Supermercado Vipi colhe primeiros resultados da geração de energia solar fotovoltaica

O supermercado Vipi de São Miguel do Oeste (SC) já tem um balanço do primeiro trimestre de funcionamento do novo sistema de geração de energia fotovoltaica, proporcionando uma redução média de 62% em relação à situação anterior, quando toda a energia consumida vinha da fonte convencional fornecida pela concessionária. A perspectiva para os próximos meses é que a geração de energia aumente e o resultado possa chegar bem perto de zerar a conta da loja. O Supermercado Vipi foi a primeira unidade de supermercado a instalar um sistema de captação de energia solar (placas fotovoltaicas) em Santa Catarina dentro do projeto de parceria entre a Associação Catarinense de Supermercados (ACATS) e a Engie Solar.

Francisco Crestani, sócio diretor da rede Vipi, afirmou que o resultado deste primeiro trimestre está dentro da expectativa. “Junho, julho e agosto, historicamente, registram as piores médias de captação do sistema porque a luz do sol é mais fraca, tem mais dias chuvosos e eles são mais curtos, característica do inverno. Agora daqui para diante devemos ter resultados muito melhores e temos chance de nos aproximar do volume inicialmente projetado, de alcançar 88% de captação cobrindo a conta total de energia e quem sabe gerando inclusive acima da nossa necessidade, o que coloca este excedente na rede para um futuro bônus de reuso”, afirma.

O sistema instalado pela Engie Solar no VIpi Supermercados contém 320 módulos fotovoltaicos que ocupam 900 metros quadrados da área do telhado da loja localizada na Avenida Willy Barth, em São Miguel do Oeste. A instalação destas placas cobrindo praticamente toda a área de telhado proporcionou um ganho extra, segundo Crestani, porque a ´sombra´ dos paineis passou a proporcionar a diminuição da temperatura interna da loja em torno de 2 a 3 graus, o que acaba gerando menos demanda de ar condicionado.

A inciativa de instalação na loja da rede Vipi Supermercados faz parte do projeto “Supermercados Solares”, parceria da Engie com a Acats, que tem o objetivo de motivar os supermercadistas catarinenses a gerarem sua própria energia elétrica através de uma fonte limpa e renovável, como a energia solar fotovoltaica.

Além dos benefícios diretos da geração do sistema, a parceria também prevê descontos de até 20% no preço de aquisição dos sistemas de geração de energia solar fotovoltaica, contando com o apoio do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), que oferta linhas especiais de financiamento com prazos que podem chegar a oito anos para os supermercados que querem fazer parte do programa.

De acordo com o presidente da Associação Catarinense de Supermercados (ACATS), Paulo Cesar Lopes, com o tarifaço da energia de 2015 o insumo acabou subindo para ser o segundo mais significativo das empresas, perdendo apenas para a folha salarial. “Os supermercados possuem alta demanda de energia elétrica, além dos sistemas de refrigeração e iluminação e as grandes áreas livres nos telhados das lojas e de estacionamentos fazem dos supermercados estabelecimentos ideais para adotar a energia solar, e foi nessa solução que é também totalmente sustentável que a ACATS pensou”.

Crestani também observa que a solução do uso de fontes sustentáveis de energia, como esta do sistema fotovoltaico, inclusive está ganhando espaço nas propostas de candidatos a presidente deste ano. “Isso é muito bom para chamar a atenção para o potencial futuro desta solução. E enquanto os presidenciáveis discutem a alternativa nós aqui já executamos na prática”, disse o empresário. 

Fonte: Assessoria de Comunicação da ACATS