(299)
Jurídico
Apresentação
Membros do Comitê
» Notícias Jurídicas
 
Você está em:

Comitês

Clientes de planos de saúde vão ter mais informações para avaliar serviços 29/05/2015 às 12h

Os segurados de planos de saúde suplementar vão contar agora com mais informações sobre as operadoras para que, na hora de trocar de plano ou fechar um contrato, poder avaliar a qualidade do serviço. A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) divulgou hoje (28) uma atualização dos Dados Integrados da Qualidade Setorial, que traça um novo panorama dos planos de saúde e do setor no Brasil.

 

Foram introduzidas informações, por exemplo, como preço médio (ticket de planos de saúde disponíveis no mercado e por operadora, além de dados de sinistralidade (relação entre receita e despesa) das empresas.

A diretora presidenta substituta da ANS, Martha Regina de Oliveira, destacou que os dados são um dos eixos da nova agenda regulatória. Com isso, segundo ela, a agência quer aumentar a transparência do setor. “O que a gente está chamando de empoderamento do consumidor”, disse.  O que, na opinião da diretora, significa dar ao beneficiário uma informação que lhe seja útil, destacou Martha Tegina à Agência Brasil.

 

A meta, de acordo com ela, é ir agregando cada vez mais informações que reflitam a assistência e a qualidade dos planos de saúde. “E que isso possa ser usado na hora de trocar de plano por portabilidade, na hora de comprar um plano ou mesmo na hora de acompanhar como está indo a sua operadora”.

 

O estudo inclui dados referentes ao perfil de qualidade da rede de planos, quais as ofertas do produto, qualificação das operadoras, se a operadora é ou não acreditada. O objetivo é facilitar ao consumidor avaliar as empresas e fazer comparação entre as operadoras, “de uma maneira mais rápida e acessível, sem que ele tenha que buscar as informações em vários lugares diferentes”.

 

Martha Oliveira disse ainda que a meta é promover a atualização dos dados a cada seis meses, pelo menos. “A gente quer usar isso também para gerar mudança e resultado no setor”.

 

Atualmente, existem no Brasil 1,4 mil operadoras de planos de saúde com registro ativo e 1,2 mil com beneficiários. Elas totalizam 72,2 milhões de beneficiários, sendo 50,8 milhões de consumidores em planos de assistência médico-hospitalar e 21,4 milhões em planos exclusivamente odontológicos. De acordo com a ANS, foram realizadas no ano passado pelas operadoras de planos de saúde 56 milhões de terapias, 280,3 milhões de consultas médicas, 9,7 milhões de internações e 763 milhões de exames complementares.

 

Alana Gandra - Repórter da Agência Brasil

 

 

Edição: Aécio Amado

 


Fonte: Agência Brasil (28.05.2015)




Clipping Portal ABRAS


Últimas

» Saiba como está a retomada do atendimento presencial nos Tribunais de Justiça 03 de Agosto 2020, às 14h
» TJSC - Justiça suspende Decreto que limitou funcionamento de Supermercados em Orleans 03 de Agosto 2020, às 14h
» Confederação contesta lei do RJ que exige empacotadores em supermercados durante pandemia 03 de Agosto 2020, às 14h
» STF prorroga suspensão de prazos de processos físicos até 15 de agosto 03 de Agosto 2020, às 14h
» PGFN prorroga suspensão dos atos de cobrança até 31 de agosto 03 de Agosto 2020, às 14h
» Transação extraordinária e transação por adesão são prorrogadas 03 de Agosto 2020, às 14h
» Comissão da Reforma Tributária retoma trabalhos; Guedes será ouvido na quarta 03 de Agosto 2020, às 14h
» Incidência cumulativa do PIS sobre faturamento de prestadoras de serviços ainda é constitucional 31 de Julho 2020, às 14h
» Senado aprova MP que permite saque extraordinário do FGTS; texto volta à Câmara 31 de Julho 2020, às 14h
» Receita Federal consolida normas relativas ao IOF em uma única instrução normativa 31 de Julho 2020, às 14h

Ver mais »