Empresas globais do segmento de bebidas investem em Minas Gerais

Leia em 2min 30s

A logística privilegiada e um tratamento tributário competitivo favorecem a escolha de grandes empresas por Minas Gerais. No segmento de bebidas destiladas, por exemplo, o estado tem se destacado na atração de investimentos. Se somadas, as companhias do setor presentes em Minas devem faturar cerca de R$ 2,6 bilhões e gerar aproximadamente R$ 78 milhões aos cofres públicos com arrecadação do ICMS.

Distribuidoras


Ao longo dos últimos três anos, o Governo de Minas, por meio do Indi – Agência de Promoção de Investimentos do Estado de Minas Gerais, assinou protocolos de intenções com as empresas Campari, Beam Suntory, Pernod Ricard, Diageo e Bacardi, sendo as três últimas as maiores distribuidoras do mundo. Juntas, elas são responsáveis, por exemplo, pela comercialização de bebidas como Absolut, Aperol, Smirnoff, Martini e Jim Beam.
Quatro dessas distribuidoras estão instaladas no município de Extrema, e outra em Pouso Alegre.

A escolha pelas cidades do Sul de Minas é estratégica. O posicionamento geográfico leva Minas a ser reconhecido como estado logístico do Brasil. Isto porque, em um raio de 800 quilômetros, a área concentra 40% da população brasileira e representa 51% do PIB nacional. Além disso, o acesso facilitado a 50% do mercado consumidor brasileiro e malha logística com fácil escoamento deixam a região ainda mais competitiva.

Estímulo


Para dar maior incentivo e estímulo ao setor produtivo e comercial, Minas Gerais adotou políticas de benefícios fiscais atrativos para o setor. Como resultado, o estado atualmente concentra os maiores distribuidores de bebidas destiladas do país.

Benefícios como esses estão entre os motivos para a instalação da Beam Suntory, considerada uma das maiores empresas de destilados no mundo, sendo a segunda maior nos Estados Unidos e líder no Japão. Em 2019, a organização decidiu investir no projeto de importação e distribuição de suas marcas no Brasil.

“As questões de carga tributária efetiva e logística do estado foram as principais motivadoras para este movimento, já que buscamos a otimização dos nossos resultados no Brasil. Consequentemente, quanto maior espaço para investimento, maior expansão e crescimento”, explica o gerente tributário da empresa, Alexsandro Chaves.

A analista de Promoção de Investimentos do Indi, Larissa Batista, destaca que, assim como a Beam Suntory, as grandes distribuidoras de bebidas premium estão desenvolvendo novas estratégias de operação, priorizando a eficiência e redução de custos de Minas Gerais.

“O ambiente de negócios no estado é eficiente e produtivo, apoiamos o desenvolvimento de novos projetos, além de oferecer tratamentos tributários setoriais atrativos, fatores que agregam valor aos nossos diferenciais competitivos”, explica Larissa, que aponta o estado, atualmente, como melhor opção de investimento.

Investimentos

O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede) e do Indi, trabalha para atrair o maior número de investimentos para o estado.

“Nosso objetivo é aquecer a economia por meio de novos negócios e dar todo o suporte necessário para que as empresas contem com o governo para alavancar seus negócios em Minas Gerais”, afirma o secretário-adjunto da Sede, Fernando Passalio.


Fonte: GR News 


Veja também

Setor de bebidas cresceu 65,6% em maio, diz IBGE

A produção nacional de bebidas cresceu 65,6% em maio frente a abril em período de pandemia de coron...

Veja mais
Pró-vinho lança campanha #VemProVinho2020

  Conforme pesquisa realizada pela Ideal Consulting, a importação de vinho no primeiro quadrimes...

Veja mais
Preço do leite sobe 10,4% nos últimos cinco meses em Belém, aponta Dieese

O leite comercializado em Belém teve alta acumulada de 10,39% de janeiro a maio deste ano, segundo o Departamento...

Veja mais
Pão de Açúcar lança projeto para incentivar microcervejarias

O Pão de Açúcar lança nesta semana o projeto “Incentive uma Microcervejaria” &nd...

Veja mais
Ambev faz arco-íris de caminhões e pede sua ajuda na ação #OrgulhoNãoPara

A fabricante de bebidas Ambev reuniu suas marcas (Budweiser, do bem, SKOL, Guaraná Antarctica, Antarctica e Skol ...

Veja mais
Setor de bebidas alcoólicas se mobiliza contra a crise

Desde que o isolamento social começou, em meados de março, por conta do coronavírus, o setor de beb...

Veja mais
Procura por bebidas alcoólicas aumenta na quarentena

Uma pesquisa realizada pelo Compre&Confie - rede de mercado online que realiza pesquisas de satisfação...

Veja mais
Dona da Ambev quer digitalizar o pequeno varejo

A Anheuser-Busch InBev (ABI), multinacional belga dona da Ambev, criou a Z.Tech, empresa de tecnologia que aposta em uma...

Veja mais
Ambev, Heineken, Coca-Cola e outras empresas se unem e investem R$ 370 milhões

Oito grandes empresas do setor de alimentos e bebidas firmaram uma coalizão para apoiar o pequeno varejo na reabe...

Veja mais