(299)
Jurídico
Apresentação
Membros do Comitê
» Notícias Jurídicas
 
Você está em:

Comitês

Indeferimento liminar de rescisória não é possível mesmo em caso de evidente ausência de violação da lei 31/01/2018 às 12h

O indeferimento liminar da petição inicial de uma ação rescisória não é possível mesmo quando o juiz considera evidente não ter havido a alegada violação de disposição legal.

 

Ao dar provimento a um recurso especial e determinar o recebimento da petição inicial e o regular processamento da ação, a Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) firmou entendimento de que o indeferimento liminar, nesses casos, se confunde com o julgamento de mérito da própria rescisória.

 

Para a relatora do caso, ministra Nancy Andrighi, sendo cabível ação rescisória fundada em violação de literal disposição de lei, a petição inicial deve ser recebida. “A partir daí, somente com a análise do mérito é que se poderá dizer se estão de fato presentes os requisitos necessários à efetiva rescisão do julgado”.

 

Nancy Andrighi citou precedentes do STJ que afirmam que a rescisória não pode ser liminarmente indeferida com base em fundamento que se confunde com o mérito da causa.

 

“No particular, a decisão monocrática do desembargador relator, não obstante revestida de indeferimento da petição inicial, na prática representou julgamento de improcedência do pedido, mas sem que houvesse a formação jurídica processual, mediante a citação da parte adversa, bem como sem oportunizar à autora, ora recorrente, a eventual demonstração de suas alegações”.

 

Arrendamento mercantil

Na origem, uma distribuidora de combustíveis ajuizou ação de indenização contra uma instituição financeira devido a diferenças monetárias em contratos de arrendamento mercantil assinados na década de 90. O pleito foi acatado, e após o trânsito em julgado da condenação, a financeira propôs a ação rescisória, alegando que a decisão violou lei federal e a jurisprudência do STJ.

 

Agora, com a decisão do STJ, o Tribunal de Justiça de Pernambuco deverá analisar novamente o caso, abrindo oportunidade para o contraditório e a ampla defesa.

 

Leia o acórdão.

 

Esta notícia refere-se ao(s) processo(s):REsp 1694267

 

 

Fonte: STJ (30.01.2018)




Clipping Portal ABRAS


Últimas

» Setor supermercadista distribuirá cartões de compras de alimentos para famílias vulneráveis 20 de Abril 2021, às 20h
» Governo destinará até R$ 15 bi para relançar BEm e Pronampe 20 de Abril 2021, às 12h
» Congresso rejeita três vetos e aprova projeto que viabiliza sanção do Orçamento 20 de Abril 2021, às 12h
» Medida Provisória libera mais R$ 2,69 bilhões para combate à pandemia 20 de Abril 2021, às 12h
» Receita disciplina entrega de documentos e interação em processos digitais 20 de Abril 2021, às 12h
» TRT 2ª REGIÃO – EXPEDIENTE E PRAZOS JUDICIAIS SÃO SUSPENSOS NESTA QUARTA-FEIRA (21), DIA DE TIRADENTES 20 de Abril 2021, às 12h
» TJPR – Entenda como funcionará a Justiça paranaense e o regime de trabalho com a publicação dos Decretos Judiciários nº 211/2021 e nº 218/2021 20 de Abril 2021, às 12h
» Pernoite em caminhão não dá direito a indenização por dano moral a motorista 20 de Abril 2021, às 12h
» Ação de produção antecipada de prova não dá direito a honorários de sucumbência 20 de Abril 2021, às 12h
» Homem condenado por falso testemunho em processo trabalhista tem pena mantida pelo TRF4 20 de Abril 2021, às 12h

Ver mais »