Cliente pretende investir na Black Friday

Leia em 1min 40s

Conheça os dados do estudo da GFK para o próximo mês de novembro no varejo

 

Estudo feito pela GfK, consultoria mundial que utiliza big data e inteligência artificial para trazer novas estratégias para seus clientes, apresenta que a Black Friday 2021 será melhor que a do ano passado para o setor de eletroeletrônicos. Esse resultado positivo será alcançado por conta do aumento dos preços e não pela quantidade de itens vendidos.

 

Em 2020, as oito semanas sazonais representaram 21% das vendas do ano, somando mais de R﹩23 bilhões. Neste total, a semana da Black Friday foi a que mais se destacou, gerando aproximadamente 7% do faturamento do ano, 3,4X mais que a média semanal.

 

Fernando Baialuna, diretor de Negócios e Varejo da GfK, analisa que a Black Friday é uma data que o consumidor se prepara para as compras e tem os eletroeletrônicos como o grande foco. “Os consumidores veem na Black Friday uma oportunidade para comprar um item de desejo ou fazer a troca de um aparelho mais antigo por um moderno. Esse ano, com a alta dos preços, haverá uma cautela na escolha dos modelos, mesmo assim, 87% das pessoas pretendem gastar o mesmo ou até mais do que no ano passado.”

 

Os varejistas devem pensar na jornada do consumidor, que mesmo tendo migrado para o online, as vendas na modalidade figital – fusão das vendas no ambiente físico e digital – devem ser levadas ainda mais em conta.

 

“De acordo com a categoria que está sendo procurada, o cliente tem uma preferência para efetivar a compra. Itens como smartphones, TV e linha branca ainda são muito fortes no comércio tradicional, já que o consumidor tem a necessidade de vivenciar a experiência com o produto”, explica Baialuna.

 

Os dados do estudo da GfK também mostram que Black Friday deve durar mais tempo, com ações promocionais durante todo o mês de novembro. Essa estratégia de pulverizar os descontos acontece há alguns anos e isso traz confiança para o cliente, que terá melhores ofertas por um período maior.

 

Redação SuperHiper


Veja também

Panetones fazem sucesso em mais da metade dos lares brasileiros

Levantamento da Kantar indica que o produto é mais procurado pelo público A/B de 40 a 49 anos  Em mea...

Veja mais
Unilever Brasil acelera inclusão racial com fundo de R$ 17 mi

O Afrolever foi organizado em quatro pilares que se retroalimentam e influenciam de forma circular funcionários e...

Veja mais
10 tendências para os supermercados em 2022, segundo a Whole Foods

De superalimentos a itens funcionais, confira o que deve marcar presença nas prateleiras das redes de supermercad...

Veja mais
Abertura de novos supermercados ultrapassa período pré-pandemia em todo o país

Levantamento da Geofusion destaca os estados com expansões mais aceleradas no primeiro semestre  Levant...

Veja mais
BRF investe R$ 8 milhões em Buriti Alegre e reforça sua Jornada Indústria 4.0

Unidade é piloto na implementação de sistemas ciber-físicos, Internet das coisas e computa&c...

Veja mais
Nestlé cria três novas zonas de negócios, uma delas com foco no Brasil

Desta forma, a gigante mundial de alimentos tem mais agilidade frente aos hábitos dos clientes em todo o planeta&...

Veja mais
Supermercados ampliam foco em saúde e bem-estar

Mais redes americanas reforçam investimentos em programas de educação e nutrição pers...

Veja mais
Nestlê lança opções vegetais para ovos e camarões

Inicialmente, clientes da Alemanha e da Suíça vão testar as novidades plant based da companhia ...

Veja mais
Nestlé avança nos mercados vegano e vegetariano

Trata-se de uma estratégia da empresa para atrair clientes plant based. O chocolate importado tem ediç&ati...

Veja mais