Lira: reforma tributária não será votada enquanto texto não estiver maduro

Leia em 1min 10s

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), afirmou que a proposta de reforma tributária que tramita na Casa não será votada pelos deputados enquanto o texto não estiver maduro. Há dois projetos de lei sobre a reforma: um texto institui a CBS, com alíquota de 12%, em substituição ao Programa de Integração Social-PIS e à Contribuição para Financiamento da Seguridade Social-Cofins (PL 3887/20); outro trata das alterações de cobrança no Imposto de Renda de pessoas físicas e jurídicas e da tributação de lucros e dividendos (PL 2337/21). De acordo com Lira, eventuais distorções nas alíquotas propostas pelo governo serão corrigidas pelo Parlamento.

 

“É importante dizer que o conceito está indo no caminho certo para corrigir distorções. Não teremos postura arrecadatória. O Congresso Nacional terá a serenidade para melhorar os conceitos de simplificar, desburocratizar e dar segurança jurídica. O Legislativo tem força para debater e fazer as contas. Não votaremos este texto enquanto não estiver maduro e discutido com todas as bancadas”, afirmou Lira, por meio de suas redes sociais.

 

Ontem, em entrevista à Rádio Jovem Pan, ele reafirmou que na proposta de reforma tributária que tramita na Câmara não haverá aumento da carga tributária. Segundo ele, o debate está sendo feito de forma transparente com o setor produtivo, com o governo, com os demais entes federados e todos os que geram riqueza no País.

 

Reportagem - Luiz Gustavo Xavier

 

Edição - Wilson Silveira

 

ÍNTEGRA DA PROPOSTA

 

PL-3887/2020

 

PL-2337/2021

 

Fonte: Agência Câmara de Notícias – 07/07/2021


Veja também

Consumo nos lares brasileiros acumula alta de 5,32% nos primeiros meses de 2021, diz ABRAS

 Créditos ao consumidor, medidas sociais do governo e investimentos dos próprios supermercadistas que...

Veja mais
Projeto disciplina afastamento de empregadas grávidas do trabalho

Se não for possível o trabalho a distância, contrato poderá ser suspenso temporariamente, com...

Veja mais
STJ veta compensação fiscal pelo mesmo débito após pedido não-homologado

 O contribuinte que possui débitos decorrentes de dívidas fiscais e que já pediu a compensa&cc...

Veja mais
Juízo pode determinar complementação da prova documental em exceção de pré-executividade

 A Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) entendeu que é possível ao ju&iac...

Veja mais
Negada nova sustentação oral após direito não ser exercido em julgamento anterior

 Colegiado de ministros entendeu que só há direito a uma sustentação. A Segunda Tu...

Veja mais
Documento assinado pelas partes, mas sem elementos essenciais, é inapto para cobrança de dívida, decide TJ

Mantida decisão que julgou ação monitória improcedente. A 1ª Câmara Reservad...

Veja mais
Receita Federal lança nova versão de sistema de emissão de DARF.

Com a nova versão, programa Sicalc AA foi definitivamente desativado e os documentos de arrecadação...

Veja mais
Receita Federal conclui envio dos comunicados do Pronampe

 As correspondências começaram a ser emitidas no dia 05/07. A Receita Federal  concluiu, nes...

Veja mais
Justiça decide que multa tributária superior a 20% tem efeito confiscatório

A multa tributária superior a 20% não é adequada como efeito sancionatório e tem, ...

Veja mais