Notícias do setor
Economia
Jurídico
Tecnologia
Marketing
Bebidas
Carnes / Peixes
Notícias Abras
Geral
Redes de Supermercados
Sustentabilidade
 









Você está em:
  • Notícias do setor »
  • Tecnologia

Notícias do setor - Clipping dos principais jornais e revistas do Brasil

RSS Tecnologia

09/09/2019 11:28 - Pesquisa Black Friday: venda de bens duráveis crescerá 4%

De acordo com levantamento da GFK, as vendas na Black Friday desse ano deverão crescer 4%, alcançando um máximo de R$ 13,5 bilhões no setor de Bens Duráveis. Como comparativo, em 2018 a BF registrou crescimento de 9% e faturamento de R$ 13 bi. Tudo indica que esse será o menor crescimento desde 2016.

 

Independente da tímida elevação de vendas, a data continua sendo muito positiva para varejistas de bens duráveis (especialmente smartphone e TV). Segundo a consultoria, 76% dos consumidores pesquisados afirmam que já compraram em pelo menos duas edições da Black Friday — e asseguram que comprarão novamente nessa edição.

 

Estratégias de vendas na Black Friday

 

Um dos “conselhos” apresentados aos varejistas será a otimização do sortimento e do posicionamento de preço, tanto no ambiente físico como online. Outra dica será concentrar promoções em produtos com maior valor agregado, uma vez que os dados apontam aumento de vendas em itens premiuns, mais novos e caros — em 2018, 46% do celulares de última geração entraram na promoção com descontos superiores a 15%, com vendas elevadas em 20%.

 

Black Friday “figital”

 

Se por um lado o crescimento nas vendas online foi discreto, o canal físico (pela primeira vez) cresce acima do digital. No estudo, esse aumento é impulsionado tanto pelos varejistas nacionais (+12%) como regionais (+8%). Uma das explicações seria o poder de negociação do consumidor entre os ambientes. Ou seja, com o celular em mãos ele tem o poder de comparar preços, produtos e aumentar o poder de barganha. A outra questão seria com base nos descontos promovidos pelas plataformas, como você observa na imagem a seguir.

 

Como crescer?

 

Segundo a pesquisa da GFK, o consumidor deseja comprar um produto premium barato. Para rentabilizar essa venda, portanto, a solução está em resolver a integração dos canais on e offline, a fim de melhorar sua experiência e recepção. Uma das oportunidades geradas por essa integração será o aumento do ticket médio — otimizando e balanceando o sortimento de produtos premium e mainstream.

 

Parcelamentos

 

Diferente do ano passado, 2019 ainda requer paciência em relação à confiança do cliente — que está com poder de compra limitado. Uma boa opção para não perder vendas é oferecer mais opções de parcelamento, com parcelas que caibam em seu bolso.

 

Fonte: E-Commerce Brasil

 

Enviar para um amigo
Envie para um amigo
[x]
Seu nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Comentário
 

 

Veja mais >>>

07/07/2020 16:28 - Uber fará entrega de supermercado em 11 cidades brasileiras
06/07/2020 15:44 - Venda digital de alimentos avança
06/07/2020 15:40 - E-commerce: contratações têm aumento devido aos supermercados on-line
01/07/2020 17:07 - E-Commerce brasileiro cresce 75% no mês de maio
24/06/2020 17:24 - Pequenos varejos têm plataforma gratuita para digitalização
24/06/2020 15:48 - Produtos da agricultura familiar serão disponibilizados em app de compra pela internet
23/06/2020 15:41 - Usuários de internet banking passam de 49% para 57% após pandemia de covid
23/06/2020 15:35 - iFood, Rappi e Uber Eats são os apps de delivery mais usados no Brasil, revela pesquisa
17/06/2020 16:01 - Saiba como se proteger ao realizar um pagamento via WhatsApp
16/06/2020 15:50 - Estudo aponta mudança na hora de ir às compras
11/06/2020 14:31 - Comércio online deve faturar 18% a mais no Dia dos Namorados
10/06/2020 15:29 - Compras on-line cresceram mais de 20%
08/06/2020 16:00 - Wabi, plataforma digital gratuita, chega ao Brasil para apoiar pequenos comércios
08/06/2020 15:13 - Brasil bate recorde de abertura de lojas virtuais
05/06/2020 16:35 - Impulsionados pela quarentena, pedidos no e-commerce brasileiro cresceram 132,8%

Veja mais >>>