(299)
Jurídico
Apresentação
Membros do Comitê
» Notícias Jurídicas
 
Você está em:

Comitês

MP e Instituto Alana atuarão juntos contra publicidade infantil abusiva 28/03/2013 às 13h

O MP/SP, o Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional - Escola Superior do MP e o Instituto Alana firmaram Termo de Cooperação para atuarem em conjunto no combate à Publicidade Infantil enganosa e/ou abusiva e na promoção de medidas em prol do consumo saudável de alimentos e consumo consciente pela coletividade.

 

O documento foi assinado pelo procurador-Geral de Justiça Márcio, Fernando Elias Rosa; pelo diretor da Escola Superior do MP e procurador de Justiça, Mário Luiz Sarrubbo, e pelo vice-presidente do Instituto, Alana Marcos Nisti.

 

Pelo acordo firmado, o Instituto vai disponibilizar ao MP/SP e à Escola Superior material didático que produz a respeito de publicidade infantil e consumo infantil. O MP vai fornecer subsídios e participar de ações conjuntas para o combate à publicidade infantil enganosa e/ou abusiva e para estimular o consumo saudável de alimentos e consumo consciente. A Escola Superior vai promover e sediar eventos, como palestras, debates e exibições de material audiovisual, sobre os dois temas.

 


Fonte: Migalhas.com.br (27.03.13)

 




Clipping Portal ABRAS


 

Últimas

» Ministro nega recurso em ação sobre correção de dívidas trabalhistas 03 de Julho 2020, às 14h
» Senado aprova MP que prorroga prazo para assembleias de sócios 03 de Julho 2020, às 14h
» Promulgada emenda que adia eleições municipais para novembro 03 de Julho 2020, às 14h
» Covid-19: sancionada lei que torna obrigatório uso de máscaras 03 de Julho 2020, às 14h
» Alerta sobre o aviso nº 43 do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro 03 de Julho 2020, às 14h
» Decreto atualiza o Regulamento da Previdência Social às regras da Nova Previdência 03 de Julho 2020, às 14h
» A equivocada discussão sobre o voto de qualidade no Carf 02 de Julho 2020, às 14h
» Transação extraordinária e transação por adesão são prorrogadas 02 de Julho 2020, às 14h
» Receita Federal prorroga até 31 de julho suspensão das ações de cobrança e mantém atendimento presencial para os serviços essenciais 02 de Julho 2020, às 14h
» Aumentar preços injustificadamente durante pandemia poderá ser crime contra economia popular 02 de Julho 2020, às 14h

Ver mais »