Mercado financeiro eleva previsão de crescimento do PIB para 4,36%

Leia em 1min 40s

As instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) aumentaram a projeção para a expansão da economia brasileira pela sétima semana consecutiva. A previsão para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) - a soma de todos os bens e serviços produzidos no país - subiu de 3,96% para 4,36%.

 

Para o próximo ano, a estimativa de crescimento do PIB passou de 2,25% para 2,31%. Em 2023 e 2024, o mercado financeiro projeta expansão do PIB em 2,50%.

As estimativas estão no boletim Focus de hoje (7), pesquisa divulgada semanalmente pelo BC, em Brasília, com a projeção para os principais indicadores econômicos.

 

Inflação


A previsão do mercado financeiro para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deste ano subiu de 5,31% para 5,44%, na nona alta consecutiva.

A estimativa para 2021 supera o limite da meta de inflação que deve ser perseguida pelo BC. O centro da meta, definida pelo Conselho Monetário Nacional, é de 3,75%, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo. Ou seja, o limite inferior é de 2,25% e o superior de 5,25%.

 

Para 2022, a estimativa de inflação foi ajustada de 3,68% para 3,70%. Tanto para 2023 como para 2024 a previsão para o índice é de 3,25%.

O centro da meta de inflação para 2022 é 3,50% e para 2023, 3,25%, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para os dois anos.

 

Taxa de juros


Para alcançar a meta de inflação, o Banco Central usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, fixada atualmente em 3,5% ao ano pelo Comitê de Política Monetária (Copom).

Para o mercado financeiro, a expectativa é de que a Selic termine 2021 em 5,75% ao ano. Para o fim de 2022, 2023 e 2024, a estimativa é de que a taxa básica encerre estes períodos em 6,5% ao ano.

 

Câmbio


A expectativa para a cotação do dólar permaneceu em R$ 5,30 para o final deste ano e de 2022.


Fonte: Agência Brasil 

 


Veja também

Comércio cresce 1,8% de março para abril, diz IBGE

O volume do comércio varejista brasileiro teve alta de 1,8% de março para abril deste ano. O crescimento v...

Veja mais
Produção industrial recua 1,3% em abril, diz IBGE

A produção industrial brasileira caiu 1,3% na passagem de março para abril. Foi a terceira queda se...

Veja mais
IPCA-15: prévia da inflação oficial fica em 0,44% em maio, a maior para o mês desde 2016

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), que é uma prévia da infla&cced...

Veja mais
Confiança do consumidor brasileiro sobe 3,7 pontos

O Índice de Confiança do Consumidor, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), teve alta de...

Veja mais
Projeção do mercado financeiro para alta do PIB sobe para 3,52%

As instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) elevaram a projeção para a e...

Veja mais
Estoques da indústria voltam a ficar próximos do planejado

Depois de atingir nível crítico no segundo semestre do ano passado, o estoque das indústrias recupe...

Veja mais
Economia Negociações salariais ficam abaixo da inflação em abril, mostra Fipe

A maioria das negociações salariais no mês de abril não repôs a inflação,...

Veja mais
Projeção de crescimento do PIB passa de 3,2% para 3,5%

A projeção de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) para 2021 aumentou de 3,2% para 3,5%, ficando em ...

Veja mais
Mercado financeiro aumenta previsão de crescimento da economia

As instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) elevaram a projeção para o c...

Veja mais