Notícias do setor
Economia
Jurídico
Tecnologia
Marketing
Bebidas
Carnes / Peixes
Notícias Abras
Geral
Redes de Supermercados
Sustentabilidade
 









Você está em:
  • Notícias do setor »
  • Economia

Notícias do setor - Clipping dos principais jornais e revistas do Brasil

RSS Economia

08/10/2019 12:11 - Dia das Crianças: consumidores vão às compras, mas com cautela

Os consumidores estão dispostos a comprar neste Dia das Crianças. É o que mostra uma pesquisa realizada pela CNDL (Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). As entidades descobriram que 73% do público planeja ir às compras em função da data comemorada no próximo dia 12.

 

A pesquisa revela um aumento expressivo em relação ao ano passado, quando 66% compraram presentes na data. Para este ano, a expectativa é que o varejo movimento R$ 10,3 bilhões.

 

Animados, mas nem tanto

 

Apesar do crescimento, os consumidores ainda estão cautelosos. O levantamento mostra que a maioria dos entrevistados pretende tomar cuidado com as despesas. Cada pessoa deve gastar, em média, R$ 198,79 com presentes. No ano passado, a previsão era de um ticket médio de R$ 186,92.

 

Um terço dos entrevistados (33%) planeja adquirir dois presentes, enquanto 25% somente um. Entre os produtos mais procurados no Dia das Crianças estão bonecas e bonecos (45%), roupas e calçados (33%), jogos de tabuleiro (26%) e carrinhos e aviões de brinquedo (18%).

 

“Os dados de intenção de compra servem de termômetro para o fim de ano, ao trazer as primeiras impressões do que deve acontecer no Natal, principalmente em um momento em que muitos brasileiros estão sentindo os efeitos de um mercado de trabalho retraído e de uma economia que tem demorado a engrenar”, analisa o presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro Junior.

 

A maior parte dos entrevistados (39%) espera gastar a mesma quantia em relação ao ano passado. Outros 24% vão gastar menos e 21% têm intenção de desembolsar mais.

 

A principal razão para que haja um freio no consumo daqueles que pretendem gastar menos este ano deve-se ao orçamento apertado (33%), enquanto 28% desejam economizar, 15% têm intenção de pagar dívidas em atraso e 13% se veem impossibilitados de comprar por estarem desempregados.

 

Como e onde

 

Considerando as formas de pagamento mais utilizadas, 78% pretendem pagar à vista, especialmente em dinheiro (53%), e no cartão de débito (26%). Ao mesmo tempo, 36% devem optar pelo parcelamento, sobretudo no cartão de crédito (32%). Desses, a média estimada ficará entre três e quatro prestações — ou seja, quem preferir dividir as compras acabará pagando pelos presentes, pelo menos, até janeiro de 2020.

 

O lugar preferido dos consumidores para fazer suas compras são os shopping centers (45%), embora 39% optem pela internet, o que proporciona comodidade em pesquisar e encontrar seus presentes. Já 32% mencionaram que buscarão o tradicional comércio de rua.

 

Mesmo com a inflação em patamares baixos, 52% dos entrevistados avaliam que os preços dos produtos para crianças estão mais caros do que em 2018. Para 40%, os preços estão na mesma faixa e apenam 5% dizem estar mais baratos.

 

Fonte: No Varejo

Enviar para um amigo
Envie para um amigo
[x]
Seu nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Comentário
 

 

Veja mais >>>

10/07/2020 15:23 - Empresas poderão usar contratos com governo como garantia
10/07/2020 13:15 - INPC fica em 0,30% em junho, diz IBGE
10/07/2020 13:08 - Confiança da indústria mantém recuperação, revela CNI
10/07/2020 12:03 - IBGE: Desemprego tem 1ª queda após quatro semanas consecutivas de alta
09/07/2020 20:23 - Câmara aprova texto de MP que cria o Programa Emergencial de Acesso ao Crédito
09/07/2020 15:35 - Caixa libera saques e transferências dos aprovados no terceiro lote nascidos em abril
09/07/2020 15:15 - Varejo deve atenuar perdas do 2° trimestre
08/07/2020 15:39 - Vendas crescem 10% em junho e apontam recuperação do varejo
08/07/2020 15:36 - Governo quer tema na reforma tributária
08/07/2020 13:46 - GP-DI acelera alta a 1,60% em junho com pressão no atacado e varejo, diz FGV
08/07/2020 13:16 - Após tombo recorde com pandemia, vendas do comércio crescem 13,9% em maio, diz IBGE
07/07/2020 16:26 - Proposta de reforma retira benefícios tanto no IRPJ quanto no IRPF, diz Tostes
07/07/2020 16:22 - Recuperação em V está cada vez mais remota com avanço da covid-19
07/07/2020 13:17 - Comércio cresce 5% em maio na comparação com abril, diz Serasa Experian
07/07/2020 13:04 - Indicador da FGV que mede tendência de emprego mostra diminuição do pessimismo em junho

Veja mais >>>