sem corantes chega aos supermercados, agredindo menos o planeta  Absorvent...

Veja mais
Sovena quer cortar parte do plástico na produção

Relatório de Sustentabilidade da companhia aponta metas rígidas de ESG a curto prazo O Grupo Sovena, ...

Veja mais
P&G lança projeto para ajudar varejistas em suas jornadas de ESG

Aceleradora vai potencializar o impacto na sociedade e meio ambiente em projetos parceiros A P&G, uma das maior...

Veja mais
Novo estudo de sustentabilidade da Kantar

 No Brasil, número dos que têm pouca preocupação com meio ambiente cresceu em dois anos,...

Veja mais
Ambev tem a missão de adequar suas embalagens ao ESG até 2025

Cumprir o desafio envolve muita inovação por parte da multinacional que segue à risca as metas sust...

Veja mais
Heineken vai acabar com garrafas pet acima de 1 litro para água e refrigerante

Desempenho do segmento de bebidas não alcóolicas pesou nessa decisão aliada a fundamentos socioambi...

Veja mais
Fórum de Bioinsumos e Agricultura Regenerativa reúne especialistas em ESG

 O World Food Day Americas discute sistemas agroalimentares mais eficientes, inclusivos, resilientes e sustent&aacu...

Veja mais