Notícias do setor
Economia
Jurídico
Tecnologia
Marketing
Bebidas
Carnes / Peixes
Notícias Abras
Geral
Redes de Supermercados
Sustentabilidade
 
Você está em:
  • Notícias do setor »
  • Bebidas

Notícias do setor - Clipping dos principais jornais e revistas do Brasil

RSS Bebidas

14/10/2015 10:53 - Justiça: cai lei sobre venda de água mineral

                                               Desembargadores do TJ decidem que exigências eram ilegais



A criação de condições diferenciadas do resto do país para comercializar um produto no estado poderia ser nociva, elevando custos.

Depois de muita polêmica, a Justiça bateu o mar telo. O Órgão Especial do Tribunal de Justiça decidiu ontem, por unanimidade, considerar inconstitucional a Lei estadual 6.690, do ano passado, que regulamentava a venda de água mineral em vasilhames retornáveis. A lei, de autoria da ex- deputada Inês Pandeló ( P T ), foi sancionada, mas era alvo de uma ação da Firjan.

O colegiado do Órgão Especial acompanhou o voto do desembargador Claudio de Mello Tavares, relator do processo. Segundo a sentença, a lei invadiu a competência do Executivo, a quem cabe dispor, privativamente, sobre a matéria, “ao estabelecer critérios de observância compulsória pelas empresas”. Ainda segundo o relator, “a violação afronta o princípio da separação dos poderes”. O relator destacou ainda parecer da Procuradoria do Estado, alertando que a criação de condições diferenciadas do resto do país para comercializar um produto no estado poderia ser nociva, elevando custos, que acabariam sendo repassados para o consumidor.

A legislação derrubada exigia que recipientes de água mineral de 10 a 20 litros deveriam ter a marca serigrafada da fonte envasadora. Em caso de descumprimento, a empresa responsável poderia ser multada em cinco mil Ufirs, equivalente a cerca de R$ 13,5 mil. Ao GLOBO, a assessoria da Firjan informou que a decisão foi acertada e prevaleceu o bom senso.

A ex- deputada Inês Pandeló, que não concor reu nas eleições passadas, disse que sua intenção ao apresentar o projeto de lei foi proteger o consumidor, já que, na época, segundo ela, “havia denúncias de água mineral vendida sem procedência conhecida”.

 

Veículo: Jornal O Globo

Enviar para um amigo
Envie para um amigo
[x]
Seu nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Comentário
 

 

Veja mais >>>

18/02/2020 11:02 - WOW! Nutrition apresenta Sufresh 100% Fruta
17/02/2020 12:08 - Coca-Cola tem primeira mulher no comando do marketing no Brasil
14/02/2020 12:19 - Brasil se torna o maior mercado da Heineken
12/02/2020 15:42 - Tendências de consumo no mercado de vinhos em 2020
06/02/2020 12:00 - Estrella Galicia retoma projeto de produzir cervejas em Minas
06/02/2020 11:57 - Concorrentes avançam sobre a Ambev
05/02/2020 12:04 - Em ritmo oposto ao da indústria, produção de bebidas alcoólicas cresce 4,8% em 2019
04/02/2020 11:40 - Coca Cola vai digitalizar ponta de gôndolas no PDV
03/02/2020 12:41 - Unilever estuda vender a marca Lipton
31/01/2020 12:50 - Varejo 4.0: lojas sem caixa nem estoque exigem mudanças nos vendedores

Veja mais >>>