(418)
SuperHiper
Última Edição
Redação
Equipe comercial
Assine
Edições Anteriores
Publicidade
» Internacional
 
Você está em:

SuperHiper

Artigo: O tal do "One Stop Shop" 06/12/2019 às 13h

* Antonio Carlos Ascar

 

 

Este é um termo em inglês muito antigo do varejo que define para o mercado americano e mundial uma loja ou local onde você pode comprar de tudo, de alimentos a não alimentos, têxteis, eletrônicos, livros etc,. Pode ser um shopping center com um supermercado, ou principalmente uma grande loja operando alimentos e não alimentos, como é o caso das super lojas, de um hipermercado ou um power center, ainda desconhecido no Brasil.

 

Com o começo de declínio do formato hipermercado, principalmente na Europa e no Brasil, este termo começa também a ser usado para designar um local onde você pode comprar não de tudo, mas vários produtos e serviços que, seguramente, farão você ganhar tempo. Esse tempo que ainda é muito precioso para todos.


Trago para vocês esse termo sendo agora usado para, em um mesmo local, você por gasolina no carro, adquirir refeições convenientes para comer no local ou levar para casa, bem como poder pegar suas compras feitas antecipadamente pela internet. Acrescente a isso uma casa lotérica e a existência de caixas eletrônicas no local.


Falo da experiência da rede Giant Eagle. Ela é a 16ª rede americana de supermercados, com sede em Pittsburgh e com vendas próximas a 10 bilhões de dólares, operando 223 supermercados e duas centenas de lojas de conveniência com a bandeira "Get Go Convenience Store", além de outros pequenos negócios.


Apesar de não ser novidade os postos de gasolina terem a sua loja de conveniência, o que há de diferente nesta é o que ela oferece de conveniência. Uma linha de produtos voltada fortemente para alimentos pré-preparados cuja parada pode também ser usada para você pegar sua compra semanal de supermercado comprada on-line.


As lojas Get Go oferecem sanduíches, burgers, burritos, café da manhã, bebidas, saladas, cereais, refeições ligeiras, bem como mesas e cadeiras dentro e fora da loja, além de muitos itens de conveniência para você levar.
O sucesso do negócio foi dito por um executivo como a união da venda de gasolina que todos precisam semanalmente, aliada à alimentação que todos precisam todos os dias.

 

 

 

 

*Antonio Carlos Ascar é estudioso das tendências mundiais do varejo de autosserviço. Graduado e pós-graduado em Administração de Empresas pela FGV (SP), e especialização em Empreendedorismo pela Babson College de Boston (EUA). É autor do livro Glossário Ascar de Termos Supermercadistas e do livro Distribuindo as Camisas, (à venda no site www.mercadolivre.com.br). Por 31 anos foi diretor executivo do Grupo Pão de Açúcar, implantou diversos formatos de loja como: Extra, Minibox, Superbox, Peg Faça, Express, entre outros. Atualmente é consultor e sócio diretor da Ascar & Associados, empresa de consultoria que atua na prestação de serviços a redes supermercadistas. Ascar é também palestrante internacional, consultor de varejo da Abras e articulista da revista SuperHiper, publicação da Abras. www.ascarassociados.com.br.

 



 

Últimas

» Artigo: O tal do "One Stop Shop" 06 de Dezembro 2019, às 13h
» Artigo: Última geração da Albertsons em funcionamento 25 de Setembro 2019, às 16h
» Artigo: Jungle Jim’s International Market 23 de Julho 2019, às 14h
» Artigo: Pretensão exagerada? 31 de Maio 2019, às 13h
» Artigo: Aldi no país berço do supermercado 02 de Abril 2019, às 11h
» Artigo: Carrefour se reinventando 28 de Janeiro 2019, às 17h
» Artigo: Kroger multiformatos - uma rápida história 23 de Outubro 2018, às 17h
» Artigo: News from Alibaba 07 de Junho 2018, às 17h
» Artigo: Este é o futuro? 29 de Março 2018, às 17h
» Artigo: E daqui a cinco anos? 12 de Dezembro 2017, às 17h

Ver mais »