Instituto BRF fomenta startups contra desperdício de alimentos

Leia em 4min 20s

De acordo com a ONU, cerca de um terço do alimento no mundo é desperdiçado e 14% é perdido antes mesmo de chegar ao comércio.

 

Ao longo dos próximos quatro meses, oito startups de impacto socioambiental passarão por uma capacitação promovida pelo Quintessa, aceleradora de impacto que é referência em inovação para grandes empresas, dentro do programa Ecco Comunidades, do Instituto BRF, que tem como objetivo apoiar soluções para a redução de perdas e desperdícios de alimentos.

 

Além de combater o desperdício, o programa tem como objetivo promover o desenvolvimento territorial a partir da implementação das soluções em cinco municípios onde a empresa está presente: Dourados (MS), Lucas do Rio Verde (MT), Nova Mutum (MT), Rio Verde (GO) e Uberlândia (MG).

 

As startups, que estão em estágio operacional e com soluções prontas para implementação ou que sejam facilmente adaptadas, foram selecionadas em um processo que começou em agosto deste ano e que também contou com apoio do Instituto Prosas, uma plataforma de seleção e monitoramento de projetos sociais, que conecta patrocinadores, empreendedores sociais e cidadãos.

 

A seleção durou dois meses e a última etapa foi o Pitch Day, onde os empreendedores apresentaram suas soluções para a redução da perda e desperdício de alimentos.

O programa de aceleração das oito selecionadas contará com workshops em grupo, apoio individualizado de um gestor do Quintessa e de executivos da BRF para que os empreendedores possam atuar nos desafios estratégicos de cada negócio.

 

Ao final do período, as empresas estarão elegíveis para a segunda fase do programa, quando poderão implementar suas soluções nos territórios de atuação da BRF.

As startups terão o apoio do Quintessa para a implementação dos pilotos e receberão um valor de até 90.000 reais para a implementação, que contará com apoio de organizações locais, trazendo legitimidade e articulação local.

 

Para Anna de Souza Aranha, diretora do Quintessa, a iniciativa mostra o potencial de aplicação da inovação na geração de impacto positivo.

 

“Reunimos diversos atores para lidar com esta temática complexa que é o desperdício de alimentos. Durante a seleção identificamos diversas startups de impacto com alto potencial, e as oito selecionadas revelam a qualidade das soluções”, declara a diretora.

 

Desperdício de alimentos

 

De acordo com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), cerca de um terço do alimento no mundo é desperdiçado e 14% é perdido antes mesmo de chegar ao comércio.

 

“Com o Ecco Comunidades, queremos promover impacto social positivo por meio da inovação, ampliando nossos esforços para combater o desperdício de alimentos e promover segurança alimentar em parceria com a sociedade civil. O programa faz parte de uma série de ações do Instituto BRF e da empresa que tiveram início com a plataforma que batizou a iniciativa, o Ecco — Especialista de Consumo Consciente que educa e sensibiliza para esse desafio global”, diz Bárbara Azevedo, gerente do Instituto BRF.

 

Conheça as oito startups selecionadas e os segmentos de atuação.

 

Capacitação de pequenos produtores

 

Já Entendi — Promete transformar qualquer tipo de conteúdo de treinamento, como apostilas e manuais, em videoaulas que facilitam a assimilação do conteúdo, especialmente para pessoas com baixa escolaridade. Se adapta à realidade do conteúdo para entregar o melhor material, de mais fácil compreensão, e pode ajudar os pequenos produtores com orientações padronizadas das melhores práticas para evitar o desperdício de alimentos.

 

ManejeBem — Oferece um ambiente digital em formato de rede social, com plantão agronômico gratuito para assistência técnica agrícola e acompanhamento de indicadores sócio-agroambientais de comunidades rurais.

 

Sumá — Conecta agricultores familiares a compradores de alimentos, atuando na capacitação do agricultor para que possa atender às exigências dos compradores regulares e acompanhar os planos de produção locais e a sazonalidade dos produtos.

 

Soluções para a redução do desperdício em comércios

 

Connecting Food — Gerencia o relacionamento entre quem desperdiçaria e quem necessita dos alimentos, atuando na redistribuição de alimentos de estabelecimentos que não teriam valor comercial e os conectando a instituições sociais.

 

Whywaste — Promete reduzir até 60% das perdas por vencimento de estabelecimentos comerciais através de soluções orientadas por dados, a partir da análise de vários casos e melhores práticas em diferentes tipos de estabelecimento.

 

Geração de renda a partir do aproveitamento de alimentos

 

Eats For You — O modelo de negócios conecta pessoas que gostam de cozinhar a possíveis clientes que valorizem a comida feita em casa, mais saudável e gostosa, gerando renda formal para donas(os) de casa, transformando cozinheiros amadores em empreendedores para inclusão produtiva e oferecendo comida de verdade.

 

Gastronomia Periférica — negócio social que combina desenvolvimento técnico e humano para a área da gastronomia, conscientizando sobre o aproveitamento total dos alimentos e abrindo possibilidades de empreender e ser protagonista no mercado por meio de iniciativas e uma plataforma de educação.

 

Gestão da alimentação escolar

 

Lemobs — A startup ficou conhecida pelo app Minha Saúde, que permite que a pessoa gerencie seus indicadores de saúde e tenha acesso a médicos de sua cidade. Mas, foi selecionada para o programa de aceleração por ter criado um software que permite a gestão da alimentação escolar de acordo com as diretrizes do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) e que inclui a gestão de cardápios e fichas de preparo, gerenciamento do estoque, controle e aprovação de pedidos, testes de aceitabilidade e qualidade dos alimentos, e ferramenta para acompanhamento nutricional dos alunos.

 

Fonte:Exame


Veja também

Conheça as melhores inovações em produtos de consumo em 2021

Por dez anos, NielsenIQ BASES apontou mais de 500 artigos que redefiniram suas categorias Muitos são os fato...

Veja mais
Na pandemia, brasileiro é um dos povos que mais gasta nos supermercados

Pesquisa da Worldplay mostra um levantamento em cinco países sobre o hábito das pessoas  Os bras...

Veja mais
IBGE prevê safra recorde de grãos em 2022

A primeira estimativa para a safra agrícola de 2022, divulgada hoje (11) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e...

Veja mais
Brasileiro leva comida caseira na volta presencial ao trabalho

Pesquisa aponta vários motivos para a mudança de comportamento das pessoas após 20 meses do in&iacu...

Veja mais
Campanha busca estimular consumo de leite e derivados no país

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento lançou hoje (3) a 1ª Semana do Leite e D...

Veja mais
Kantar: como será o consumo no Brasil durante as festas de final de ano?

 Estudo mostra qual foi o impacto da pandemia de Covid-19 em dezembro de 2020 e o que esperar para 2021 As fes...

Veja mais
Retomada pós-pandemia abre oportunidade para alimentos prontos em supermercados

Estudo do FMI indica três tendências que podem ser aproveitadas pelas redes de supermercados conforme o flux...

Veja mais
Cliente pretende investir na Black Friday

Conheça os dados do estudo da GFK para o próximo mês de novembro no varejo Estudo feito pela Gf...

Veja mais
Panetones fazem sucesso em mais da metade dos lares brasileiros

Levantamento da Kantar indica que o produto é mais procurado pelo público A/B de 40 a 49 anos  Em mea...

Veja mais