(299)
Jurídico
Apresentação
Membros do Comitê
» Notícias Jurídicas
 
Você está em:

Comitês

Rio isenta de ICMS venda de caminhões 30/04/2013 às 10h

O governo do Rio de Janeiro editou lei para incentivar a modernização da frota de caminhões do Estado. A partir de 1º de junho, os veículos poderão ser adquiridos com isenção de ICMS. Normalmente, o imposto é de 12%. O benefício está na Lei nº 6.439, publicada ontem no Diário Oficial do Estado.

 

A isenção de ICMS, de acordo com a norma, vale por cinco anos, prorrogáveis por mais cinco. A lei deverá ser regulamentada em breve. Mas já esclarece que, para a obtenção do benefício, deve ser feita a baixa definitiva no Detran-RJ de caminhão com 20 anos ou mais de fabricação, além da comprovação de sua destruição por empresas recicladoras de veículos cadastradas pelo governo estadual.


A nova norma permite ainda que os contribuintes beneficiados pela isenção usem, em 48 meses, créditos do ICMS relativos à operação. Porém, segundo a consultora Maria das Graças Lage de Oliveira, da Lex Legis Consultoria Tributária, a lei fluminense poderá ser questionada na Justiça. Isso porque a Constituição Federal e a Lei Kandir - Lei Complementar nº 87, de 1996 - vedam na isenção ou não incidência do uso de créditos do imposto.


A isenção de ICMS também pode ser discutida na Justiça por não ter sido autorizada pelo Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), segundo o advogado Francisco Carlos Rosas Giardina, do escritório Bichara, Barata & Costa Advogados. "O preocupante aqui é que a lei, apesar de ter sido editada com um suposto fim ambiental, tem um viés de desoneração, veiculando um benefício fiscal sem prévio convênio autorizador", diz. "Há um risco, portanto, ainda que remoto, de no futuro essa isenção ser considerada nula."


A lei fluminense determina ainda alguns critérios para que as empresas possam renovar suas frotas com o incentivo. O caminhão novo deve ser fabricado no Rio. Além disso, o adquirente ficará impedido de transferir o veículo para outro Estado pelo prazo mínimo de cinco anos.


Por Laura Ignacio | De São Paulo

 


Fonte: Valor Econômico (30.04.13)

 




Clipping Portal ABRAS


Últimas

» Tentativas de fraude em nome da PGFN 27 de Novembro 2020, às 16h
» Consumidor que recebeu restituição do valor pago deve devolver veículo com defeito ao vendedor 27 de Novembro 2020, às 16h
» Novo rito para julgamentos administrativos de pequeno valor 27 de Novembro 2020, às 16h
» Receita e CNJ dão o primeiro passo para melhorar a eficiência do contencioso tributário 27 de Novembro 2020, às 16h
» Covid-19: divulgado calendário de pagamentos e saques do auxílio emergencial 27 de Novembro 2020, às 16h
» Projeto que altera a Lei de Falências segue para sanção 26 de Novembro 2020, às 16h
» TJRS – Justiça autoriza que shopping pague somente pela luz utilizada durante primeiros meses da pandemia 26 de Novembro 2020, às 16h
» Site da Receita Federal traz nova seção relacionada à regularização do CPF 26 de Novembro 2020, às 16h
» TJDFT aprova criação de vara exclusiva para cobrança do ICMS 26 de Novembro 2020, às 16h
» TJMG adota Juízo 100% Digital 26 de Novembro 2020, às 16h

Ver mais »