(299)
Jurídico
Apresentação
Membros do Comitê
» Notícias Jurídicas
 
Você está em:

Comitês

TST chama diálogo em busca de consenso entre empregados e empregadores 24/04/2013 às 14h

O presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), ministro Carlos Alberto Reis de Paula, pretende incentivar a discussão, entre empregados e empregadores, na busca de consensos na relação capital-trabalho. O anúncio foi feito por Reis de Paula nesta terça (23), durante café da manhã com representantes de entidades patronais. Também participaram do encontro o vice-presidente da Corte, ministro Antônio José de Barros Levenhagen, o corregedor-geral da Justiça do Trabalho, ministro Ives Gandra da Silva Martins Filho, e ministros do Tribunal.

 

Entre os representantes das entidades patronais, estavam os presidentes da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade, e da Confederação Nacional dos Transportes (CNT), Clésio Andrade, além de outros 12 dirigentes. Clésio Andrade considerou o encontro "excepcional", pela oportunidade de discussão de "temas importantes", como cotas para menores e para portadores de deficiência, terceirização de mão-de-obra e penhora online. O presidente da CNT considera que há "abusos" em relação à ferramenta eletrônica. "Às vezes, penhora-se 20 ou 30 vezes o valor da dívida", disse.


O presidente da CNI avaliou como "muito importante" a oportunidade de encontro entre os ministros e "as pessoas ligadas à atividade econômica". "Muitas das soluções para destravar os investimentos no país passam pelas relações de trabalho", disse Robson Braga de Andrade. "A legislação não pode ser entrave. Não queremos reduzir ganhos do trabalhador, pelo contrário", disse.


O presidente do TST revelou que há muita preocupação entre os dirigentes de entidades de empregadores em relação à terceirização. Segundo Reis de Paula, os representantes dos empregados - que também participaram de café da manhã no TST, há duas semanas - igualmente manifestaram preocupações em relação ao tema. "Precisamos encontrar pontos de convergência", avaliou o ministro, acrescentando que o Tribunal vai formar grupos para dar continuidade às discussões sobre o assunto. "Queremos conversar para nos conhecermos. Queremos encontrar consensos", disse.


(Warner Bento Filho)


Esta matéria tem caráter informativo, sem cunho oficial.

 


Fonte: Tribunal Superior do Trabalho - TST (23.03.13)

 




Clipping Portal ABRAS


Últimas

» Receita Federal atualiza normas referentes ao CNPJ 24 de Novembro 2020, às 16h
» Darf para pagamento de parcelamentos será emitido exclusivamente pela Internet 24 de Novembro 2020, às 16h
» Proposta prevê renegociação de dívidas tributárias para minimizar impacto da pandemia 24 de Novembro 2020, às 16h
» Justiça do Trabalho fará mobilização nacional para encerrar processos trabalhistas 24 de Novembro 2020, às 16h
» Pagamento em dobro de valor cobrado indevidamente pode ser pedido em embargos monitórios 24 de Novembro 2020, às 16h
» Prazos suspensos no TRT/RJ nos dias 23 e 24/11 24 de Novembro 2020, às 16h
» TRT 4ª Região – Bandeira Vermelha: Justiça do Trabalho terá atividades presenciais suspensas em 31 cidades a partir desta terça-feira 24 de Novembro 2020, às 16h
» BC modifica regulamento que disciplina funcionamento do Pix 23 de Novembro 2020, às 16h
» Receita anuncia regras para declaração do IRRF de 2020 23 de Novembro 2020, às 16h
» Empresa não é obrigada a cumprir oferta quando erro no preço for de fácil constatação 23 de Novembro 2020, às 16h

Ver mais »