Notícias do setor
Economia
Jurídico
Tecnologia
Marketing
Bebidas
Carnes / Peixes
Notícias Abras
Geral
Redes de Supermercados
Sustentabilidade
 









Você está em:
  • Notícias do setor »
  • Economia

Notícias do setor - Clipping dos principais jornais e revistas do Brasil

RSS Economia

26/05/2020 15:12 - Mercado prevê queda do PIB de até 11%

Os efeitos da pandemia do novo coronavírus sobre a economia brasileira fazem as instituições financeiras traçarem cenários cada vez mais pessimistas para 2020. No Sistemade Expectativas do Banco Central, atualizado ontem juntamente com o Relatório de Mercado Focus, já existe pelo menos uma instituição que projeta retração de 11,00% do Produto Interno Bruto (PIB) este ano. No Focus, a mediana atual das projeções de todas as instituições financeiras para o PIB em 2020 é de queda de 5,89%, mas este parâmetro vem piorando nas últimas 15 semanas - portanto, desde o início de fevereiro, quando a avaliação era de que o surto do novo coronavírus poderia ficar restrito à China. Após o tombo deste ano, os economistas esperam que a recuperação econômica em 2021 seja firme.

 

O Focus indica que a mediana das projeções para o PIB no próximo ano está em 3,5% - um percentual que, se confirmado, será o maior desde 2011, quando a economia avançou 4%. No entanto, o Sistema de Expectativas revela que pelo menos uma instituição é bem mais pessimista em relação ao crescimento de 2021: a projeção é de alta de apenas 1% para o PIB no próximo ano.

 

CONTAS PÚBLICAS

 

Outro ponto de preocupação para os economistas é o impacto das medidas de socorro referente à covid-19 nas contas públicas. Os números do BC mostram que, no fim de abril, a dívida bruta do governo geral estava em 78,4% do PIB.

Com a crise provocada pelo novo coronavírus - que eleva o rombo fiscal e reduz o PIB - a expectativa entre os economistas do mercado financeiro é de que este percentual supere os 80% nos próximos meses.

 

TAXA SELIC

 

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto,afirmou durante reunião com representantes do setor de cooperativas que o Comitê de Política Monetária (Copom) do BC considera um “último ajuste” para a Selic (a taxa básica de juros), atualmente em 3% ao ano. De acordo com ele, este ajuste não será maior que o anterior, de 0,75 pontos. No início de maio, o BC cortou a Selic em 0,75 ponto percentual, de3,75% para 3% ao ano. O próximo encontro do Copom está marcado para junho.

 

Fonte: A Tribuna 

Enviar para um amigo
Envie para um amigo
[x]
Seu nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Comentário
 

 

Veja mais >>>

03/07/2020 17:48 - Indústria de transformação começa a reagir em junho
03/07/2020 15:33 - Rendimento dos brasileiros caiu a 82% da renda média em maio, diz pesquisa
03/07/2020 15:28 - Governo prorroga IOF zero para operações de crédito por mais três meses
03/07/2020 12:07 - Não há contradição em eventual ajuste para Selic ser residual em meio à inflação baixa
03/07/2020 12:02 - Contração de serviços no Brasil perde força em junho mas corte de empregos é recorde
02/07/2020 12:07 - Auxílio emergencial já beneficiou 4,2 mi de MEIs
02/07/2020 10:37 - Brasil deve deixar de bancar empresas ineficientes no pós-pandemia, diz BID
02/07/2020 10:21 - Depois de dois meses em queda, produção industrial cresce 7% em maio
01/07/2020 15:22 - Governo federal anuncia prorrogação do auxílio emergencial por mais dois meses
01/07/2020 14:13 - Inflação da indústria acelera para 1,22% em maio, aponta IBGE
01/07/2020 14:00 - 11,7 mi de trabalhadores formais já tiveram redução de salário ou contrato suspenso
30/06/2020 15:34 - Programa de suspensão de contrato e redução de jornada será estendido
30/06/2020 15:23 - Inflação pelo IGP-M acelera 1,56% no mês
30/06/2020 14:51 - ME e EPP podem acessar informações sobre a receita bruta para acesso ao Pronampe
30/06/2020 14:29 - Brasil pode se recuperar mais rápido que outros países, diz Guedes

Veja mais >>>