Comércio varejista da Paraíba tem maior recuo do Brasil em maio, diz IBGE

Leia em 1min 30s

O comércio varejista da Paraíba apresentou a menor queda percentual do Brasil no mês de maio. O dado foi apontado pela Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), divulgado pelo IBGE nesta quinta-feira (11), mostra que a Paraíba teve uma queda de 7,1% no comércio de varejo em maio em relação ao mesmo mês de 2018. De acordo com o IBGE, a Paraíba em 2019 apresenta uma queda acumulada de 5,9% no setor.

 

Além da Paraíba, outros 11 estados do Brasil também apresentaram queda no setor para o mês maio. O índice nacional também sofreu recuo, o segundo consecutivo neste ano. O volume de vendas do comércio varejista em todo o país caíram 0,1% em maio. Porém, o volume varejista da Paraíba em maio comparado com o de abril apresentou um aumento 0,1%.

 

Segundo a gerente da pesquisa, Isabella Nunes, o ano de 2019 é como se não tivesse começado para o varejo, devido ao alto nível de incerteza dos empresários quanto aos investimentos futuros cautela do consumidor diante de um cenário de elevado desemprego.

 

O volume de vendas do comércio varejista ampliado, que inclui as atividades de Veículos, motos, partes e peças e de material de construção, também caiu na Paraíba no mês de maio. O estado foi um dos três estados, junto com Piauí e Rio de Janeiro, que apresentou recuo no setor em maio. O volume varejista ampliado paraibano caiu 0,1%. No ano, a queda acumulada já é de 3,9%.

 

Variação da receita

 

O IBGE também informou a variação da receita a partir das vendas do comércio varejista e o comércio varejista ampliado na Paraíba. Um indicador apresentou recuou, enquanto o outro crescimento. Segundo o PMC, em maio de 2019, a receita gerada pelo comércio varejista caiu 1,9%, enquanto o comércio varejista ampliado cresceu 3,9% no mesmo período.

 

Fonte: G1 – Paraíba


Veja também

Varejo registra nova baixa nas vendas em maio e mantém desempenho pífio

Com retração de 0,1% no volume de vendas em maio sobre o mês anterior, o setor do varejo ainda demon...

Veja mais
País ainda precisa acelerar economia

Mesmo que a reforma da Previdência seja confirmada, o Brasil ainda precisará acelerar o ritmo de cresciment...

Veja mais
Juros abrem em queda leve após Previdência; varejo confirma fraqueza do PIB

Os juros futuros recuaram na abertura da sessão desta quinta-feira, 11, voltando a se aproximar das mínima...

Veja mais
Inflação no 1º semestre foi mais alta para pessoas com renda muito baixa, diz Ipea

A faixa da população que tem renda muito baixa sentiu mais a inflação no primeiro semestre d...

Veja mais
Setor de serviços supera expectativas e tem melhor resultado anual desde 2014

 O volume do setor de serviços do Brasil ficou estável em relação a abril e teve alta d...

Veja mais
Governo só divulgará impacto da reforma da Previdência após 2° turno

O Ministério da Economia só divulgará a economia final da reforma da Previdência após ...

Veja mais
Com 379 votos favoráveis, Câmara aprova texto-base da reforma da Previdência

 O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou em primeiro turno, nesta quarta-feira (10), o texto-base d...

Veja mais
Em maio, varejo mantém estabilidade com variação de -0,1%

Em maio de 2019, o volume de vendas do varejo ficou praticamente estável (-0,1%) frente a abril, na série ...

Veja mais
Custo de habitação sobe mais que o dobro da inflação oficial nos 25 anos de Plano Real

Os preços relacionados à habitação subiram mais que o dobro da inflação oficia...

Veja mais