Na América Latina, brasileiro é o que mais aderiu ao e-commerce

Leia em 1min 30s

Na pandemia, os latinos são os mais conectados quando comparados ao resto do mundo, diz Kantar

 

Que a pandemia alterou os hábitos de consumo da população todo mundo já sabe. O estudo Barômetro Covid-19, realizado pela Kantar, descobriu que os latinos passam mais tempo com a família, fazem mais home office e estão mais conectados virtualmente do que o resto do mundo.

 

Entre os povos latinos, os brasileiros foram os que mais passaram a usar canais digitais para fazer compras (30% de aumento), seguidos pelos colombianos (25%). Na Argentina, o acréscimo foi de 20%.

 

“Entre os países da região, a Argentina era o país que tinha o canal de compras online mais desenvolvido antes da pandemia. Já Brasil e México eram os que apresentavam menor penetração desse canal. A pandemia serviu como um catalisador para o e-commerce no Brasil”, afirma Luciana Piedemonte, Diretora de Brand & Commerce da divisão Insights da Kantar.

 

De acordo com a pesquisa da Kantar, o nível de consumo online que foi alcançado durante o isolamento será mantido e, diante desse novo normal, as marcas terão que desenvolver novas estratégias para satisfazer o novo consumidor pós-Covid-19.

 

Os brasileiros também foram os que mais incrementaram suas medidas de higiene dentro do lar (36%) – ficando acima dos argentinos (27%), mexicanos (25%) e colombianos (25%). Essa mudança tem relação direta com a pandemia de coronavírus, que aumentou a preocupação dos consumidores com a limpeza.

 

O país em que mais aumentou a frequência do home office foi a Colômbia (29%), seguida pelo Brasil (27%). No México, só 16% responderam que passaram a trabalhar mais em casa.

Reflexo ou não do home office, a Colômbia foi o país onde as pessoas passaram maior tempo em casa com a família (33%), seguido de México (30%) e logo atrás, Brasil (29%) e Argentina (28%).

 

Fonte: 6 Minutos


Veja também

Vendas pela internet crescem 13% no primeiro semestre

Faturamento do comércio eletrônico no Brasil subiu 24% no mesmo período, revela o índice MCC-...

Veja mais
Boom do e-commerce: um ano de crescimento e aprendizado

A pandemia obrigou os supermercadistas a se reinventarem e muito mais consumidores conheceram, na prática, o conc...

Veja mais
Investimentos em startups de supermercados batem recorde

Fundos levantaram mais de US$ 10 bilhões no primeiro semestre do ano, mais que todo o volume movimentado em 2020&...

Veja mais
Quatro benefícios de contar com um BI em seu e-commerce

Analisar o comportamento do seu consumidor, criar ações mais assertivas de marketing digital, melhorar a g...

Veja mais
Cashback 2.0 promete um giro contínuo de clientes nas lojas

Solução da GS Ciência do Consumo oferece um mecanismo mais simples de recompensa para o shopper, com...

Veja mais
Rappi e Visa lançam cartão de crédito com cashback bem atraente

Cartão é direcionado a usuários do Rappi Prime e disponibiliza benefícios premium do Visa In...

Veja mais
Varejista americana usa esqueleto robótico na logística

Nos Estados Unidos, a Rede Ahold Delhaize adota mais de 250 equipamentos que reduzem esforço físico dos ti...

Veja mais
Metade dos brasileiros usam celular durante a jornada de compra

Desde o início da pandemia, houve um incremento de 36% nas compras online através do smartphone, ferrament...

Veja mais
76% dos consumidores pesquisam produtos via redes sociais, diz pesquisa

As redes sociais têm o poder de conectar pessoas das mais diversas formas, por conversas, fotos ou vídeos. ...

Veja mais