O consumidor quer saber a origem do alimento, afirma Tereza Cristina

Leia em 2min 10s

 

Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento participa de evento com empresários e avalia principais desafios da área

 

A ministra Tereza Cristina, da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, disse na manhã desta quinta-feira (17/6) que os principais desafios da área são melhorar a rastreabilidade dos alimentos produzidos no Brasil e reduzir o desperdício.

 

“Nós temos que prestar muita atenção no consumidor, tanto o interno quanto o lá de fora. O que é que eles querem? Cada vez mais, querem alimentos mais seguros. Tanto em termos de sanidade quanto de rastreabilidade. Esses são hoje alguns dos maiores desafio para a cadeia nacional de abastecimento”, avaliou a ministra durante painel promovido pela Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS).

 

“Hoje, o consumidor quer saber a origem do alimento, onde ele foi produzido, de que maneira foi produzido. Então, nós precisamos também ampliar a participação da agricultura familiar [no contexto de rastreabilidade], fazer com que ela tenha uma comercialização melhor e que ela chegue aos pontos de abastecimento com mais eficiência e produzindo cada vez melhor”, continuou Tereza Cristina.

 

A ministra da Agricultura participa do 1º Fórum da Cadeia Nacional de Abastecimento, promovido nesta quinta-feira (17/6) de maneira virtual pela Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS).

 

Combate ao desperdício

O desperdício de alimentos foi outro ponto que concentrou a atenção dos participantes do evento, incluindo o ministro da Economia, Paulo Guedes. Junto com João Roma, da Cidadania, os dois ministros anunciaram a criação de um grupo de trabalho com o objetivo de apresentar, a curto prazo, propostas regulatórias para reduzir o desperdício e direcionar alimentos que vão para o lixo para programas sociais.

 

Estima-se que até 30% dos alimentos produzidos no Brasil sejam desperdiçados ao longo da linha de produção e consumo. Segundo o WFP (Programa Mundial de Alimentos), no Brasil, são 41 mil toneladas de comida jogadas fora por dia enquanto um a cada sete brasileiros passa fome.

 

O diálogo dos ministros com o setor privado

A iniciativa reúne ministros e lideranças da cadeia de abastecimento e do mercado de capitais. Entre os convidados estão Paulo Guedes, ministro da Economia; João Roma, ministro da Cidadania; Rodolfo Nardez Sirol, presidente do Conselho da Rede Brasil do Pacto Global; e Daniel Balaban, diretor do Programa Mundial de Alimentos do Centro de Excelência Contra a Fome Brasil (WFP), da Organização das Nações Unidas (ONU).

O ministro Ricardo Salles, do Meio Ambiente, havia confirmado presença, mas não apareceu.

 

O encontro virtual está organizado em seis painéis, que abordam os seguintes temas: “A dimensão e a importância da cadeia de abastecimento nacional”, “A origem, significado e importância do ESG”, “Impacto socioambiental”, “Governança corporativa no contexto ESG”, “Cases de sucesso da cadeia de abastecimento” e “Posicionamento institucional da cadeia de abastecimento para ESG”.

 

Redação SuperHiper 


Veja também

Nestlé inicia programa de reciclagem de embalagens de chocolates e biscoitos

A Nestlé acaba de lançar uma iniciativa que concilia a reciclagem de embalagens laminadas de chocolates e ...

Veja mais
Heineken anuncia 100% de energia renovável em 3 fábricas no Brasil

O Grupo Heineken anunciou no dia 18 que vai utilizar 100% de energia renovável em todo o processo produtivo e de ...

Veja mais
Coca-Cola é a primeira companhia com garrafas 100% recicláveis

Durante a pandemia, a Coca-Cola prosseguiu com sua estratégia global ‘World Without Waste’ (Um mundo ...

Veja mais
Pague Menos realiza o plantio de mudas em manguezais

O plantio das 1500 mudas, em parceria com a ONG Ecomuseu Natural do Mangue, faz parte da Campanha Cidade Verde 2020, e f...

Veja mais
Comércio eletrônico e delivery aumentam consumo de embalagens

As mudanças dos hábitos de consumo durante a pandemia do novo coronavírus, com as pessoas em casa e...

Veja mais
Assaí, Walmart e Atacadão estão entre as empresas reconhecidas como sustentáveis

Apenas ¼ dos 8.500 consumidores de sete países da América Latina entrevistados pela Kantar, l&iacut...

Veja mais
Carrefour instala novos coletores para a reciclagem de eletroeletrônicos

Em parceria com a Green Eletron, gestora de logística reversa de eletroeletrônicos e pilhas do Brasil, a re...

Veja mais
Kantar: Marcas que investem em sustentabilidade podem crescer no mercado consumidor

As marcas de bens de consumo massivo que investirem em sustentabilidade poderão crescer no mercado consumidor con...

Veja mais
Campanha da Rede Bom Lugar reúne depoimentos de pacientes que superaram o câncer

   Diretoria da Rede Bom Lugar Edna Maria da Rocha, 44 anos, Manoel Lourenço da Silva Neto, 70 ano...

Veja mais