Notícias do setor
Economia
Jurídico
Tecnologia
Marketing
Bebidas
Carnes / Peixes
Notícias Abras
Geral
Redes de Supermercados
Sustentabilidade
 









Você está em:
  • Notícias do setor »
  • Geral

Notícias do setor - Clipping dos principais jornais e revistas do Brasil

RSS Geral

22/04/2019 12:10 - Por ataque de pragas e doenças, quilo do tomate fica 71% mais caro em MT, diz IBGE

De acordo com um levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o preço do quilo do tomate aumentou 71%, nos últimos meses, em Mato Grosso. A razão, segundo os produtores, seria o ataque de pragas e doenças nas plantações do estado.

 

Na fazenda de João Sedane, em Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá, os 2 mil pés de tomate, plantados em dois barracões, foram atacados pela traça do tomateiro, uma espécie de lagarta pequena que compromete a qualidade dos frutos.

 

Com menos oferta de produto, os preços tendem a subir. Em outras safras, João já chegou produzir uma média de 300 caixas de tomate, hoje, só está conseguindo 50 caixas, por barracão.

 

A perda somada aos custos de produção fez com que agricultor aumentasse o valor do quilo para revenda para R$ 8, na tentativa de minimizar os prejuízos.

 

“No ano passado gastei R$ 5 mil para construir e fazer a plantação em um barracão, mas ainda não vendi nenhuma caixa de tomate para pagá-lo, a praga comeu tudo”, lamentou o produtor.

 

O custo que João tem para cultivar mil pés de tomate é R$ 5 mil, entre fornecedores e despesas para manter as plantações.

 

“Então, se eu coloco o preço muito baratinho, não consigo quitar dívida com os fornecedores. Este ano, o retorno não está compensando”, explicou.

 

Em outra propriedade no mesmo município, a guerra é contra os nematóides. Mesmo com toda a estrutura da estufa, com cobertura e proteção, a produção caiu consideravelmente.

 

De acordo com o produtor Jair Júnior, a falta de assistência técnica agrava a situação.

 

“Se a gente tivesse uma técnica que ajudasse a eliminar nematóides, conseguiria produzir mais e ficaria bom para todos, mas não temos nenhuma assistência, fica difícil”, destacou ele.

 

Na propriedade de Jari, a média de produção, este ano, é de 100 caixas para cada mil pés de tomate, com um custo de R$ 50 por caixa. Com a pouca oferta no mercado, ele tem conseguido vender cada caixa por R$ 100, com vinte quilos de tomate, cada uma.

 

O técnico da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Leonardo Dias, explica que o manejo de tomate é bem delicado. Segundo ele, a construção de estufas é fundamental.

 

“O agricultor precisa ter um cuidado maior durante o desenvolvimento da planta para ter uma produção de qualidade e livre de doenças”, alertou.

 

Ainda segundo o técnico, o agricultor precisa de cultivares resistentes e estudar o manejo mais adequado para cada situação.

 

“O cuidado precisa ser intenso em todo o período. Todos dias, tem que olhar a plantação para identificar pragas e conseguir combatê-la desde o início. A adubação tem que ser frequente, assim como a irrigação, para que no final do ciclo, haja uma boa produção”, explicou.

 

Fonte: G1 - Mato Grosso

 

 

 

Enviar para um amigo
Envie para um amigo
[x]
Seu nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Comentário
 

 

Veja mais >>>

10/07/2020 12:47 - Oportunidades de vendas que podem voltar no pós-pandemia
09/07/2020 15:18 - Coronavírus faz Nestlé criar centro de pesquisa e saber mais dos clientes
09/07/2020 13:02 - As preferências do consumidor nesta pandemia
09/07/2020 12:38 - Governo autoriza registro de 21 princípios ativos genéricos usados na formulação de agrotóxicos
08/07/2020 15:31 - As categorias que mais se destacam na pandemia
08/07/2020 15:29 - Classes C e D diminuem em 12% o consumo na quarentena, aponta fintech
07/07/2020 15:56 - Cade aprofunda análise sobre compra de margarinas da Bunge pela JBS
07/07/2020 15:53 - Preço da cesta básica cai em junho em 10 capitais
06/07/2020 15:59 - Abre promove painel sobre perdas e desperdício de alimentos
30/06/2020 15:16 - Varejo ampliado deve sofrer mais redução
30/06/2020 14:49 - SP multará em R$ 500 quem estiver nas ruas sem máscara
30/06/2020 12:46 - Campanha de vacinação contra gripe é prorrogada na capital paulista
29/06/2020 13:40 - Por que a Starbucks, Coca-Cola, Unilever e Diageo suspenderam publicidade nas redes
23/06/2020 15:11 - Isolados, 4 em cada 10 mudaram alimentação
23/06/2020 14:00 - Nova plataforma permite acompanhar medidas de enfrentamento à Covid-19 no país

Veja mais >>>