Notícias do setor
Economia
Jurídico
Tecnologia
Marketing
Bebidas
Carnes / Peixes
Notícias Abras
Geral
Redes de Supermercados
Sustentabilidade
 
Você está em:
  • Notícias do setor »
  • Sustentabilidade

Notícias do setor - Clipping dos principais jornais e revistas do Brasil

RSS Sustentabilidade

12/09/2019 11:48 - Usar sacolas retornáveis pode render fila preferencial em PG

Os mercados, supermercados e estabelecimentos do tipo instalados em Ponta Grossa poderão ser obrigados a disponibilizarem filas preferenciais para clientes que usam sacolas sustentáveis. A proposta está prevista no projeto de lei (PL) 307/2019, de autoria do vereador Jorge da Farmácia - a medida quer garantir um incentivo a ações sustentáveis em prol do meio ambiente.

 

A proposta de Jorge foi protocolada na Câmara Municipal de Vereadores no final de agosto e ainda tramitará pelas comissões internas antes de ser discutida e votada em plenário. De acordo com o texto, os estabelecimentos deverão ter, ao menos, um caixa voltado para o atendimento de clientes que utilizem sacolas retornáveis - o projeto considera sacola retornável aquela que pertence ao consumidor, feita de material durável e possibilite a redução do uso de sacolas de plástico.

 

“O caixa preferencial tratado nesta lei não será o mesmo destinado aos idosos, pessoas com necessidades especiais e pessoas com crianças de colo”, destaca o texto do projeto de lei. De acordo com a proposta, caso a lei seja aprovada e sancionada, o estabelecimento que descumprir a medida estará sujeito a uma série de penalidades.

 

Importância da ação sustentável

 

Na justificativa do PL, Jorge destaca que o projeto quer incentivar o uso de sacolas sustentáveis. “Dados do Ministério da Saúde mostram que 1,5 milhão de sacolinhas de plástico são distribuídas por hora no Brasil. O mesmo órgão aponta ainda para o fato destas sacolas serão vilãs do meio ambiente quando descartadas de forma incorreta”, diz Jorge.

 

Jorge salienta ainda que, além do benefício ao meio ambiente, a proposta pode trazer economia aos empresários e aos consumidores com a progressiva diminuição no uso de sacolas nos estabelecimentos princesinos.

 

Penalidades previstas em lei

 

Entre as penalidades propostas por Jorge contra os estabelecimentos que não cumprirem a lei está a cobrança de uma multa de 15 VRs (valores de referência), cerca de R$ 1,2 mil, em caso de reincidência o valor da multa dobra e, caso haja uma nova autuação, o supermercado poderá perder o alvará de funcionamento concedido pela Prefeitura.

 

A proposta do pedetista é que a lei entre em vigor em 90 dias após a publicação do texto em Diário Oficial. Antes de ser votada na Câmara Municipal, a medida tem que passar pelas comissões internas e precisa de maioria simples para ser aprovada, ou seja, 12 votos.

 

Fonte: A Rede

 

 

Enviar para um amigo
Envie para um amigo
[x]
Seu nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Comentário
 

 

Veja mais >>>

20/01/2020 16:14 - China quer banir plástico descartável até 2025
16/01/2020 15:29 - Supermercados do Rio não oferecem mais sacolas plásticas gratuitas
14/01/2020 16:07 - Lei proíbe copos e talheres de plástico na capital paulista
14/01/2020 16:04 - Covas sanciona lei que proíbe plástico descartável em bares e restaurantes de SP
13/01/2020 13:03 - Educar o consumidor
06/01/2020 16:07 - Deputadas querem derrubar lei que reduziu em 1 bilhão o número de sacolinhas
26/12/2019 14:17 - Unilever abre estação de refil de produtos veganos
24/12/2019 13:12 - Programa brasileiro para biocombustíveis entra em vigor
17/12/2019 10:27 - MAPA encontra resíduos de agrotóxicos acima do permitido em 7% dos alimentos
03/12/2019 12:41 - Coca-Cola substitui plástico por papel cartão em multipacks na Europa

Veja mais >>>