(299)
Jurídico
Apresentação
Membros do Comitê
» Notícias Jurídicas
 
Você está em:

Comitês

STF consolida processo eletrônico e encerra protocolo avançado em papel 16/08/2019 às 14h

A partir desta quinta-feira (15), o Supremo Tribunal Federal (STF) encerra as atividades do Protocolo Avançado, conhecido como “drive-thru”, em que os interessados podiam protocolar documentos sem sair dos automóveis. O motivo é que o serviço caiu em desuso em razão dos avanços tecnológicos e da consolidação dos sistemas processuais eletrônicos. Atualmente, apenas 6% dos processos do STF são físicos.

 

Transformação

A medida faz parte de um dos eixos estratégicos do presidente do STF, ministro Dias Toffoli, para sua gestão: a modernização administrativa e o fomento da inovação tecnológica. Desde sua posse na Presidência, em setembro do ano passado, Toffoli vem dando ênfase à modernização da gestão de pessoas, à infraestrutura e às novas ferramentas de trabalho.

 

Julgamentos virtuais, comunicação processual por meio de redes sociais, programas de inteligência artificial e arquitetura de computação em nuvem fazem parte dessa diretriz, movida pela necessidade de transformação. “A Justiça precisa ser dinâmica, cooperativa e participativa, mais próxima do cidadão e da realidade social, mais acessível, com novos atores, novas agendas, novas redes e canais de comunicação”, afirma Toffoli.

 

Otimização de recursos

Criado em 2006, o Protocolo Avançado tinha a finalidade de receber petições incidentais e processos físicos retirados por advogados ou entes públicos sem que fosse necessário entrar no prédio do STF para esse fim. Treze anos depois, um levantamento mostrou que a média atual de utilização do serviço é praticamente zero, ou seja, a movimentação pelo drive-thru é inferior a um processo ou uma petição por dia útil de trabalho.

 

Com base nesses números e considerando as diretrizes de melhorias nos processos de trabalho nas unidades do Tribunal, a Administração reavaliou a necessidade, o benefício ao público externo e o custo de oportunidade de manter os serviços do Protocolo Avançado e decidiu pela sua extinção, formalizada na Instrução Normativa 240/2019. A medida leva em conta, ainda, a busca pela otimização de recursos materiais e humanos.

 

CF//GDG

 

Fonte: STF – 15/08/2019.




Clipping Portal ABRAS


 

Últimas

» Bolsonaro sanciona lei que prioriza teste para profissional essencial 09 de Julho 2020, às 14h
» ALERJ REGULAMENTA ATIVIDADES DE BAIXO RISCO ECONÔMICO 09 de Julho 2020, às 14h
» Covid-19: Justiça determina que DF suspenda flexibilização de medidas de isolamento 09 de Julho 2020, às 14h
» Contribuinte tem direito à restituição da diferença dos recolhimentos a mais para PIS e Cofins 09 de Julho 2020, às 14h
» Deslocamento de produto sem mudança de titularidade não gera incidência de IPI 09 de Julho 2020, às 14h
» Novo site simplifica adesão ao acordo dos planos econômicos 09 de Julho 2020, às 14h
» Projeto que protege bancos com investimentos no exterior segue para sanção 09 de Julho 2020, às 14h
» Novo comprovante de CNPJ traz mais agilidade ao registro de empresas 09 de Julho 2020, às 14h
» Reabertura das agências do INSS é adiada para dia 3 de agosto 09 de Julho 2020, às 14h
» Sancionada lei de combate à violência doméstica durante pandemia 09 de Julho 2020, às 14h

Ver mais »