Notícias do setor
Economia
Jurídico
Tecnologia
Marketing
Bebidas
Carnes / Peixes
Notícias Abras
Geral
Redes de Supermercados
Sustentabilidade
 











Você está em:
  • Notícias do setor »
  • Sustentabilidade

Notícias do setor - Clipping dos principais jornais e revistas do Brasil

RSS Sustentabilidade

07/01/2015 12:16 - Sacolinhas comuns saem dos supermercados em fevereiro

A partir do dia 5, apenas sacolas padronizadas poderão ser usadas.
As novas sacolas só serão usados na coleta seletiva.


Paulo Toledo Piza do G1 São Paulo


As sacolinhas plásticas comuns devem sumir dos supermercados paulistanos gradualmente até 5 de fevereiro. Decreto publicado nesta quarta-feira (7) pela Prefeitura de São Paulo padroniza o tipo de sacola que poderá ser distribuída nos comércios da cidade.


Feita com material de origem vegetal, mais resistente e com maior capacidade de armazenamento, a sacolinha será na cor verde e contará com instruções de como deve ser feito o descarte de lixo seco.


A cobrança ou não das sacolas ficará a critério dos mercados, como ocorre atualmente. Essas sacolas, porém, só poderão ser usadas para os resíduos destinados à coleta seletiva. A Prefeitura proíbe o uso desses sacos para o lixo orgânico.


Polêmica


A criação de uma sacola padronizada foi a solução encontrada pelo prefeito Fernando Haddad para encerrar a polêmica das sacolinhas. Uma lei municipal de 2011 previa o fim da distribuição gratuita das sacolinhas. Entretanto, a lei também previa que os "estabelecimentos comerciais devem estimular o uso de sacolas reutilizáveis".
Em novembro, Haddad disse que chegou a um entendimento com supermercadistas, ambientalistas e representantes da indústria química.


A lei 15.374/11, que trata da proibição da distribuição de sacolas plásticas a consumidores no comércio de São Paulo, não tinha sido regulamentada pela Prefeitura. Sem regras complementares emitidas pelo administrativo municipal, não havia como orientar a fiscalização. Na prática, a lei não tinha como ser aplicada.


Apesar disso, a distribuição de sacolas chegou a ser impedida durante dois meses em 2012, mas graças a um acordo entre associações e Ministério Público e não propriamente pela aplicação plena da lei. Paralelamente ao acordo, advogados das asssociações buscavam derrubar a aplicação, e o principal argumento é que a lei seria inconstitucional.


Entretanto, o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) publicou em novembro de 2014 um acórdão que declara a constitucionalidade da lei.


A batalha jurídica da indústria de material plástico para manter as sacolinhas nos supermercados começou em 2007, quando o município de Santos aprovou uma lei banindo esse tipo de embalagem. Depois disso, mais de 40 cidades paulistas tiveram leis semelhantes publicadas e declaradas inconstitucionais pelo mesmo TJ-SP. A exceção no TJ-SP foi o caso de São Paulo.


O defesa do Sindicato da Indústria de Material Plástico do Estado de São Paulo tinha a esperança de que o Supremo Tribunal Federal (STF) examine a possibilidade de dar repercussão geral à matéria e solucionar de uma vez por todas o impasse sobre a possibilidade ou não de municípios legislarem sobre o tema.


Coleta seletiva: metas e origem da nova sacola


A ideia de criar um padrão de sacola que pudesse ser utilizada na coleta seletiva já tinha sido comentada pelo secretário municipal de serviços, Simão Pedro, em julho, quando Haddad e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participaram da inauguração da segunda central mecanizada de triagem entregue pela gestão petista.


Ampliar a coleta seletiva é uma das metas da gestão: até 2016, o percentual deve subir dos atuais 2% para 10%. A construção das unidades é de responsabilidade das concessionárias que exploram a coleta de lixo na cidade. As obras estão previstas como contrapartidas nos contratos firmados com as empresas.


As duas centrais já inauguradas ficam na Ponte Pequena, no Bom Retiro, e em Santo Amaro. A Prefeitura prevê a inauguração de uma unidade em São Mateus, na Zona Leste, em 2015 e uma na Vila Maria, na Zona Norte, em 2016.


Segundo o prefeito, a coleta seletiva está em 85 dos 96 distritos da cidade. Em 40 desses distritos, está universalizada, ou seja, em todas as ruas. Haddad disse que espera chegar a 2016 com a coleta seletiva universalizada.


Atualmente a cidade tem capacidade para processar 750 toneladas, das quais, 500 nas centrais mecanizadas de triagem. O prefeito diz que a utilização da sacola padrão é importante porque sem ela não tem como o caminhão de lixo saber onde está o lixo seco.


"Eu vou padronizar, vou dar as instruções, o horário da coleta seletiva. Vai virar um mecanismo de publicidade do programa. Hoje eu não tenho nenhuma publicidade do programa. Tanto é que triplicamos a capacidade de processamento da coleta seletiva, mas não triplicou a coleta seletiva. Preciso de um mecanismo educativo. Se os supermercados estão dispostos a fazer esse trabalho junto conosco, vamos ter quantos postos de venda educando a população?", disse o prefeito.


A meta também é de chegar a 2016 com capacidade de processar 25% do lixo seco da cidade. Hoje o processamento representa pouco menos de 20% do lixo seco.

 

Link da matéria: http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2015/01/sacolinhas-comuns-sairao-dos-supermercados-partir-de-fevereiro.html  

 

 

Fonte: G1

 

Enviar para um amigo
Envie para um amigo
[x]
Seu nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Comentário
 

 

Veja mais >>>

08/04/2020 16:46 - Piracanjuba doa mais de 50 mil litros de leite para entidades goianas e anuncia recursos
25/03/2020 11:25 - Cinco produtos sustentáveis para comprar, economizar e ajudar o meio ambiente
13/03/2020 11:24 - Novos hábitos de consumo impulsionam o fim da era do plástico
13/03/2020 11:17 - Procter & Gamble faz avanços significativos na reciclagem de plásticos
12/03/2020 11:31 - Minuto Pão de Açúcar de São Paulo passa a receber vidros para reciclagem
03/03/2020 11:26 - A Coca-Cola colhe os frutos do investimento em embalagens retornáveis
02/03/2020 12:20 - Rio de Janeiro tira de circulação um bilhão de sacolas plásticas em 6 meses de lei
20/02/2020 11:39 - Ambev vai transformar lixo em lixeiras
18/02/2020 11:18 - Lei que proíbe canudos de plástico começa a ser aplicada em São Paulo
14/02/2020 12:51 - Dove troca embalagens vazias por produtos novos
13/02/2020 12:52 - Do consumidor para o comércio e indústria: logística reversa em Mato Grosso do Sul
11/02/2020 15:43 - Consumidores têm dificuldade em identificar sustentabilidade nas marcas
07/02/2020 12:29 - Nestlé lança bot pelo WhatsApp que tira dúvidas sobre reciclagem
06/02/2020 12:24 - Startup Transforma Lixo em Dinheiro
06/02/2020 11:50 - Varejo acelera troca de plástico descartável

Veja mais >>>