Índice Nacional de Consumo ABRAS nos Lares Brasileiros registra crescimento de 7,57%

Leia em 1min 50s

O Índice Nacional de Consumo ABRAS nos Lares Brasileiros (INC) apresentou crescimento real de 7,57%, de janeiro a fevereiro, na comparação com o mesmo período do ano anterior, de acordo com o Departamento de Economia e Pesquisa da entidade nacional de supermercados. Em relação ao mês de janeiro de 2021 o índice registrou queda de -6,75%. Na comparação com fevereiro de 2020 a alta foi de 5,18%. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (14), em coletiva de imprensa.

 

O vice-presidente Institucional e Administrativo da ABRAS, Marcio Milan, atribui o resultado do ano à pandemia da covid-19. “Nos meses de janeiro e fevereiro de 2020, o Brasil ainda não tinha sido impactado pela pandemia, que começou em março. Em 2021, com a continuidade das restrições e das medidas de isolamento social para combater a covid-19, com aulas escolares virtuais, trabalho remoto, e bares e restaurantes fechados, o consumo dentro do lar foi favorecido”, declara Milan. 

 

De acordo com o vice-presidente, o resultado negativo na comparação com janeiro é devido ao calendário reduzido do segundo mês do ano. “Fevereiro conta com 28 dias e janeiro com 31, portanto três dias a menos no consumo”, destaca Milan.

 

Abrasmercado

 

O indicador *Abrasmercado, cesta dos 35 produtos de largo consumo nos supermercados, apurado em parceria com a GfK, registrou queda de -0,47% em fevereiro, na comparação com janeiro, passando de R$ 636,40 para R$ 633,80.  No acumulado dos 12 meses o valor da cesta subiu 24,46%.

As maiores quedas nos preços da cesta de fevereiro foram registradas nos produtos: tomate, -15%; batata, -14,75%; frango congelado, -3,48%; óleo de soja, -3,31%, e arroz, -3,31%. As maiores altas foram nos itens: cebola, 17,45%; farinha de mandioca, 3,33%; açúcar, 2,79%; ovo, 2,65%; leite em pó integral, 2,63%.

 

Regiões

 

As regiões Nordeste e Sul foram as únicas que registraram alta no valor da cesta Abrasmercado, 0,49% e 0,07%, respectivamente. A cesta do Nordeste passou de R$ 550,95 para R$ 553,64, e a do Sul de R$ 691,85 para R$ 692,31.  

 

*A cesta Abrasmercado não é a cesta básica, mas, sim, uma cesta composta por 35 produtos mais vendidos nos supermercados: alimentos, incluindo cerveja e refrigerante, higiene, beleza e limpeza doméstica.

 

Veja aqui a apresentação da coletiva na íntegra. 

 

 Comunicação ABRAS


Veja também

Nota Oficial Abras - Atividade Essencial

  Neste momento difícil queremos prestar nossos sentimentos e estender nossa solidariedade junto aos fa...

Veja mais
Supermercadistas projetam crescimento de até 15% nas vendas da Páscoa

A Páscoa deverá ser positiva para o setor supermercadista, que projeta crescimento de até 15% nas v...

Veja mais
Vendas dos supermercados fecham janeiro com crescimento de 12%

 O setor supermercadista registrou em  janeiro crescimento real (deflacionado pelo IPCA/IBGE) de 12% nas venda...

Veja mais
Rodrigo Segurado é o novo vice-presidente de Ativos Setoriais da ABRAS

A Associação Brasileira de Supermercados tem o prazer de anunciar a chegada de Rodrigo Segurado para o car...

Veja mais
Pesquisa de Prevenção de Perdas da Abras é prorrogada

 A tradicional pesquisa de Prevenção de Perdas da Associação Brasileira de Supermercado...

Veja mais
Setor supermercadista registra crescimento de 9,36% em 2020

Presidente da Abras, João Galassi     Vice-presidente da ABRAS, Marcio Milan Gerent...

Veja mais
ABRAS e GS1 debatem oportunidades para o autosserviço

  Novas oportunidades para o desenvolvimento do varejo supermercadista foram debatidas em encontro do presidente da...

Veja mais
Supermercadista, participe da pesquisa Ranking ABRAS 2021!

   Prezado Colega Supermercadista, Pelo 44° ano consecutivo, lançamos a campanha do tradi...

Veja mais
ABRAS inicia pesquisa de prevenção de perdas nos supermercados

A visão sobre o controle e a prevenção de perdas é uma importante ferramenta de planejamento...

Veja mais