(411)
Associações Estaduais
Apresentação
Contatos
» Notícias
 
Você está em:

Abras

Panetone produzido em supermercado pode custar 4 vezes menos que marcas industrializadas 14/11/2019 às 18h

Não importa a preferência, o panetone e o chocotone estão presentes em mais de 50% das casas durante as festas de fim de ano. O consumidor irá se deparar com mais lançamentos e as estimativas de venda são de aumento de 5%.  Diante da oferta ampliada a cada ano, o consumidor nota a diferença nos valores entre os produtos disponíveis. A APAS realizou um levantamento para comparar o valor das principais marcas comercializadas nos supermercados em relação à produção de panificadora própria e a diferença chegou a 75%.

 

Nos supermercados, os produtos líderes possuem o apelo de uma marca forte, embalagem diferenciada e promoção de vendas por meio de uso de prateleiras mais atraentes. Assim, os preços para panetones de 500g ficam, em média, R$28, podendo chegar a R$35.

 

Quando analisadas as marcas secundárias, o preço de um mesmo produto de 500 gramas custa cerca de R$17. Já na produção própria dos supermercados (ou terceirizados), os mesmos panetones e chocotones têm preços bem mais competitivos: entre R$7 e R$9.

 

Esses preços dos panetones e chocotones sofreram aumento quando comparados com o ano passado. Segundo pesquisa mensal da APAS, a projeção é que o produto fique até 5% mais caro quando comparado com 2018. “O principal motivo é a farinha de trigo, que é importada. Com o dólar estabilizado em R$ 4 desde agosto, o impacto será percebido nas gôndolas até as festas de fim de ano”, explica o economista da APAS, Thiago Berka.

 

Presente nas lojas desde o final de setembro, os preços dos panetones e chocotones podem subir até 13% em comparação a outubro.  O principal motivo do aumento de preço é justamente a alta procura nas duas últimas semanas do ano, período de maior demanda pelo produto. Curiosamente, a queda dos preços após as festas de final de ano faz o preço cair entre 30% e 40% para evitar o encalhe nas lojas. As vendas deste ano devem aumentar 5% nominalmente no varejo alimentar.

 

Comparação com lojas especializadas

Esses índices refletem a variedade de preços dentro dos supermercados, porém, se analisarmos lojas especializadas em chocolates e produções artesanais, a diferença é ainda maior. Nesses estabelecimentos, os preços ficam, em média, R$41, mas, algumas categorias podem atingir o valor de até R$112 reais.

 

 

 

Fonte: Assessoria de Comunicação da Apas 



 

Últimas

» Baixe o cartaz oficial do estado de São Paulo sobre a obrigatoriedade do uso de máscara 06 de Julho 2020, às 21h
» AGAS: Inscreva-se no curso online de FLV 03 de Julho 2020, às 16h
» Confira a nova atualização da cartilha “Prevenção contra o coronavírus para supermercados” 02 de Julho 2020, às 19h
» Campanha da ACATS reforça protocolos de segurança e de prevenção contra o Coronavírus 02 de Julho 2020, às 14h
» Preços do ovo e do alho registram quedas em maio 30 de Junho 2020, às 17h
» Escola APAS lança WebAula para associados 29 de Junho 2020, às 17h
» Agas desenvolve guia básico de boas práticas operacionais para supermercados contra o Covid-19 29 de Junho 2020, às 14h
» ACATS - Nota de Pesar 29 de Junho 2020, às 14h
» Apas critica decreto que limita horário de supermercados em Araras e vê risco para moradores 26 de Junho 2020, às 15h
» Supermercadistas cautelosos com cenário futuro 24 de Junho 2020, às 19h

Ver mais »