Programa de Reciclagem da Via Varejo contribui para a geração de renda de 41 famílias

A ampliação da abrangência do Reviva, o programa de reciclagem da Via Varejo, comprovou em 2016 os ganhos ambientais, sociais e financeiros combinados por essa iniciativa. Criada em 2008 em São Paulo, a iniciativa realiza coleta seletiva em prédios administrativos, lojas e centros de distribuições da companhia, além de fazer a logística reversa de embalagens (caixas de papelão, isopor, plástico e outros materiais descartados pelos clientes no recebimento das mercadorias) de volta para a Central de Triagem, localizada no Centro de Distribuição de Jundiaí (SP).

A decisão da Via Varejo de transferir a gestão do seu processo próprio de triagem no CD de Jundiaí (SP) para uma cooperativa parceira, a Cooper Viva Bem, consolidou em 2015 uma etapa importante da evolução dessa boa prática para um modelo de negócios inclusivo e sustentável. Nesse mesmo ano, o Reviva foi implementado em Pernambuco e Ceará. Essa expansão avançou em 2016 para os Estados do Rio de Janeiro e Bahia, somando hoje 617 filiais.

Os resultados dessa prática totalizaram, no ano passado, a triagem 8,5 mil toneladas de materiais recicláveis (caixas de papelão, isopor, plástico e outros materiais) pela CTRS de Jundiaí. Parte dos recursos obtidos com a venda desse material contribuiu diretamente para a geração da renda de 41 famílias dos cooperados da Cooper Viva Bem.

Em longo prazo, e sempre em parceria com cooperativas, a meta é que o Reviva opere em todos os pontos da Via Varejo e realize a destinação correta de todos os materiais recicláveis enviados pelas lojas Casas Bahia e Ponto Frio, prédios administrativos e centros de distribuição da Via Varejo. Esse gerenciamento considera, ainda, as embalagens oriundas da logística reversa e descartadas pelos clientes ao receberem suas mercadorias.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação da Via Varejo