Consumo de produtos lácteos, como o leite, cresce na pandemia

Leia em 3min

A pandemia não freou o consumo de produtos lácteos, ao contrário. Segundo um levantamento feito pela consultoria Nielsen, a venda de derivados de leite cresceu 5,3% no primeiro semestre deste ano em relação ao mesmo período do ano passado. Na categoria, produtos como creme de leite, requeijão, leite em pó, leite condensado, leite fermentado e leite UHT (Longa Vida) foram os que mais tiveram saída nos supermercados.

Segundo o economista Glauco Carvalho, pesquisador da Embrapa Gado de Leite, uma das unidades da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, o início da pandemia chegou a gerar apreensão, uma vez que o setor de food service representa cerca de 10% das vendas de leite no Brasil. “Mas o que vimos foi uma corrida das pessoas aos supermercados, o que acabou compensando esse primeiro impacto”, explica.

O economista acredita ainda que o Auxílio Emergencial do governo também tenha contribuído para o aumento do consumo. “O setor reagiu bem à crise e, em termos de abastecimento e estratégia, demonstrou bastante maturidade”, diz Carvalho. Prova disso é que, diferentemente do que chegou a ocorrer em alguns países, a grande maioria dos consumidores brasileiros (83%) afirmou ter encontrado com facilidade os produtos lácteos no mercado.

Comportamento do consumidor

Para acompanhar o comportamento do consumidor brasileiro de leite e derivados durante a pandemia, a Embrapa realizou, entre os dias 23 de abril e 3 de maio, uma pesquisa com 5.105 consumidores em todo o território brasileiro. O resultado mostrou que o derivado lácteo mais habitual nas compras dos brasileiros é o queijo. Apenas 3% dos participantes da pesquisa não consomem o produto. Na sequência, os consumidores têm o hábito de comprar manteiga, creme de leite, iogurte, leite condensado e leite UHT.

Mas o que chamou mesmo a atenção foi o fato de a marca ser apontada pelos consumidores como o fator mais importante na hora da compra dos derivados do leite, seguida pelo preço e pela qualidade. O resultado vai ao encontro do ranking Kantar Brand Footprint, que anualmente divulga um relatório global que mede a frequência com que as marcas estão sendo escolhidas ao redor do mundo.

Italac: líder no segmento e a terceira mais comprada no país

Neste ano, o estudo, baseado em pesquisa feita com 74% da população global, destacou a força das marcas locais, que representam 65,9% dos produtos colocados nos carrinhos de compras, enquanto a opção pelas globais ficou em torno de 34,1%. Entre as marcas nacionais mais presentes na vida dos brasileiros está a Italac. Considerada uma das maiores indústrias de lácteos do país, a empresa foi eleita a terceira na categoria de bens de consumo mais escolhida pelos brasileiros em 2019, atrás apenas de Coca-Cola e Ypê. A Italac também ocupa a liderança do ranking na categoria lácteos, marcando presença em oito de cada dez lares brasileiros.

Fundada em 1996 no estado de Goiás, a empresa vem lançando mão de algumas estratégias ao longo dos últimos anos para conquistar a liderança em sua categoria. Entre os esforços estão um portfólio variado, com o lançamento de produtos como leites UHT zero lactose e bebidas lácteas com whey protein.

Além disso, a empresa tem investido em tecnologia no campo e nas fábricas (capacidade instalada de produção de 7,1 milhões de litros por dia) e na capilaridade em vendas (produtos são encontrados em 20.000 pontos de venda). “Temos muito a agradecer aos mais de 17.000 produtores rurais, parceiros, fornecedores, além dos 3.300 colaboradores, que trabalham diariamente com amor, determinação e atenção a todos os detalhes para levar alimento do campo à casa dos consumidores”, afirma Andréia Alvares, gerente de marketing da Italac.


Fonte: Exame  


Veja também

Nestlé resiste à pandemia e eleva projeção de crescimento de vendas

A Nestlé melhorou sua projeção para o crescimento das vendas orgânicas em 2020 para cerca de ...

Veja mais
Nestlé lança primeiro Nestum biológico

A gama Nestum estreou no mercado o primeiro produto biológico. Composto por ingredientes biológicos, o nov...

Veja mais
Nestlé lança o primeiro Nescau Orgânico

O novo Nescau Orgânico chega para atender o público que busca por produtos com conceito de naturalidade e s...

Veja mais
Frimesa dá lança promoção "Um ano de mercado grátis"

  Neste momento de crise econômica ocasionada pela pandemia, a Frimesa oferece uma oportunidade aos bras...

Veja mais
Nestlé anuncia ampliar em 40% investimento no Brasil

A Nestlé, empresa transacional suíça do setor de alimentos e bebidas, prevê aumentar o invest...

Veja mais
PepsiCo firma parceria com PicPay para ajudar varejistas na pandemia

Para facilitar a compra de comerciantes, principalmente os pequenos e médios, mais impactados pela pandemia da CO...

Veja mais
Camil lança manifesto 'Comida de casa é Camil'

A comida feita em casa sempre teve a capacidade de resgatar memórias afetivas e nos últimos anos ganhou de...

Veja mais
Nutty Bavarian expande operação para supermercados, farmácias e lojas de conveniência

Os produtos da Nutty Bavarian agora estão à venda em cerca de 120 lojas do varejo, como Sam’s Club, ...

Veja mais
Bimbo Brasil desenvolve ações para cuidar da saúde emocional de seus colaboradores

Para cuidar da saúde mental e diminuir os impactos da nova rotina, propiciando um ambiente no qual o colaborador ...

Veja mais