Câmara aprova projeto que libera por 90 dias venda de álcool líquido 70% para consumidor

Leia em 1min 30s


 

 

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (17) um projeto que susta por 90 dias uma norma da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e passa a permitir a venda de álcool líquido 70% para o consumidor individual. Com a aprovação, o texto segue para o Senado. 

 

medida visa suprir a demanda por álcool em gel, item usado na higienização, que cresceu em razão do aumento de casos de coronavírus no país. Em meio à pandemia, a Câmara também aprovou outros dois projetos para: permitir o remanejamento das verbas de fundos de saúde; proibir a exportação de insumos usados no combate ao vírus.


Entenda


Atualmente, por questão de segurança, a venda do álcool líquido 70%, muito inflamável, é restrita a laboratórios, hospitais e empresas que precisam de algum tipo de esterilização. 
O consumidor só encontra no supermercado o álcool líquido até 46%, para limpeza.

 

O álcool, porém, somente tem efeito microbiano, que mata bactérias e vírus, quando está na concentração de 70 (isto é, 70% álcool e 30% água).

Segundo a deputada Carmen Zanotto (Cidadania-SC), uma das autoras do projeto, a Anvisa já informou que irá publicar uma nova portaria estabelecendo que a venda do álcool líquido 70% poderá ser feita apenas em embalagens de até 50 ml.

 

Na prática, de acordo com assessores técnicos, se a Anvisa vier a publicar uma nova portaria, a atual já perderá validade e o projeto nem precisará passar pelo Senado para sustá-la.

 

Riscos


A comercialização do álcool líquido foi restrita pela portaria de 2002 considerando os riscos oferecidos à saúde pública, em razão dos acidentes por queimadura e ingestão, principalmente em crianças.

 

Na justificativa do projeto, Zanotto e o deputado Luiz Antônio Teixeira Jr (PP-RJ), que é o outro autor do projeto, afirmam que "inúmeras dificuldades têm surgido no decorrer da epidemia de coronavírus" e que "representantes dos supermercados" solicitaram a ampliação do "acesso ao álcool líquido em maiores quantidades".

 

 

Fonte: G1

 


Veja também

Copom se reúne nesta quarta, e crise do coronavírus faz mercado prever novo corte

O Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) se reunirá nesta quarta-feira (18) e,...

Veja mais
Covid-19: Abras e Senacon atuam no combate aos preços abusivos

 NOTA OFICIAL A Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS), por meio de um comitê perm...

Veja mais
Convenção ABRAS 2020 é adiada para outubro

...

Veja mais
NOTA OFICIAL ABRAS - CORONAVÍRUS (COVID-19)

  A Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS), que representa um dos setores mais fortes da...

Veja mais
54ª Convenção ABRAS traz Exposição e Feira de Tecnologia e Serviços

A 54ª Convenção ABRAS, maior encontro de lideranças do autosserviço do Brasil, que come...

Veja mais
ABRAS divulga faturamento do setor supermercadista e projeções de vendas para Páscoa

A Associação Brasileira de Supermercados divulga no dia 16 de março, em coletiva de imprensa, a pr&...

Veja mais
ABRAS: Vendas do autosserviço crescem 5,11% em janeiro

O ano de 2020 começou positivo para o setor supermercadista, que registrou crescimento real – deflacionado ...

Veja mais
Balanço do RAMA será divulgado no primeiro dia da Convenção ABRAS

Última edição do evento do Rama, na Convenção ABRAS 2019 No próximo dia 1...

Veja mais
Presidente João Sanzovo participa da 2ª edição do Super Fórum da DMCard

Da esq.p/dir. vice João Galassi e  presidente João Sanzovo Neto   O presidente da Asso...

Veja mais