Notícias do setor
Economia
Jurídico
Tecnologia
Marketing
Bebidas
Carnes / Peixes
Notícias Abras
Geral
Redes de Supermercados
Sustentabilidade
 











Você está em:
  • Notícias do setor »
  • Economia

Notícias do setor - Clipping dos principais jornais e revistas do Brasil

RSS Economia

11/05/2020 16:04 - Indicador Antecedente de Emprego em abril cai ao menor nível histórico, diz FGV

O Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp) despencou 42,9 pontos na passagem de março para abril, para 39,7 pontos, menor nível da série histórica iniciada em 2008, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV). A queda mensal foi recorde.

“Os impactos da pandemia de coronavírus se mostram cada vez mais fortes no IAEmp. O resultado do mês registra um aumento do pessimismo em relação ao mercado de trabalho. Os níveis recordes de incerteza tornam empresários e consumidores cautelosos, gerando uma deterioração das expectativas nos próximos meses”, avaliou Rodolpho Tobler, economista do Instituto Brasileiro de Economia da FGV (Ibre/FGV), em nota oficial.

O Indicador Coincidente de Desemprego (ICD) subiu 5,9 pontos em abril ante março, para 98,4 pontos. “Não há, no curto prazo, expectativa de reversão da tendência negativa iniciada nos últimos dois meses e aprofundada em abril”, completou Rodolpho Tobler.

O ICD é um indicador com sinal semelhante ao da taxa de desemprego, ou seja, quanto maior o número, pior o resultado. Já o IAEmp sugere expectativa de geração de vagas adiante, quanto menor o patamar, menos satisfatório o resultado.

O ICD é construído a partir dos dados desagregados, em quatro classes de renda familiar, da pergunta da Sondagem do Consumidor que procura captar a percepção sobre a situação presente do mercado de trabalho. O IAEmp é formado por uma combinação de séries extraídas das Sondagens da Indústria, de Serviços e do Consumidor, todas apuradas pela FGV. O objetivo é antecipar os rumos do mercado de trabalho no País.

No IAEmp, todos os sete componentes tiveram forte redução em abril. O item que mede as expectativas para a indústria para os próximos seis meses caiu 76,3 pontos, enquanto o componente que mede a situação corrente dos negócios da indústria recuou 65,1 pontos.

No ICD, a alta em abril foi influenciada por todas as quatro classes de renda familiar. A maior contribuição para a média final foi das famílias com renda mais baixa, de até R$ 2.100 mensais (8,7 pontos), seguida pela faixa mais rica, com renda acima de R$ 9.600 mensais (7,9 pontos).


Fonte: Isto É  

Enviar para um amigo
Envie para um amigo
[x]
Seu nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Comentário
 

 

Veja mais >>>

03/06/2020 15:48 - Vendas na capital paulista recuam 67% em maio, diz ACSP
03/06/2020 15:37 - Auxílio Emergencial: Caixa libera saques da 2ª parcela para nascidos em abril
03/06/2020 15:35 - Indústria do Brasil tem perdas recordes em abril com queda generalizada da produção
03/06/2020 15:14 - Aos trancos e barrancos, reabertura da economia avança no Brasil
03/06/2020 14:57 - Comércio protocola ações de segurança para reabertura em São Paulo
03/06/2020 14:43 - Vendas no varejo têm queda de 31,8% em abril
03/06/2020 14:32 - Consumo em restaurantes ainda é o mais afetado pela pandemia
03/06/2020 14:17 - Diretor do BC diz que não vê Selic em 2,25% ao ano como nível que não possa ser cruzado
02/06/2020 16:44 - Confiança do empresário do comércio em maio tem a maior queda da série, diz CNC
02/06/2020 16:34 - Caixa libera saques e transferências da 2ª parcela para nascidos em março
02/06/2020 16:26 - Após queda do PIB, governo quer incentivar exportações
02/06/2020 16:16 - BC defende manutenção de meta de inflação para 2020
02/06/2020 16:07 - O desemprego na pandemia: mais que Direito e Economia
02/06/2020 15:55 - O impacto da pandemia nos mercados financeiros
02/06/2020 14:22 - Governo oferece garantia em empréstimo para pequena e média empresa

Veja mais >>>