PIB cresce 1,4% em fevereiro, segundo cálculo da FGV

Leia em 2min 30s

 

PIB do primeiro bimestre de 2021 foi de R$ 1,367 trilhão. Resulta sinaliza continuidade na recuperação da economia

 

 

 

O Monitor do Produto Interno Bruto (PIB), calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), indica crescimento de 1,4% na atividade econômica em fevereiro, em comparação a janeiro. No trimestre móvel terminado em fevereiro, houve expansão de 2,9%, em relação ao período encerrado em novembro.

 

Na comparação interanual, a economia cresceu 1,6% em fevereiro e 0,7% no trimestre móvel terminado em fevereiro.

 

Segundo o coordenador do Monitor do PIB-FGV, Claudio Considera, o crescimento de 1,4% da economia em fevereiro em relação a janeiro mostra continuidade na recuperação da economia.

 

“Embora expressiva, essa taxa não é motivo de euforia já que é comparada a meses sob forte impacto da recessão da pandemia. Por sua vez, a taxa interanual de 1,6% em fevereiro foi obtida sobre um fevereiro de 2020 já bastante desacelerado (crescimento zero frente a 2019 e de 0,3% em janeiro de 2020 com relação a 2019)”, disse, em nota.

 

De acordo com o pesquisador, dentre as três grandes atividades econômicas (agropecuária, indústria e serviços), apenas a indústria apresentou pequena retração de 0,4% em fevereiro, enquanto os serviços cresceram 1,4% influenciado pelo desempenho dos serviços de informação (5,3%) e intermediação financeira (7%).

 

Em termos monetários, estima-se que o PIB (soma dos bens e serviços produzidos no país) do primeiro bimestre de 2021, em valores correntes, foi de R$ 1,367 trilhão.

 

Consumo das famílias

 

O consumo das famílias retraiu 3% no trimestre móvel findo em fevereiro em comparação ao mesmo período do ano passado. “Apenas o consumo de produtos duráveis cresceu no trimestre e o consumo de serviços segue sendo o grande responsável pelo desempenho ainda negativo do consumo das famílias”, informou a FGV.

 

Formação bruta de capital fixo

 

A formação bruta de capital fixo (investimentos) cresceu 19,5% no trimestre móvel terminado em fevereiro, em comparação ao mesmo período do ano passado. Segundo a FGV, o componente de máquinas e equipamentos é o principal responsável por este resultado expressivo na taxa trimestral ainda influenciado pelo forte crescimento em dezembro de 2020 devido à importação de plataforma de exploração de petróleo.

 

Exportação

 

A exportação contraiu 3,1% no trimestre móvel findo em fevereiro, em comparação ao mesmo período do ano passado. Os segmentos exportados que retraíram no ano foram os de produtos agropecuários, com recuo expressivo de 24,3% no trimestre, os serviços e os produtos da extrativa mineral. Em contrapartida, os segmentos que apresentaram desempenho positivo foram os bens de consumo, os bens de capital e os bens intermediários.

 

Importação

 

A importação apresentou crescimento de 6,9% no trimestre móvel terminado em fevereiro, em comparação ao mesmo período do ano passado. Este resultado foi influenciado, principalmente, pelo crescimento elevado dos bens de capital devido à importação de plataformas em dezembro de 2020, o que ainda se reflete na taxa trimestral móvel finda em fevereiro.

 

Além da importação dos bens de capital, o outro componente da importação que registrou aumento na taxa trimestral móvel terminada em fevereiro foi a importação dos bens intermediários e a queda mais expressiva da importação foi verificada em serviços.

 

 Fonte: Agência Brasil

 

 

 

 


Veja também

Veran implementa primeiro delivery zero carbono da América Latina

 O projeto entra em atividade no momento em que a rede registrou crescimento de 300% da operação do d...

Veja mais
Condor reinaugura loja histórica da rede

 Com 41 anos de operação, unidade foi modernizada com aporte de R$ 2.5 milhões  &nbs...

Veja mais
Tirol registra salto expressivo em categorias de alto giro

 Desempenho positivo é atribuído ao aumento da demanda e da capacidade produtiva da companhia &n...

Veja mais
Savegnago lança novo conceito de loja a anuncia plano de expansão

 Novas reformas e inaugurações estão no planejamento da companhia, incluindo a entrada em uma ...

Veja mais
Grupo Eataly busca novo sócio no Brasil

 Após aporte dos atuais acionistas na pandemia, companhia quer avançar com novas unidades no pa&iacut...

Veja mais
Intenção de consumo das famílias volta a cair em abril

Indicador tem o menor nível desde novembro de 2020 e, de acordo com a CNC, resultado também reflete pior m...

Veja mais
Brasil se mantém no topo da reciclagem de latas de alumínio

No ano passado, índice de reciclagem de latas para bebidas alcançou 97,4% Apesar das dificuldades enf...

Veja mais
Setor supermercadista distribuirá cartões de compra de alimentos

 Objetivo é auxiliar famílias vulneráveis. Cartões no valor de R$ 100 poderão se...

Veja mais
Vendas do Carrefour Brasil somam R$ 18 bilhões no 1º trimestre, alta de 15%

 Companhia afirma que houve forte crescimento de vendas em meio a um cenário desafiador e destaca fatores co...

Veja mais