(439)
Frente CSE
Apresentação
Membros
Entidades apoiadoras
Notícias
 
Você está em:

Frente CSE

Relatores debatem reformas estruturantes no 3º Fórum Nacional do Comércio 25/10/2017 13:11:41

 
 

 

 

Os principais pontos pertinentes as reformas trabalhista, previdenciária e tributária abriram o debate do primeiro painel do 3º Fórum Nacional do Comércio, realizado nesta quarta-feira (25), no Royal Tulip, em Brasília. O encontro, promovido pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e a Câmara de Dirigentes Lojistas do Distrito Federal (CDL-DF) reúne políticos, empresários e líderes do Sistema CNDL.

 

O coordenador da União Nacional de Entidades de Comércio e Serviços (UNECS) e presidente da CNDL, Honório Pinheiro, falou sobre os impactos das reformas no setor varejista e de comércio e serviços, que responde por 19,1% dos empregos formais em todo país."Quem gera emprego no Brasil são os empresários e empreendedores. Temos que assumir uma posição propositiva. Precisamos estar mais unidos e conscientes da força desse setor na economia nacional", declarou.

 

"Nossa aproximação com o Congresso tem viabilizado uma agenda com mais objetividade. Precisamos entender que a atualização trabalhista, por exemplo, é geradora de novos empregos e com certeza reduzirá o custo das nossas operações. A tributária é uma necessidade urgente no setor produtivo e a previdenciária é o futuro", resumiu o coordenador da UNECS.

 

Segundo o relator da reforma da previdência, o deputado Arthur Maia (PPS/BA), hoje, o Brasil é um dos poucos países que ainda admite a aposentadoria por tempo de contribuição. "Na América Latina apenas o Brasil e o Equador ainda seguem esse modelo. Isso por si só já é uma razão para fazermos essa reforma. Enviamos uma proposta de mudança que se baseia no fim da idade mínima", avaliou.

 

Já o relator da reforma tributária, Luiz Carlos Hauly (PSDB/PR), propõe ao Brasil uma simplificação tributária geral. "Precisamos transformar esse manicômio tributário, do ponto de vista jurídico. Com as alterações que propomos irá diminuir a burocracia, o modelo será justo e o controle desse sistema não permitirá exceções. Vamos zerar os impostos de comida e remédios. Vamos diminuir o peso da tributação do consumo passando para renda", pontuou Hauly.

 

Para o deputado e relator da modernização, Rogério Marinho, o Fórum é uma oportunidade para a reflexão. "É um momento de balanço do que ocorreu durante esse ano, a exemplo da aprovação da reforma trabalhista e da diferenciação de preços de acordo com o meio de pagamento. Foram são avanços que conseguem dar uma velocidade maior ao desenvolvimento deste setor".

 

 

Fonte: Assessoria de Comunicação da CNDL



 

Últimas

» UNECS: líderes do comércio se reúnem para discutir veto ao Refis da MPE 20 de Fevereiro 2018, 12h02
» Representantes da UNECS se reúnem com ministro Carlos Marun 08 de Fevereiro 2018, 02h07
» UNECS repudia fim do parcelado lojista 05 de Fevereiro 2018, 17h11
» Conquista histórica para bares e restaurantes: vale-refeição terá taxas menores em breve 22 de Janeiro 2018, 04h28
» UNECS e Frente CSE se reúnem com ministro da Cidades 22 de Janeiro 2018, 04h25
» Lideranças do setor atacadista querem unir forças 21 de Dezembro 2017, 14h55
» ABRAS envia carta aos 513 deputados pedindo a aprovação da reforma da Previdência 13 de Dezembro 2017, 12h24
» ABRAS participa da última reunião do ano da UNECS 11 de Dezembro 2017, 01h48
» UNECS participa de Frente Parlamentar que discute Refis para micro e pequenas empresas 29 de Novembro 2017, 20h54
» Rogério Marinho deixa presidência da Frente CSE em solenidade com Temer, Maia e ministros 29 de Novembro 2017, 20h53

Ver mais »