Notícias do setor
Economia
Jurídico
Tecnologia
Marketing
Bebidas
Carnes / Peixes
Notícias Abras
Geral
Redes de Supermercados
Sustentabilidade
 
Você está em:
  • Notícias do setor »
  • Economia

Notícias do setor - Clipping dos principais jornais e revistas do Brasil

RSS Economia

12/02/2020 18:22 - Após cinco cortes, BC observará economia antes de baixar novamente a Selic

O ciclo de cortes na taxa básica de juros da economia, a Selic, não deve continuar em 2020. Depois do ajuste na semana passada que fez a taxa atingir o patamar histórico de 4,25% ao ano, a ata da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) divulgada nesta terça-feria, 11, mostra que é necessário deixar a economia reagir a série de ajustes seguidos, iniciados em julho do ano passado. O comitê prega cautela para entender se o grau de ociosidade da economia é o imaginado, devido dados divergentes. Enquanto a produção industrial não sobe, o desemprego cai.

No comunicado de quarta-feira passada divulgado logo após o corte em 0,25 ponto porcentual na Selic, o BC já havia sinalizava que os ajustes haviam chegado ao fim.

O Copom afirma que é necessário entender qual é o grau de recuperação econÒmica, já que os indicadores apontam para lados diferentes. Apesar da melhora no mercado de trabalho, em que houve queda na taxa de desemprego em 2019, fechando o ano com 11,6 milhões de desempregados, a produção industrial foi abaixo do esperado, caindo 1,1% no ano passado.

"Alguns membros avaliaram que o esgotamento do modelo de alocação centralizada de capital e a longa duração da recessão podem ter produzido restrições de oferta. Nesse sentido, a dicotomia dos últimos dados sugere que pode haver menos espaço de ociosidade do que o mensurado por métodos tradicionais." Entretanto, outros membros ainda acreditam que a ociosidade é alta, sinaliza a ata.

Na visão do Copom, as expectativas sobre a inflação, um dos patamares para a elevação ou afrouxamento da política monetária, estão sob controle Segundo o comitê, a disparada no preço das carnes no fim de 2019 "antecipou inflação do ano-calendário 2020". A previsão atual do mercado financeiro é que o IPCA feche o ano em 3,25%, abaixo da meta de 4%.

O BC acendeu também o alerta para as consequências da crescente epidemia de coronavírus no crescimento global, o que poderia impactar na condução dos juros brasileiros. "A consequência desses efeitos para a condução da política monetária dependerá da magnitude relativa da desaceleração da economia global versus a reação dos ativos financeiros", frisou a autoridade monetária.

 

Fonte: Veja

Enviar para um amigo
Envie para um amigo
[x]
Seu nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Comentário
 

 

Veja mais >>>

20/02/2020 11:35 - Instalada comissão mista do Congresso que analisará reforma tributária
20/02/2020 11:34 - BC altera regras do compulsório e injeta R$ 135 bilhões na economia a partir de março
20/02/2020 11:25 - Recuperação gradual da economia brasileira atinge todas as regiões
20/02/2020 11:18 - Vendas do varejo na Capital aumentam 1,8%
19/02/2020 15:44 - Apesar do 2019 decepcionante, confiança na indústria está com tudo
19/02/2020 15:43 - Economia brasileira continua a se recuperar mesmo com incerteza no cenário externo, diz BC
19/02/2020 15:41 - Desempenho das pequenas indústrias melhora
19/02/2020 11:51 - Vendas da indústria de alimentos crescem 2,3% em 2019
18/02/2020 11:28 - Economia brasileira cresceu 1,2% em 2019, aponta monitor do PIB da FGV
18/02/2020 11:15 - Reforma tributária: alíquotas podem subir até 600%, alertam empresários

Veja mais >>>