Supermercados registram crescimento de 2,95% nas vendas de janeiro

Leia em 2min

O ano de 2019 começou bem para o setor supermercadista, que registrou em janeiro 2,95% de crescimento real - deflacionado pelo IPCA/IBGE - em relação ao mesmo período do ano anterior, de acordo com o Índice Nacional de Vendas da Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS), e divulgado hoje (6). De acordo com o estudo, elaborado pelo Departamento de Economia e Pesquisa da ABRAS, na comparação com dezembro, o setor apresentou queda de -22,07% nas vendas.

 

"Janeiro é um mês de férias e muitas pessoas acabam ficando mais tempo em casa, o que contribui para um aumento no consumo. Em algumas redes, a compra de material escolar é outro fator que auxilia no crescimento das vendas. Sabemos que a volta do consumo será gradativa, mas estamos confiantes para os próximos meses, e o resultado de janeiro é um bom sinal e nos dá um ânimo a mais para acreditar que 2019 será um ano promissor para o setor", destaca o presidente da ABRAS, João Sanzovo Neto.

 

Em relação à queda registrada na comparação com dezembro, Sanzovo pontuou que a responsável foi a sazonalidade do Natal e Ano Novo, períodos de maiores vendas para os supermercados. O setor fechou 2018 com crescimento de 2,07% de crescimento. Para 2019 a ABRAS projeta alta de 3% nas vendas.

 


Abrasmercado

 

Em janeiro, a cesta de produtos *Abrasmercado, pesquisada pela GfK e analisada pelo Departamento de Economia e Pesquisa da ABRAS, registrou queda de -0,03%, passando de R$ 465,71 para R$ 465,57. No acumulado do ano (janeir2019/janeiro2018), a cesta apresentou crescimento de 3,21%.

 

 

As maiores quedas de preço no mês de janeiro foram registradas em produtos como: tomate, farinha de trigo, leite longa vida e carne dianteiro. Já as maiores altas foram nos itens: feijão, cebola, desinfetante e batata. Confira a tabela abaixo:


Regiões

 

A Região Sudeste apresentou a maior alta nos preços da cesta Abrasmercado, 0,93%, chegando a R$ 453,81 ante R$ 449,63 registrados em dezembro. O resultado foi impulsionado, principalmente, pela Grande São Paulo, 1,91%, e interior de Minas Gerais,1,30%. A maior queda no valor da cesta foi registrada na Região Norte, - 0,94%. Veja a evolução abaixo:

 

 

*Abrasmercado não é a cesta básica, mas, sim, uma cesta composta por 35 produtos mais consumidos nos supermercados: alimentos, incluindo cerveja e refrigerante, higiene, beleza e limpeza doméstica.


Clique aqui e confira a apresentação na íntegra.



Confira abaixo a tabela com o histórico do indicador Abrasmercado.

 



Redação Portal Abras

 


Veja também

Empresários do setor falarão de suas trajetórias de sucesso no dia 20 na Convenção

...

Veja mais
Painel do dia 21 de março debaterá tema central da Convenção ABRAS 2019

...

Veja mais
Convenção ABRAS 2019: O futuro dos supermercados será tema de painel no dia 19 de março

...

Veja mais
Com esperança e sem solução, arrozeiros veem preços em queda

Com um monte de promessas renovadas e a frustração da expectativa de que a abertura da colheita, na semana...

Veja mais
Produtores de leite e arroz fazem romaria em Brasília

Representantes de produtores de arroz e de leite, além de políticos do Rio Grande do Sul ligados ao agrone...

Veja mais
México deve abrir mercado para arroz brasileiro em breve

O setor produtivo de arroz se reuniu por quase duas horas com a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, na tarde desta...

Veja mais
Tereza Cristina se reúne com produtores de arroz

A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) se reuniu nesta terça-feira (26) com os...

Veja mais
Presidente da ABRAS participa de encontro com parlamentares da Frente CSE

     O presidente da Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS), João ...

Veja mais
Painel da 53ª Convenção Abras debaterá governança corporativa

...

Veja mais