Notícias do setor
Economia
Jurídico
Tecnologia
Marketing
Bebidas
Carnes / Peixes
Notícias Abras
Geral
Redes de Supermercados
Sustentabilidade
 











Você está em:
  • Notícias do setor »
  • Economia

Notícias do setor - Clipping dos principais jornais e revistas do Brasil

RSS Economia

08/11/2019 12:49 - IPCA tem alta mais fraca para outubro em 21 anos e vai abaixo do piso da meta em 12 meses

 

Os preços no Brasil voltaram a subir em outubro conforme esperado, mas ainda assim registraram o menor patamar para o mês em 21 anos, e a inflação oficial em 12 meses foi abaixo do piso da meta.

 

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) teve alta de 0,10% em outubro, depois de variação negativa de 0,04% em setembro, informou nesta quinta-feira o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Esse foi o resultado mais baixo para um mês de outubro desde 1998 (+0,02%) e ficou em linha com a expectativa em pesquisa da Reuters de avanço de 0,09% no mês.

 

Em 12 meses, o IPCA passou a registrar avanço de 2,54%, abaixo de 2,89% até setembro. Com isso a inflação vai abaixo do piso da meta oficial para 2019, de 4,25% pelo IPCA com margem de 1,5 ponto percentual para mais ou menos.

 

É o menor resultado nessa base de comparação em dois anos, repetindo a taxa de 2,54% vista em setembro de 2017, e também ficou em linha com a expectativa na pesquisa de alta de 2,52%.

 

A inflação fraca permanece respaldando a decisão do BC de adotar afrouxamento da política monetária. A autoridade monetária cortou a taxa básica de juros Selic em 0,5 ponto percentual em outubro, a 5% ao ano, e indicou com clareza que deverá repetir a dose em sua próxima decisão.

 

Para além disso, entretanto, a postura é de cautela em relação aos fatores que podem pressionar a inflação para cima diante da falta de comparativos históricos sobre as reações observadas num ambiente de Selic tão baixa.

 

Os dados do IBGE mostram que os principais pesos foram exercidos pelas altas de Vestuário (0,63%), Saúde e cuidados pessoais (0,40%) e Transportes (0,45%). 

Já Alimentação e bebidas, com importante peso no bolso dos brasileiros, deixou para trás a queda de 0,43% em outubro e passou a subir 0,05%.

 

Por outro lado, três grupos registraram queda nos preços, com destaque para o recuo de 0,61% em Habitação, devido principalmente ao item energia elétrica (-3,22%). 

Também apresentaram deflação Artigos de Residência e Comunicação, respectivamente de 0,09% e 0,01%.

 

Fonte: Reuters

 

 

Enviar para um amigo
Envie para um amigo
[x]
Seu nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Comentário
 

 

Veja mais >>>

03/06/2020 15:48 - Vendas na capital paulista recuam 67% em maio, diz ACSP
03/06/2020 15:37 - Auxílio Emergencial: Caixa libera saques da 2ª parcela para nascidos em abril
03/06/2020 15:35 - Indústria do Brasil tem perdas recordes em abril com queda generalizada da produção
03/06/2020 15:14 - Aos trancos e barrancos, reabertura da economia avança no Brasil
03/06/2020 14:57 - Comércio protocola ações de segurança para reabertura em São Paulo
03/06/2020 14:43 - Vendas no varejo têm queda de 31,8% em abril
03/06/2020 14:32 - Consumo em restaurantes ainda é o mais afetado pela pandemia
03/06/2020 14:17 - Diretor do BC diz que não vê Selic em 2,25% ao ano como nível que não possa ser cruzado
02/06/2020 16:44 - Confiança do empresário do comércio em maio tem a maior queda da série, diz CNC
02/06/2020 16:34 - Caixa libera saques e transferências da 2ª parcela para nascidos em março
02/06/2020 16:26 - Após queda do PIB, governo quer incentivar exportações
02/06/2020 16:16 - BC defende manutenção de meta de inflação para 2020
02/06/2020 16:07 - O desemprego na pandemia: mais que Direito e Economia
02/06/2020 15:55 - O impacto da pandemia nos mercados financeiros
02/06/2020 14:22 - Governo oferece garantia em empréstimo para pequena e média empresa

Veja mais >>>