Notícias do setor
Economia
Jurídico
Tecnologia
Marketing
Bebidas
Carnes / Peixes
Notícias Abras
Geral
Redes de Supermercados
Sustentabilidade
 
Você está em:
  • Notícias do setor »
  • Economia

Notícias do setor - Clipping dos principais jornais e revistas do Brasil

RSS Economia

27/12/2019 16:50 - Desemprego cai e atinge 11,9 milhões, mas informalidade bate recorde

A taxa de desemprego fechou em 11,2% no trimestre encerrado em novembro, caindo tanto comparação com o trimestre anterior, quando a taxa registrada foi de 11,8%, quanto em relação ao mesmo trimestre de 2018 (11,6%). O recuo no desemprego foi acompanhado, mais uma vez, pelo aumento das vagas sem carteira de trabalho assinada, que bateram recorde, num sinal dos desafios para o mercado de trabalho em 2020.

 

A população desocupada, de 11,9 milhões de pessoas, também caiu em ambas as comparações: -5,6% (ou 702 mil pessoas a menos) em relação ao trimestre anterior e -2,5% (300 mil pessoas a menos) em relação ao mesmo trimestre de 2018.

 

O nível de desocupação é o mais baixo desde o trimestre encerrado em maio de 2016 (quando também bateu 11,2%). Para trimestres encerrados em novembro, é o menor desde 2015, quando a taxa ficou em 9%. Os dados fazem parte da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) Contínua, divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

 

 A pesquisa não usa só os trimestres tradicionais, mas períodos móveis (como fevereiro, março e abril; março, abril e maio etc.). As vagas temporárias abertas no comércio por causa das datas comemorativas de fim de ano contribuíram para a queda de 0,7 ponto percentual na taxa de desocupação. É a maior redução da série histórica, junto com a do trimestre encerrado em agosto de 2017.

 

Segundo a analista da pesquisa do IBGE, Adriana Beringuy, o resultado confirma a sazonalidade esperada para essa época do ano.

Trabalhadores por conta própria batem recorde Houve aumento de 1,1% na geração de empregos com carteira de trabalho, totalizando 33,4 milhões de pessoas, o maior crescimento desde o trimestre encerrado em maio de 2014. Mas também aumentou a informalidade.

 

O número de trabalhadores por conta própria, como motoristas de aplicativo ou ambulantes, cresceu 1,2% e agora soma 24,6 milhões de pessoas, um novo recorde. A categoria dos empregados sem carteira de trabalho assinada no setor privado (11,8 milhões de pessoas) ficou estatisticamente estável em ambas as comparações. Com isso, a população ocupada de carteira assinada atingiu 38,8 milhões de pessoas.

 

Total de pessoas ocupadas cresce A população ocupada chegou a 94,4 milhões, novo recorde da série histórica, crescendo em ambas as comparações: 0,8% (mais 785 mil pessoas) em relação ao trimestre anterior e 1,6% (mais 1,5 milhão de pessoas) em relação ao mesmo trimestre de 2018. Já a população fora da força de trabalho (65,1 milhões) ficou estável em ambas as comparações.

 

Os desalentados (4,7 milhões) também ficaram estatisticamente estáveis em ambas as comparações. "O mercado melhorou em 2019 em termos numéricos, mas ainda tem muito a avançar numérica e qualitativamente", disse Beringuy.

 

Metodologia da pesquisa A Pnad Contínua é realizada em 211.344 casas em cerca de 3.500 municípios. O IBGE considera desempregado quem não tem trabalho e procurou algum nos 30 dias anteriores à semana em que os dados foram coletados.

 

Existem outros números sobre desemprego, apresentados pelo Ministério da Economia, com base no Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados). Os dados são mais restritos porque consideram apenas os empregos com carteira assinada.

 

Fonte: Uol

Enviar para um amigo
Envie para um amigo
[x]
Seu nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Comentário
 

 

Veja mais >>>

28/01/2020 13:07 - FecomercioSP: Alimentos e bebidas puxam alta no custo de vida das famílias paulistanas
27/01/2020 15:12 - Confiança do comércio sobe em janeiro e atinge maior nível desde fevereiro de 2019
27/01/2020 13:14 - Guedes sinaliza imposto para doces e bebidas
24/01/2020 11:35 - Brasil cria 644 mil empregos formais em 2019, melhor resultado em 6 anos
23/01/2020 16:55 - Tabela do frete agrava distorções no transporte de carga e afeta preços, diz CNI
23/01/2020 16:52 - Consumidores brasileiros esperam inflação de 5% nos próximos 12 meses
23/01/2020 13:25 - Consumo no Brasil apresentou índices positivos em novembro
23/01/2020 13:20 - Carne ainda pesa no orçamento e prévia da inflação de janeiro é de 0,71%
23/01/2020 13:08 - Expectativa de inflação para os próximos 12 meses aumenta, aponta FGV
22/01/2020 12:48 - Comércio cresce 2% em 2019 e vendas do Natal registraram alta de 4,1%, diz Serasa

Veja mais >>>