(299)
Jurídico
Apresentação
Membros do Comitê
» Notícias Jurídicas
 
Você está em:

Comitês

Já está em vigor novo prazo limite determinado pela Aneel para o corte de energia elétrica 16/12/2010 às 12h


As distribuidoras de energia têm, no máximo, 90 dias para cortar a luz de um consumidor inadimplente, respeitado o aviso de 15 dias antes de efetuado

 

Se depois de três meses de atraso da conta, o corte ainda não tiver sido feito, a luz tem que permanecer ligada e a empresa pode cobrar apenas administrativamente (como na Serasa) ou judicialmente os valores devidos. 

 

A conta de luz deixará de ser vinculada ao imóvel e será vinculada ao consumidor. As duas questões, reivindicações das entidades de defesa do consumidor, fazem parte do novo regulamento de prestação de serviço da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que prevê direitos e deveres dos consumidores. As medidas entraram em vigor no dia 1º de dezembro.

 

Anteriormente não havia prazo para o desligamento por inadimplência.. Com isto algumas distribuidoras, de grandes centros, alegavam que não cortavam a luz, apenas utilizavam esta possibilidade para forçar a negociação com o devedor e, desta forma, pegavam o consumidor de surpresa, com sobressaltos cortando a energia referente uma fatura que em tese, deixou de ser paga a muitos meses atrás, sendo que alguns consumidores já haviam descartado o comprovante de pagamento, ou esquecido da inadimplência. 

 

A nova regulamentação limita o corte em 90 dias, podendo ser cortado após o não pagamento do reaviso que vem impresso na fatura mensal da energia. 

 

Outra novidade do regulamento é quando uma empresa não cumprir prazos de serviço, como ligação e religação de energia. Ela terá que indenizar o consumidor. Hoje, a concessionária paga multa à Aneel e recebe advertência a Agência. Para isto, há uma forma de cálculo específico. Se uma empresa, por exemplo, ultrapassou o prazo máximo de religação de energia, o consumidor terá que receber um credito na próxima fatura.

 

A redução dos prazos de ligação e religação de energia também foi aprovada pelos diretores da Agencia ANEEL. Para as áreas urbanas, o tempo de ligação de energia de uma nova residência cai dos atuais três dias para dois dias. Para a indústria (alta tensão), o período que é de 10 dias foi reduzido para sete dias.

 

As noticias tem causado polêmica, pois alguns consumidores estão interpretando de forma errada, como se tivesse sido alterado o tempo de inadimplência para que o corte possa ser efetuado. Porém continua a exigência de que seja respeitado o aviso (reaviso impresso na fatura) de 15 dias antes de efetuado o corte.

Procon Municipal de Panambi-RS

Autor: Rosani Zachow – Coordenadora Executiva Procon Municipal de Panambi-RS

Fonte: ConsumidorRS (15.12.10)




Clipping Portal ABRAS


Últimas

» Sancionada, com vetos, lei que amplia o uso de assinatura eletrônica em documentos públicos 25 de Setembro 2020, às 14h
» AGU edita portaria sobre procedimento de ajuizamento de ações no Supremo 25 de Setembro 2020, às 14h
» MP abre crédito de R$ 10 bilhões para financiar Peac-Maquininhas 25 de Setembro 2020, às 14h
» CMN - Votos do Banco Central - Reunião de 24/09/2020 25 de Setembro 2020, às 14h
» TRT DA 2ª REGIÃO CANCELA DUAS SÚMULAS E DUAS TESES JURÍDICAS PREVALECENTES 25 de Setembro 2020, às 14h
» Empregado não incorpora gratificação de função exercida por mais de 10 anos 25 de Setembro 2020, às 14h
» Bens alienados fiduciariamente podem ser alvo de busca e apreensão 25 de Setembro 2020, às 14h
» PRIMEIRO GRAU DE JURISDIÇÃO DA JUSTIÇA DO TRABALHO DE SÃO PAULO RETOMA ATIVIDADES PRESENCIAIS A PARTIR DE 5 DE OUTUBRO 25 de Setembro 2020, às 14h
» Tribunal regulamenta Política de Privacidade e Proteção de Dados Pessoais no PJ paulista 25 de Setembro 2020, às 14h
» Receita Federal alerta que faltam 6 dias para encerramento do prazo de entrega das Declarações de ITR 2020 25 de Setembro 2020, às 14h

Ver mais »