(299)
Jurídico
Apresentação
Membros do Comitê
» Notícias Jurídicas
 
Você está em:

Comitês

Vendas dos supermercados acumulam alta de 3,94% 15/10/2020 às 14h

Até agosto os supermercados brasileiros acumularam crescimento real (deflacionado pelo IPCA/IBGE) de 3,94% na comparação com o mesmo período de 2019, de acordo com o Índice Nacional de Vendas da Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS), apurado pelo Departamento de Economia e Pesquisa da entidade, divulgado nesta quinta-feira (15). No mês, a alta foi de 2,56% em relação a julho, e de 4,44% na comparação com agosto do ano anterior.


"Como continuamos funcionando durante a pandemia, por sermos atividade essencial, os nossos resultados têm se mantido próximos da projeção da ABRAS divulgada no início do ano, de 3,9% de crescimento para 2020. O pagamento do auxílio emergencial e outros programas de estímulo do governo federal ajudaram a evitar uma queda mais abrupta da economia. As restrições mais brandas em muitas localidades do Brasil, devido ao controle da disseminação da covid-19, queda no número de casos da doença e de mortes, tem impulsionado a volta gradual do consumo e a melhora em diversas atividades econômicas. Seguiremos com os nossos rígidos protocolos e trabalhando para manter a segurança dos nossos clientes e colaboradores, e com a esperança de que o pior tenha ficado para trás", destaca o presidente da ABRAS, João Sanzovo Neto.



Abrasmercado


Em agosto, o *Abrasmercado (cesta dos 35 produtos mais vendidos nos supermercados do país) registrou alta de 1,83% na comparação com julho, passando de R$ 542,91 para  R$ 552,84. Já na comparação com agosto de 2019 o valor da cesta apresentou crescimento de 16,48%. 
As maiores altas foram registradas nos produtos: óleo de soja, 14,16%, tomate, 13,82%, queijo muçarela, 8,84%, pernil, 8,65%, arroz, 8,21%. As maiores quedas nos preços foram verificadas nos itens: cebola, -28,01%, batata -16,54%, feijão, -4,81%, ovo, -4,42%, e farinha de mandioca, -3,71%.


Regiões


A Região Sudeste foi a que registrou maior aumento no valor da cesta Abrasmercado em agosto, 3,64%, passando de R$ 525,87 registrado em julho, para R$ 545. A única variação negativa foi verificada na Região Norte, -0,02%, chegando ao valor de         R$ 609,58. Veja mais na aprensentação (clique aqui).



*A cesta Abrasmercado não é a cesta básica, mas, sim, uma cesta composta por 35 produtos mais consumidos nos supermercados: alimentos, incluindo cerveja e refrigerante, higiene, beleza e limpeza doméstica. (Clique aqui)



Confira abaixo a tabela com o histórico do indicador Abrasmercado:




Índice de Confiança


O otimismo dos empresários de supermercado apresentou retração no mês de agosto, chegando a 59,1 pontos (numa escala de 0 a 100) ante os 61 pontos registrados em junho, de acordo com o Índice de Confiança do Supermercadista, elaborado pela ABRAS em parceria com a GfK. O resultado foi impactado pelas incertezas econômicas geradas pela pandemia.



Clique aqui e confira a  apresentação na íntegra.



Comunicação ABRAS

 




Clipping Portal ABRAS


Últimas

» Tentativas de fraude em nome da PGFN 27 de Novembro 2020, às 16h
» Consumidor que recebeu restituição do valor pago deve devolver veículo com defeito ao vendedor 27 de Novembro 2020, às 16h
» Novo rito para julgamentos administrativos de pequeno valor 27 de Novembro 2020, às 16h
» Receita e CNJ dão o primeiro passo para melhorar a eficiência do contencioso tributário 27 de Novembro 2020, às 16h
» Covid-19: divulgado calendário de pagamentos e saques do auxílio emergencial 27 de Novembro 2020, às 16h
» Projeto que altera a Lei de Falências segue para sanção 26 de Novembro 2020, às 16h
» TJRS – Justiça autoriza que shopping pague somente pela luz utilizada durante primeiros meses da pandemia 26 de Novembro 2020, às 16h
» Site da Receita Federal traz nova seção relacionada à regularização do CPF 26 de Novembro 2020, às 16h
» TJDFT aprova criação de vara exclusiva para cobrança do ICMS 26 de Novembro 2020, às 16h
» TJMG adota Juízo 100% Digital 26 de Novembro 2020, às 16h

Ver mais »