Dados Gerais

Logo Ranking ABRAS

O notável ano de um setor essencial

Em um período em que os supermercados reforçaram a sua importância para a economia e para a sociedade, como um todo, o varejo alimentar brasileiro contribuiu com 7,5% do Produto Interno Bruto nacional

Em 2020, o setor supermercadista brasileiro vivenciou mais um período de crescimento, conforme revelam os números da 44a edição do Ranking ABRAS, com base no estudo Estrutura do Varejo, realizado pela NielsenIQ exclusivamente para a Revista SuperHiper, que traz os dados oficiais do autosserviço nacional.

No ano passado, o setor alcançou um faturamento de R$ 554 bilhões, por meio da operação de todos os seus formatos e canais de distribuição (mercado de vizinhança, supermercado, hipermercado, atacarejo e e-commerce). O resultado registrado em 2020 pelo setor representa 7,5% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional.

Este desempenho foi obtido a partir da operação de um universo de estabelecimentos que também cresceu, chegando a um total de 91.351 lojas, demonstrando a força de um setor que, mesmo em meio a um cenário tão delicado, conseguiu ampliar, ainda mais, a sua capilaridade.

“Um crescimento assim, em meio a um ano tão difícil, demonstra a força do setor e a credibilidade que possui junto aos 28 milhões de consumidores que passam, diariamente, pelos supermercados de todo o País”, observa o presidente da ABRAS, João Galassi. “No ano passado, o autosserviço nacional demonstrou sua capacidade de adaptação e o seu compromisso com a sociedade, não medindo esforços para garantir o abastecimento dos lares, em um momento tão delicado, com muita segurança e responsabilidade.”

O setor de supermercados também avançou em outros importantes indicadores de desempenho, como o de geração de empregos, por exemplo. Sendo, reconhecidamente, um dos maiores empregadores do País, em 2020, o autosserviço contabilizou um efetivo profissional de 3 milhões de colaboradores diretos e indiretos.

Importante reforçar que os dados gerais de faturamento e de lojas, nesta edição do Ranking ABRAS, foram atualizados pela NielsenIQ, passando a contemplar todos os canais de distribuição dos supermercados. Ou seja, nesta pesquisa, estes indicadores passaram a abranger os números do canal atacarejo, em função da consolidação deste formato no varejo alimentar e da sua crescente presença no território nacional. Este, portanto, é mais um passo da ABRAS para aprimorar o seu estudo, de modo que ele siga acompanhando e registrando as transformações e a realidade do varejo alimentar.