(299)
Jurídico
Apresentação
Membros do Comitê
» Notícias Jurídicas
 
Você está em:

Comitês

Relator inclui novos produtos na cesta básica desonerada 05/06/2013 às 17h

Entre os produtos que também serão desonerados, estão sucos integrais, camarões, mortadelas, linguiças, materiais escolares e de construção, produtos de limpeza e gás de cozinha 

 

No relatório apresentado nesta terça-feira à Comissão Mista, o Relator da Medida Provisória (MP) 609/13, que amplia a desoneração de produtos da cesta básica, Deputado Edinho Araújo (PMDB-SP), beneficia uma série de novos produtos. Entre eles, material escolar, de construção, produtos de limpeza e gás de cozinha.


Além disso, como já era previsto, Edinho Araújo incluiu no texto o conteúdo da MP (605/13) que permite ao Governo subsidiar a redução das contas de luz com recursos da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE).


Esta medida provisória perdeu a validade hoje porque não foi votada a tempo pelo Senado. O relator acatou o texto aprovado na Câmara na semana passada, com as alterações propostas pelo Relator na Comissão Mista.

 

Um pedido de vista coletivo adiou por cinco dias corridos a discussão e votação da MP 609/13.

Nova cesta


A MP 609/13 reduz a zero as contribuições para PIS/Pasep e Cofins incidentes sobre carnes, café, óleo, manteiga, açúcar, papel higiênico, pasta de dente e sabonete. Os demais produtos integrantes da cesta básica - arroz, feijão, farinhas, pão comum, massas alimentícias, leite e queijos - já são isentos desses tributos desde 2004, pela Lei 10.925/04.


Além dos produtos já mencionados, o relator incluiu na MP os seguintes gêneros alimentícios:
- carne de frango congelada, mortadelas e linguiças;
- camarões e ração para esses animais;
- café, mate, sucos integrais e açúcar;
- óleos vegetais em estado bruto;
- pão de forma e biscoitos Cream Cracker, água e sal Maria e Maizena;
- molho de tomate, vinagre e polvilho.

Setor agrícola


Foram incluídos ainda na lista de isenção tributária rações, suplementos minerais e ureia pecuária. O relator acatou também reivindicação do setor agrícola para estender a todos os tipos de máquinas utilizadas na agricultura a redução tributária já concedida a tratores e máquinas autopropulsadas.


Água sanitária, sabão em barra, desinfetantes, escovas de dente, absorventes higiênicos e fraldas descartáveis também passam a constar da composição da cesta básica desonerada. Segundo Edinho Araújo, a utilização destes produtos "traz reflexos positivos para a saúde pública, com redução de focos de infecção e moléstias".


Íntegra da proposta:


MPV-609/2013


Reportagem - Maria Neves


Edição - Newton Araújo

 



Fonte: Agência Câmara Notícias (04.06.2013)

 




Clipping Portal ABRAS


 

Últimas

» Alesp aprova antecipação do feriado de 9 de julho para próxima segunda-feira (25) em SP 22 de Maio 2020, às 14h
» Câmara aprova regras diferenciadas para recuperação judicial de empresas durante pandemia 22 de Maio 2020, às 14h
» Atos de agentes públicos durante a pandemia devem observar critérios técnicos e científicos 22 de Maio 2020, às 14h
» Guedes estuda nova versão da Carteira Verde Amarela 22 de Maio 2020, às 14h
» Cláusula de impenhorabilidade inserida por doador de imóvel não se aplica à execução trabalhistac 22 de Maio 2020, às 14h
» Consumidora que cancelou bilhetes aéreos para a Europa será ressarcida dentro de 1 ano 22 de Maio 2020, às 14h
» Informações processuais podem ser obtidas por telefone ou e-mail 22 de Maio 2020, às 14h
» TRT-RS regulamenta realização de audiências por videoconferência 22 de Maio 2020, às 14h
» Presidente do STF restabelece efeitos da MP que reduziu contribuição a instituições do Sistema S 19 de Maio 2020, às 14h
» Governo sanciona com vetos lei que cria linha de crédito para micro e pequenas empresas durante crise do coronavírus 19 de Maio 2020, às 14h

Ver mais »