Notícias do setor
Economia
Jurídico
Tecnologia
Marketing
Bebidas
Carnes / Peixes
Notícias Abras
Geral
Redes de Supermercados
Sustentabilidade
 









Você está em:
  • Notícias do setor »
  • Economia

Notícias do setor - Clipping dos principais jornais e revistas do Brasil

RSS Economia

21/07/2020 16:01 - Inflação pode sofrer escalada a longo prazo

A inflação no Brasil, muitas vezes, é tratada como um problema que ficou no passado. No entanto, conforme destaca a pesquisadora da área de economia aplicada do FGV Ibre Juliana Damasceno, o risco é real e permanente e tem de ser vigiado.

A pandemia do Covid-19 tem tornado essa realidade ainda mais evidente e pode ser uma das maiores responsáveis pela elevação maior dos preços no longo prazo, alerta a especialista. Isso está relacionado, em grande parte, ao endividamento público atual.

Outros profissionais consultados pelo Diário do Comércio concordam que o País poderá passar por um aumento da inflação daqui a uns dois ou três anos, embora descartem uma realidade como a que hoje vive a Argentina, por exemplo. No entanto, destaca o professor do Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais (Ibmec BH) Hélio Berni, a pressão maior nos preços vai depender da forma como o governo vai agir.

O professor lembra que os gastos públicos têm aumentado e há, atualmente, uma flexibilização do controle que tem sido feito ao longo dos cinco anos em cima do endividamento público. Existem muitas empresas quebrando por causa dos reflexos da pandemia do Covid-19 e pessoas estão perdendo seus postos de trabalho. A assistência financeira dada pela União existe hoje, mas poderá ter consequências mais tarde.

“Dependendo da maneira como o aumento do gasto for financiado, isso poderá gerar crescimento geral dos preços. Se o governo opta por aumentar a emissão de moeda para financiar esses gastos, pode gerar aumento da demanda agregada da economia e do nível geral de preço”, salienta ele.

O professor do Centro Universitário Estácio de Belo Horizonte, Ivan Melo, também chama a atenção para a possível emissão maior de moeda para financiamento do déficit e como isso poderá afetar os preços lá na frente. “Quanto mais moeda se emite, menor vai ser o seu valor e maior a inflação”, acrescenta.

Porém, esse não é o único fator preocupante. Juliana Damasceno ressalta também que com a dívida pública aumentando bastante, o mercado passa a ter medo de calote. Assim, há uma dificuldade de rolar a dívida. A medida que se toma, então, para pagar um título, é emitir mais título.

Com o risco de calote e o nível de dívida elevado em termos de Produto Interno Bruto (PIB), que atualmente está se aproximando dos 100%, o Tesouro encurta a dívida e paga a mais longa com a mais curta. “A dívida vai crescendo com o prazo mais curto. É preocupante”, diz a pesquisadora, que salienta, que, assim, a política monetária tem cada vez menos efeitos.

Possibilidades

 

Embora o risco do aumento da inflação seja real, ele não é para o curto prazo, lembra Juliana Damasceno. Atualmente, o que se tem é uma economia fraca, com pouca demanda e desemprego alto. Assim, consegue-se continuar baixando os juros.

Mas, mesmo falando do longo prazo, o professor Ivan Melo acredita que não chegaremos a ter uma inflação desenfreada.
“O real é uma moeda muito sólida. Não acredito que a gente vá ter uma inflação desenfreada, apesar de poder haver aumento da inflação. O Brasil tem fundamentos sólidos do controle da moeda e da inflação”, frisa.


Fonte: Diário do Comércio  

Enviar para um amigo
Envie para um amigo
[x]
Seu nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Comentário
 

 

Veja mais >>>

11/08/2020 15:28 - Vendas do varejo encolhem 8,8% na semana do Dia dos Pais, aponta indicador
11/08/2020 15:14 - Semana Brasil será realizada em setembro e deve ajudar na retomada da economia
11/08/2020 14:03 - Ipea: consumo aparente de bens industriais cresce 5,2% em junho
11/08/2020 13:59 - Produção industrial cresce em 14 locais em junho, diz IBGE
10/08/2020 18:07 - Faturamento do setor atacadista distribuidor cresce 10,17% em junho
10/08/2020 15:08 - Crédito do BNDES tem alta de 247,8%
10/08/2020 15:02 - Caixa deposita FGTS e novas parcelas do auxílio a partir desta segunda
10/08/2020 10:37 - Mercado financeiro projeta queda de 5,62% na economia este ano
07/08/2020 15:57 - Senado aprova teto para juros do rotativo e cheque especial
07/08/2020 15:54 - Inflação pelo IGP-DI sobe 2,34% em julho, diz FGV
07/08/2020 15:52 - Brasil tem taxa de informalidade de 37% no trimestre fechado em junho
07/08/2020 15:49 - BH tem inflação de 3,28% em 12 meses
07/08/2020 15:23 - Preços dos alimentos no mundo sobem pelo 2° mês consecutivo
07/08/2020 15:19 - Custo da cesta básica caiu em 13 capitais no mês de julho, diz Dieese
07/08/2020 13:48 - População desocupada sobe para 12,4 milhões em julho, diz IBGE

Veja mais >>>